Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Conservação dos primatas é debatida na prefeitura

14mai2010_bugio01.jpgOcorreu, hoje,  uma assembleia no auditório da Prefeitura Municipal de Santa Maria sobre a conservação dos primatas e de seus habitats naturais. Estavam presentes o secretário de Proteção Ambiental, Luiz Alberto Carvalho Junior, e o grupo da “Equipe de Primatas” (EPRIM), que realizou a palestra destacando seus focos, que são os bugio-pretos e os bugio-ruivos.

A professora doutora Thaís Leiroz Codenotti palestrou por cerca de uma hora e meia, apesar do público pequeno. A extinção dos bugios no Rio Grande do Sul e a pouca informação dada às pessoas foram algumas das abordagens da professora. A febre amarela que assustou a população no ano passado foi outro assunto bastante esclarecido, já que muitos culpavam os primatas pela doença. “Não são os bugios que transmitem a doença, pelo contrário, eles avisam, com sua vida, para nos prevenirmos”, explicou a professora.

A realidade dos bugios foi ilustrada através de fotos e vídeos trazidos por Thaís. Segundo ela, até agora foram confirmadas 2.030 mortes dos animais, e este número pode ser ainda maior, já que muitos animais morrem e não são notificados. “É triste entrar na mata e escutar aquele silêncio absurdo, eles foram exterminados”, relata.

14mai2010_bugio02.jpg
Professora doutora Thaís Leiroz Codenotti
A interferência humana, a destruição e descaracterização dos habitats naturais, a caça predatória e ilegal, o incêndio e as queimadas são as principais causas da extinção. A equipe trabalha para reverter essas situações e criar alternativas para a conservação dessas espécies. Educação ambiental é a maneira que eles encontraram para tentar reverter este tipo de agressividade contra os bugios e, a partir daí, alertar as pessoas para que futuramente esta raça não fique só na lembrança.

No final da palestra, as pessoas puderam tirar mais dúvidas com a professora e sua equipe. O grupo está na cidade para implantar seus projetos e irá fazer visitas em alguns locais notificados, nas quais ocorreram mortes de bugios por febre amarela. Santa Maria é a 13ª rede municipal para a proteção e conservação dos primatas.

Fotos: Potira Souto (Laboratório de Fotografia e Memória)

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

14mai2010_bugio01.jpgOcorreu, hoje,  uma assembleia no auditório da Prefeitura Municipal de Santa Maria sobre a conservação dos primatas e de seus habitats naturais. Estavam presentes o secretário de Proteção Ambiental, Luiz Alberto Carvalho Junior, e o grupo da “Equipe de Primatas” (EPRIM), que realizou a palestra destacando seus focos, que são os bugio-pretos e os bugio-ruivos.

A professora doutora Thaís Leiroz Codenotti palestrou por cerca de uma hora e meia, apesar do público pequeno. A extinção dos bugios no Rio Grande do Sul e a pouca informação dada às pessoas foram algumas das abordagens da professora. A febre amarela que assustou a população no ano passado foi outro assunto bastante esclarecido, já que muitos culpavam os primatas pela doença. “Não são os bugios que transmitem a doença, pelo contrário, eles avisam, com sua vida, para nos prevenirmos”, explicou a professora.

A realidade dos bugios foi ilustrada através de fotos e vídeos trazidos por Thaís. Segundo ela, até agora foram confirmadas 2.030 mortes dos animais, e este número pode ser ainda maior, já que muitos animais morrem e não são notificados. “É triste entrar na mata e escutar aquele silêncio absurdo, eles foram exterminados”, relata.

14mai2010_bugio02.jpg
Professora doutora Thaís Leiroz Codenotti
A interferência humana, a destruição e descaracterização dos habitats naturais, a caça predatória e ilegal, o incêndio e as queimadas são as principais causas da extinção. A equipe trabalha para reverter essas situações e criar alternativas para a conservação dessas espécies. Educação ambiental é a maneira que eles encontraram para tentar reverter este tipo de agressividade contra os bugios e, a partir daí, alertar as pessoas para que futuramente esta raça não fique só na lembrança.

No final da palestra, as pessoas puderam tirar mais dúvidas com a professora e sua equipe. O grupo está na cidade para implantar seus projetos e irá fazer visitas em alguns locais notificados, nas quais ocorreram mortes de bugios por febre amarela. Santa Maria é a 13ª rede municipal para a proteção e conservação dos primatas.

Fotos: Potira Souto (Laboratório de Fotografia e Memória)