Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Audiência Pública discute criação de Centro de Bem Estar Animal

O projeto de lei da criação em Santa Maria do Centro
de Vigilância Ambiental e Bem Estar Animal está em trâmite na Câmara dos
Vereadores. Ontem o projeto foi apresentado e discutido em audiência
pública.

Normal
0
21

false
false
false

MicrosoftInternetExplorer4


st1:*{behavior:url(#ieooui) }


/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:10.0pt;
font-family:”Times New Roman”;
mso-ansi-language:#0400;
mso-fareast-language:#0400;
mso-bidi-language:#0400;}

O objetivo foi colher os depoimentos para uma avaliação e, se
necessário fazer alterações nas propostas. Porém para a lei entrar em vigor é
preciso que seja aprovada em votação e ser encaminhada ao poder executivo.

Desde o ano passado o vereador Manoel Badke, conhecido como
Maneco, desenvolveu esse projeto que visa o controle populacional de cães e
gatos, promover controle de vacinação entre outras ações voltadas à proteção de
animais tanto domésticos quanto aqueles que estão abandonados.

“O projeto é de abrangência, queremos conscientizar a
sociedade da importância da criação do Centro de Bem Estar Animal”, comenta o
vereador Badke.

Foram muitas as opiniões durante a audiência, a maioria das
pessoas presentes eram favoráveis  à criação
do centro, outras não.

É o caso da médica veterinária, especialista em Saúde Pública e
fundadora do Clube Amigos dos Animais Marlene Nascimento, que não concorda com
as propostas do projeto. “Quando se fala em recolhimento de animais não consta
para onde eles serão encaminhados. Também não se pode responsabilizar o poder
público pela castração, isso é um dever do dono do animal”, esclarece Marlene.

Marlene também comentou que é preciso, sim, existir um lugar
específico para os animais, mas não da maneira como está sendo proposto.

Esteve presente a audiência o professor da UFSM Luiz Sérgio
Segala. “A preocupação com animais é mundial. Santa Maria cresceu muito, e a
ideia de discutir esse projeto é oportuna e não pode conter falhas porque está
na hora de ter um centro de bem estar animal”, opina Segala.

O Secretário de Proteção Ambiental, Luiz Alberto Carvalho
Junior, enfatizou que o problema de animais abandonados é histórico em Santa Maria e que
precisa ser solucionado.

Há também outro projeto paralelo a este, que consiste na
obrigatoriedade da identificação eletrônica através da implantação de
micro-chips em todos os animais do município de Santa Maria. Dia 16 de junho
será realizada às 14 horas uma audiência pública sobre o mesmo.
 
 
Fotos: Augusto Coelho (Laboratório de Fotografia e Memória)

 

 

 

 

 

 

 

 

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

O projeto de lei da criação em Santa Maria do Centro
de Vigilância Ambiental e Bem Estar Animal está em trâmite na Câmara dos
Vereadores. Ontem o projeto foi apresentado e discutido em audiência
pública.

Normal
0
21

false
false
false

MicrosoftInternetExplorer4


st1:*{behavior:url(#ieooui) }


/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:10.0pt;
font-family:”Times New Roman”;
mso-ansi-language:#0400;
mso-fareast-language:#0400;
mso-bidi-language:#0400;}

O objetivo foi colher os depoimentos para uma avaliação e, se
necessário fazer alterações nas propostas. Porém para a lei entrar em vigor é
preciso que seja aprovada em votação e ser encaminhada ao poder executivo.

Desde o ano passado o vereador Manoel Badke, conhecido como
Maneco, desenvolveu esse projeto que visa o controle populacional de cães e
gatos, promover controle de vacinação entre outras ações voltadas à proteção de
animais tanto domésticos quanto aqueles que estão abandonados.

“O projeto é de abrangência, queremos conscientizar a
sociedade da importância da criação do Centro de Bem Estar Animal”, comenta o
vereador Badke.

Foram muitas as opiniões durante a audiência, a maioria das
pessoas presentes eram favoráveis  à criação
do centro, outras não.

É o caso da médica veterinária, especialista em Saúde Pública e
fundadora do Clube Amigos dos Animais Marlene Nascimento, que não concorda com
as propostas do projeto. “Quando se fala em recolhimento de animais não consta
para onde eles serão encaminhados. Também não se pode responsabilizar o poder
público pela castração, isso é um dever do dono do animal”, esclarece Marlene.

Marlene também comentou que é preciso, sim, existir um lugar
específico para os animais, mas não da maneira como está sendo proposto.

Esteve presente a audiência o professor da UFSM Luiz Sérgio
Segala. “A preocupação com animais é mundial. Santa Maria cresceu muito, e a
ideia de discutir esse projeto é oportuna e não pode conter falhas porque está
na hora de ter um centro de bem estar animal”, opina Segala.

O Secretário de Proteção Ambiental, Luiz Alberto Carvalho
Junior, enfatizou que o problema de animais abandonados é histórico em Santa Maria e que
precisa ser solucionado.

Há também outro projeto paralelo a este, que consiste na
obrigatoriedade da identificação eletrônica através da implantação de
micro-chips em todos os animais do município de Santa Maria. Dia 16 de junho
será realizada às 14 horas uma audiência pública sobre o mesmo.
 
 
Fotos: Augusto Coelho (Laboratório de Fotografia e Memória)