Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Para Lula, lição de governo é fazer o óbvio

Um evento para marcar a história! Assim foi definida a visita do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva à Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). No ano em que a UFSM comemora seus 50 anos, o presidente Lula, acompanhado do ex-governador do Rio Grande do Sul Olívio Dutra e do Ministro da Educação, Fernando Haddad, vieram para a inauguração de obras do REUNI (Reestruturação e Expansão das Universidades Federais).
 

lula_ufsm_romulo_davila_2.jpg

 
A chegada do chefe do Executivo Nacional à cidade estava prevista para às 10h20 da manhã e atrasou cerca de 40 minutos. A chuva era intensa, mas mesmo assim mais de 3 mil pessoas não hesitaram em comparecer ao largo do planetário da universidade. Muitos militantes petistas, simpatizantes do presidente, estudantes e até mesmo neutros curiosos marcaram presença para assistir a solenidade que encerrou por volta das 14h.
 
 
As universidades com obras inauguradas nesta sexta, foram: UFSM nos campi de Santa Maria, Silveira Martins, Frederico Westphalen e Palmeira das Missões, UFRGS em Porto Alegre, FURG em Rio Grande e Unipampa em Dom Pedrito e Jaguarão. Autoridades locais como o prefeito Cezar Schirmer e o reitor da UFSM, Felipe Müller discursaram e enalteceram a atual gestão do governo federal no que diz respeito à educação. Segundo Müller, essa é a primeira vez que um presidente democraticamente eleito visita a Universidade Federal de Santa Maria. 
 

Ao se levantar para realizar seu discurso, o presidente Lula foi ovacionado pela multidão. O público não cansava de aplaudir e gritar “Lula, Lula!”. O presidente afirmou que se há uma lição aprendida pós oito anos de governo e uma palavra mágica para quem assume cargos públicos, essa palavra é “óbvio”. Para Lula, se todos começarem a fazer o óbvio é muito mais fácil administrar. "Proibi dizer que investimento em educação é gasto", afirmou também o presidente, ao lembrar do início de seu governo.
 
 

lula_ufsm_romulo_davila_4.jpg

Quando se referiu ao preconceito como a pior doença do ser humano, Lula foi bastante aplaudido. Segundo ele, estamos em um processo de evolução da consciência política no Brasil e os preconceitos estão sendo quebrados. Alguns exemplos disso, segundo o presidente, são a abertura das portas do Palácio do Planalto para os cães-guia de cegos e moradores de rua. Lula disse que um presidente não deve governar apenas para 35% da população, mas sim para todos, pois todos são cidadãos e encerrou sua fala despedindo-se do público com simpatia: “Até outro dia!”, exclamou.
 
 
 
Imagens: Rômulo Silva D’Ávila (Laboratório de Fotografia e Memória)

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Um evento para marcar a história! Assim foi definida a visita do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva à Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). No ano em que a UFSM comemora seus 50 anos, o presidente Lula, acompanhado do ex-governador do Rio Grande do Sul Olívio Dutra e do Ministro da Educação, Fernando Haddad, vieram para a inauguração de obras do REUNI (Reestruturação e Expansão das Universidades Federais).
 

lula_ufsm_romulo_davila_2.jpg

 
A chegada do chefe do Executivo Nacional à cidade estava prevista para às 10h20 da manhã e atrasou cerca de 40 minutos. A chuva era intensa, mas mesmo assim mais de 3 mil pessoas não hesitaram em comparecer ao largo do planetário da universidade. Muitos militantes petistas, simpatizantes do presidente, estudantes e até mesmo neutros curiosos marcaram presença para assistir a solenidade que encerrou por volta das 14h.
 
 
As universidades com obras inauguradas nesta sexta, foram: UFSM nos campi de Santa Maria, Silveira Martins, Frederico Westphalen e Palmeira das Missões, UFRGS em Porto Alegre, FURG em Rio Grande e Unipampa em Dom Pedrito e Jaguarão. Autoridades locais como o prefeito Cezar Schirmer e o reitor da UFSM, Felipe Müller discursaram e enalteceram a atual gestão do governo federal no que diz respeito à educação. Segundo Müller, essa é a primeira vez que um presidente democraticamente eleito visita a Universidade Federal de Santa Maria. 
 

Ao se levantar para realizar seu discurso, o presidente Lula foi ovacionado pela multidão. O público não cansava de aplaudir e gritar “Lula, Lula!”. O presidente afirmou que se há uma lição aprendida pós oito anos de governo e uma palavra mágica para quem assume cargos públicos, essa palavra é “óbvio”. Para Lula, se todos começarem a fazer o óbvio é muito mais fácil administrar. "Proibi dizer que investimento em educação é gasto", afirmou também o presidente, ao lembrar do início de seu governo.
 
 

lula_ufsm_romulo_davila_4.jpg

Quando se referiu ao preconceito como a pior doença do ser humano, Lula foi bastante aplaudido. Segundo ele, estamos em um processo de evolução da consciência política no Brasil e os preconceitos estão sendo quebrados. Alguns exemplos disso, segundo o presidente, são a abertura das portas do Palácio do Planalto para os cães-guia de cegos e moradores de rua. Lula disse que um presidente não deve governar apenas para 35% da população, mas sim para todos, pois todos são cidadãos e encerrou sua fala despedindo-se do público com simpatia: “Até outro dia!”, exclamou.
 
 
 
Imagens: Rômulo Silva D’Ávila (Laboratório de Fotografia e Memória)