Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Unifra inaugura novo prédio nesta sexta

Na próxima segunda-feira, dia 25, o antigo Hotel Glória abre suas portas já como o Centro de Integração Conhecimento e Sociedade, do Centro Universitário Franciscano (Unifra), e oferece outros serviços à população. Nesta quinta-feira que antecede a inauguração, a imprensa foi chamada para visitá-lo. A inauguração será nesta sexta-feira às 17h30min.

predio8_fabricio_brunomello.jpgO prédio da esquina da avenida Rio Branco com a rua Silva Jardim é originalmente da década de 30 ou 40 e teve toda a sua estrutura interna demolida. Segundo o consultor Fabrício Queruz, como o objetivo era dar um novo uso ao edifício que foi criado para ser um hotel e o programa proposto pela Unifra era maior que a área de 2.800 m² do prédio, a única opção era erguê-lo, acrescentando andares. Foram acrescentados 1600m².

 A arquiteta Téssia Kapp Pereira explicou que o projeto reflete a arquitetura de 2010, mas respeitando a de 40.

“Não competimos, mais somamos com a estrutura, é uma página a mais sem desmerecer a antiga”, diz Fabricio Queruz.

O prédio também possui estruturas que permitem acessibilidade a qualquer portador de necessidades como rampas, elevadores e até os guichês de atendimento são mais largos para os cadeirantes.

predio8_interior_brunomello.jpgSão dois andares de serviços oferecidos ao público, o terceiro será a Editora Unifra e o quarto andar comportará as Incubadoras Tecnológicas.

O Procon tem seis anos e está instalado no térreo do prédio. Segundo o coordenador, Vitor Hugo Ferreira, a expectativa é que em função da publicidade da inauguração do prédio e o aumento do número de guichês de atendimento, haja uma demanda maior de atendimentos. predio8_procon_brunomello.jpg

“Nesses seis anos tivemos em média 33 mil atendimentos variados por email, telefone ou de pessoas que foram até o Procon. Anualmente registramos  formalmente 2 mil reclamações e tem um percentual de 80% de resoluções dos casos”, conta o prof. Vitor Hugo.

No térreo também está a Agência de Turismo que possibilita consultar não só viagens, mas também intercâmbios.

O Procon, a Defensoria Pública Estadual, o Juizado Especial Civil (JEC),  o Juizado Especial Federal (JEF) e o Centro Interdisciplinar de Mediação (CIM) integram o Núcleo de Práticas Jurídicas (NPJ).  A maior parte das instituições do NPJ ficou instalada no segundo andar.

predio8_ferrony_brunomello.jpg“Todos esses ambientes que oportunizam atendimentos pelos alunos não é exclusivo dos alunos da Unifra. Alunos de outras instituições também podem participar dos estágios”, explica o coordenador do NPJ, Paulo Ferrony.

O coordenador ainda explica que no Núcleo há o CIM, um projeto interdisciplinar de mediação onde participam profissionais e alunos da Psicologia, do Direito e do Serviço Social, que oferecem à comunidade um espaço extrajudiciário de resolução de conflitos.

O projeto arquitetônico da obra é das arquitetas Bianca Munareto, Téssia Kapp Pereira, Nívea da predio8_arquitetas_brunomello.jpgCosta e da engª Francine Abade. A execução foi da empresa BK Construções.

 

Fotos: Bruno Mello (Laboratório de Fotografia e Memória)  e Assessoria de Imprensa da Unifra

 

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Na próxima segunda-feira, dia 25, o antigo Hotel Glória abre suas portas já como o Centro de Integração Conhecimento e Sociedade, do Centro Universitário Franciscano (Unifra), e oferece outros serviços à população. Nesta quinta-feira que antecede a inauguração, a imprensa foi chamada para visitá-lo. A inauguração será nesta sexta-feira às 17h30min.

predio8_fabricio_brunomello.jpgO prédio da esquina da avenida Rio Branco com a rua Silva Jardim é originalmente da década de 30 ou 40 e teve toda a sua estrutura interna demolida. Segundo o consultor Fabrício Queruz, como o objetivo era dar um novo uso ao edifício que foi criado para ser um hotel e o programa proposto pela Unifra era maior que a área de 2.800 m² do prédio, a única opção era erguê-lo, acrescentando andares. Foram acrescentados 1600m².

 A arquiteta Téssia Kapp Pereira explicou que o projeto reflete a arquitetura de 2010, mas respeitando a de 40.

“Não competimos, mais somamos com a estrutura, é uma página a mais sem desmerecer a antiga”, diz Fabricio Queruz.

O prédio também possui estruturas que permitem acessibilidade a qualquer portador de necessidades como rampas, elevadores e até os guichês de atendimento são mais largos para os cadeirantes.

predio8_interior_brunomello.jpgSão dois andares de serviços oferecidos ao público, o terceiro será a Editora Unifra e o quarto andar comportará as Incubadoras Tecnológicas.

O Procon tem seis anos e está instalado no térreo do prédio. Segundo o coordenador, Vitor Hugo Ferreira, a expectativa é que em função da publicidade da inauguração do prédio e o aumento do número de guichês de atendimento, haja uma demanda maior de atendimentos. predio8_procon_brunomello.jpg

“Nesses seis anos tivemos em média 33 mil atendimentos variados por email, telefone ou de pessoas que foram até o Procon. Anualmente registramos  formalmente 2 mil reclamações e tem um percentual de 80% de resoluções dos casos”, conta o prof. Vitor Hugo.

No térreo também está a Agência de Turismo que possibilita consultar não só viagens, mas também intercâmbios.

O Procon, a Defensoria Pública Estadual, o Juizado Especial Civil (JEC),  o Juizado Especial Federal (JEF) e o Centro Interdisciplinar de Mediação (CIM) integram o Núcleo de Práticas Jurídicas (NPJ).  A maior parte das instituições do NPJ ficou instalada no segundo andar.

predio8_ferrony_brunomello.jpg“Todos esses ambientes que oportunizam atendimentos pelos alunos não é exclusivo dos alunos da Unifra. Alunos de outras instituições também podem participar dos estágios”, explica o coordenador do NPJ, Paulo Ferrony.

O coordenador ainda explica que no Núcleo há o CIM, um projeto interdisciplinar de mediação onde participam profissionais e alunos da Psicologia, do Direito e do Serviço Social, que oferecem à comunidade um espaço extrajudiciário de resolução de conflitos.

O projeto arquitetônico da obra é das arquitetas Bianca Munareto, Téssia Kapp Pereira, Nívea da predio8_arquitetas_brunomello.jpgCosta e da engª Francine Abade. A execução foi da empresa BK Construções.

 

Fotos: Bruno Mello (Laboratório de Fotografia e Memória)  e Assessoria de Imprensa da Unifra