Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Aumento da tarifa de ônibus é aprovado na cidade

passagens_protesto3_gabi.jpgNão adiantou a manifestação, os protestos e nem o impedimento da votação pela manhã. Na tarde desta segunda-feira, 18 de outubro de 2010, o Conselho Municipal de Transportes aprovou o aumento da tarifa de ônibus para R$ 2,31.

 

 

 

 

passagens_protesto1_gabi.jpgA passagem teve um reajuste de 15,5%, e aumenta R$ 0,31 centavos no bolso do usuário de coletivos. Os estudantes do Diretório Central de Estudantes (DCE) da UFSM conseguiram impedir a votação pela manhã, no entanto, a reunião para votar o aumento foi transferida para a tarde, no Sest/Senat.

 


Os estudantes não se incomodaram com a distância e foram até o local da votação para pressionar os conselheiros. Com gritos, batuques e faixas eles protestaram, mas foram impedidos de entrar na reunião, apenas uma comissão pôde participar. O resto do grupo ficou todo tempo manifestando-se do lado de fora. Para ter certeza que tudo sairia bem, o policiamento foi reforçado. Com carros, camburões e cavalos os policiais aparentavam ser um número bem maior do que os próprios manifestantes. passagens_protesto5_gabi.jpg


O estudante de Engenharia Química, Estevan Cruz, 19 anos, que é integrante do Diretório Acadêmico, comenta sua indignação com o aumento da passagem. “Esse aumento é pior para toda a população, quem pega dois ônibus diários vai ter um custo a mais de R$ 0,60”.  Ele ainda ressalta que os maiores beneficiados com o aumento da tarifa são os empresários. “Vamos pagar para colocar no bolso dos empresários”, fala Cruz.


Quem também participou do protesto e da comissão de estudantes que pôde entrar na reunião foi o estudante de Economia e coordenador geral do DCE, Eduardo Miotto Flech, 23 anos. Ele considera que o cálculo feito para obter o reajuste é incorreto. Ainda acrescenta que as metas do reajuste anterior não foram cumpridas. “Eles falaram que teria passagem integrada, melhoria dos pontos de ônibus, entre outras coisas. Mas o que vemos são só os ônibus lotados”, conta Flech.


Antes da votação o estudante declarou que o DCE entrará na Justiça, caso o aumento fosse aprovado. Eles irão alegar que a reunião não respeitou o prazo de 48 horas para uma nova votação. “Conseguimos barrar a reunião de manhã, provavelmente os conselheiros vão aprovar o aumento e possivelmente vamos entrar na Justiça”, diz Flech.


passagens_protesto4.jpgNa reunião que começou às 14h, houve discussão entre os participantes. Depois das duas propostas, a do Sindicato dos Contadores, que sugeria o aumento para R$ 2,31 e a do DCE que defendia o preço atual de R$ 2, obteve-se o resultado final. Porém, não adiantaram os protestos. Com 10 votos contra 5, os conselheiros aprovaram o aumento da passagem. Agora resta ao Prefeito de Santa Maria analisar a decisão do Conselho Municipal de Transportes e tomar a decisão definitiva.

 

Fotos: Gabriela Perufo (Laboratório de Fotografia e Memória)

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

passagens_protesto3_gabi.jpgNão adiantou a manifestação, os protestos e nem o impedimento da votação pela manhã. Na tarde desta segunda-feira, 18 de outubro de 2010, o Conselho Municipal de Transportes aprovou o aumento da tarifa de ônibus para R$ 2,31.

 

 

 

 

passagens_protesto1_gabi.jpgA passagem teve um reajuste de 15,5%, e aumenta R$ 0,31 centavos no bolso do usuário de coletivos. Os estudantes do Diretório Central de Estudantes (DCE) da UFSM conseguiram impedir a votação pela manhã, no entanto, a reunião para votar o aumento foi transferida para a tarde, no Sest/Senat.

 


Os estudantes não se incomodaram com a distância e foram até o local da votação para pressionar os conselheiros. Com gritos, batuques e faixas eles protestaram, mas foram impedidos de entrar na reunião, apenas uma comissão pôde participar. O resto do grupo ficou todo tempo manifestando-se do lado de fora. Para ter certeza que tudo sairia bem, o policiamento foi reforçado. Com carros, camburões e cavalos os policiais aparentavam ser um número bem maior do que os próprios manifestantes. passagens_protesto5_gabi.jpg


O estudante de Engenharia Química, Estevan Cruz, 19 anos, que é integrante do Diretório Acadêmico, comenta sua indignação com o aumento da passagem. “Esse aumento é pior para toda a população, quem pega dois ônibus diários vai ter um custo a mais de R$ 0,60”.  Ele ainda ressalta que os maiores beneficiados com o aumento da tarifa são os empresários. “Vamos pagar para colocar no bolso dos empresários”, fala Cruz.


Quem também participou do protesto e da comissão de estudantes que pôde entrar na reunião foi o estudante de Economia e coordenador geral do DCE, Eduardo Miotto Flech, 23 anos. Ele considera que o cálculo feito para obter o reajuste é incorreto. Ainda acrescenta que as metas do reajuste anterior não foram cumpridas. “Eles falaram que teria passagem integrada, melhoria dos pontos de ônibus, entre outras coisas. Mas o que vemos são só os ônibus lotados”, conta Flech.


Antes da votação o estudante declarou que o DCE entrará na Justiça, caso o aumento fosse aprovado. Eles irão alegar que a reunião não respeitou o prazo de 48 horas para uma nova votação. “Conseguimos barrar a reunião de manhã, provavelmente os conselheiros vão aprovar o aumento e possivelmente vamos entrar na Justiça”, diz Flech.


passagens_protesto4.jpgNa reunião que começou às 14h, houve discussão entre os participantes. Depois das duas propostas, a do Sindicato dos Contadores, que sugeria o aumento para R$ 2,31 e a do DCE que defendia o preço atual de R$ 2, obteve-se o resultado final. Porém, não adiantaram os protestos. Com 10 votos contra 5, os conselheiros aprovaram o aumento da passagem. Agora resta ao Prefeito de Santa Maria analisar a decisão do Conselho Municipal de Transportes e tomar a decisão definitiva.

 

Fotos: Gabriela Perufo (Laboratório de Fotografia e Memória)