Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Autores contam sobre suas obras

feira2011_quinta12_afranio_luizvencato.jpgUm misto entre jornalismo, inteligência, poesia, saúde,
conscientização e direito formou a sessão de autógrafos de quinta-feira, 12, na
Feira do Livro. Entre as diversas atividades oferecidas, as tradicionais entrevistas
dos autores são um pontos alto nas tardes do maior evento cultural de Santa
Maria.

Normal
0

21

false
false
false

PT-BR
X-NONE
X-NONE

MicrosoftInternetExplorer4


st1:*{behavior:url(#ieooui) }

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-priority:99;
mso-style-qformat:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:11.0pt;
font-family:”Calibri”,”sans-serif”;
mso-ascii-font-family:Calibri;
mso-ascii-theme-font:minor-latin;
mso-fareast-font-family:”Times New Roman”;
mso-fareast-theme-font:minor-fareast;
mso-hansi-font-family:Calibri;
mso-hansi-theme-font:minor-latin;
mso-bidi-font-family:”Times New Roman”;
mso-bidi-theme-font:minor-bidi;}

Água e Educação –
Princípios e estratégias de uso e conservação –
Afranio Almir Righes

Preocupado com a sustentabilidade da água, o engenheiro
agrônomo e professor universitário Afranio Almir Righes, em parceria com
Galileo Adeli Buriol e Noemi Bôer escreveu o livro Água e Educação, como resultado
do projeto Tecnologias para a Sustentabilidade da Água em Zonas Rurais e Urbanas
em Santa Maria.

O projeto aprovado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento
Científico e Tecnológico (CNPq) e desenvolvido em duas escolas da cidade, tem
como objetivo ações educativas para a conscientização de uma nova prática com a
água da chuva, que acaba escoando e não penetrando no solo. “Nós
impermeabilizamos o solo, e por isso devemos mudar nossos hábitos para que essa
água não utilizada possa ir para o aqüífero”, explica o pesquisador.

A obra composta por vários capítulos tem a participação de
vários professores da Unifra na composição dos artigos e teve 350 exemplares distribuídos
para as escolas municipais de Santa Maria.

Diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE),
instalado na UFSM, Afranio diz estar muito satisfeito com o trabalho publicado,
pois contou com a participação de diversos profissionais, envolveu muitos
alunos no projeto e serve de subsídio pra educação ambiental.

A sessão de autógrafos de Água e Educação ocorreu no stand
da Universidade Federal na Feira.

 

feira2011_quinta12_anaribas_luizvencato.jpgReticências sobre o
dito e não dito
– Ana Ribas Diefenthaeler

 

Jornalista há 30 anos, Ana Ribas, natural de Santa Maria,
resolveu lançar aqui sua coletânea de textos. O livro que possui uma cara feminina aborda em suas crônicas as
vivências da mulher moderna. “Acho muito importante falar sobre a feminilidade,
é um aspecto que me agrada e considero necessário”, enfatiza a escritora que
mora há muitos anos em Joinvile. A cidade faz parte de sua identidade e, por
esse motivo, trouxe a obra para o público conhecer.

O prefácio do livro foi escrito pelo escritor Moacyr Scliar,
falecido no início deste ano. E ao ser questionada sobre a relevância da
opinião do membro da Academia Brasileira de Letras em sua obra, ela diz que o
escritor a ajudou muito na carreira, além de ser muito dedicado na arte da
escrita.

A coordenadora do Prêmio Expressão Literária de Joinville
gostou muito do que viu na Feira 2011. “Já trabalhei na Feira do Livro, pois
era o curso de Comunicação que organizava. E ela evolui muito, gostei”, conclui
Ana Ribas.

 

feira2011_quinta12_adede_luizvencato.jpgOs operadores do
Direito – Uma crítica ao Sistema
e

Legítimo
Representante do Povo?!
 – João
Marcos Adede Y Castro

O promotor público trouxe para essa edição da Feira duas
obras que falam sobre o sistema jurídico atuante no Brasil. O primeiro livro é
uma crítica para aquelas pessoas do sistema judiciário que não fazem nada para
mudar o que está errado. “Somos pagos com o dinheiro público e devemos fazer o
correto para a sociedade”, comenta o autor.

Com uma abordagem diferenciada, o segundo livro – Legítimo
Representante do Povo?!,-  lida com o
imaginário. Trata-se de um romance com personagens que transitam no mundo
jurídico.

Segundo ele, os livros foram escritos com os olhos de um
profissional que está fora do tribunal e enxerga a situação como um todo. “A
legitimidade não nasce do voto, as pessoas pensam que quando se tem o voto do
povo tudo que o representante faz é legitimado, mas não é só dessa maneira que
as coisas podem acontecer”, conclui.

 

 

feira2011_quinta12_marcosferreira_luizvencato.jpgAs duas inteligências
– Marcos Ferreira

O livro de Marcos Ferreira tem o intuito de ampliar a
inteligência de todos aqueles que tiverem interesse. Por ser um livro de fácil
compreensão, o autor acredita que o público irá gostar. De acordo com ele, a
inteligência é uma instrução mental, dividida em dois aspectos: cognitiva e
evolutiva. O diferencial do livro é o aspecto evolutivo. Ele criou uma fórmula
para ampliar o potencial humano. “A inteligência é modificada, não é algo
imutável, oferecemos uma fórmula que se for bem utilizada aumentará a
inteligência”, conclui.

 

 

 

 

 

feira2011_quinta12_margareth_luizvencato.jpgEmagreça com a cabeça
e seja feliz – Maria Margareth
Garcia Vieira

“Não é preciso ser magro para ser feliz, mas é preciso ser
saudável”. Assim a autora define seu livro. Professora de educação física e
acostumada com um ritmo de exercícios e alimentação saudável ela diz que para
ser feliz é necessário se sentir bem tanto com o corpo quanto com a mente. Segundo
ela, praticar um exercício e não sentir dores no corpo, fazer uma caminhada e
não faltar o ar são aspectos importantes para uma vida saudável.

Ao falar sobre o título, que possui certo teor de autoajuda,
ela fala que, “o livro possui recomendações de como se sentir bem. Se isso é
autoajuda, então o gênero do livro é esse”, conclui Maria Margareth.

 

 

feira2011_quinta12_fatimasegatto_luizvencato.jpgConquistando mais
amizades do que solidão
XXIIFátima
Segatto

A coletânea de poemas encontradas na obra é resultado de um
intercâmbio cultural realizado pelo Brasil inteiro há 22 anos, por isso do
número no título da obra. Escritores se correspondem, e através dessa
iniciativa surgiu o livro que é dividido em duas partes, a primeira em poemas
da autora e a segunda de autores pouco conhecidos.

Segundo a escritora, essa parte é destinada para tirar essas
pessoas do anonimato e mostrar para elas mesmas que é possível os outros
conhecerem seu trabalho.

Fátima também desenvolve projetos como Transforme seu aluno
em escritor, realizado na Escola Municipal Bernardino Fernandes, onde ela
oferece oficinas literárias.

“É importante mostrar que as pessoas podem ter o hábito de
escrever e mostrar aos outros”, afirma a escritora.

 

Fotos: Luiz Vencato Jr. (Laboratório de Fotografia e Memória)

 

 

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

feira2011_quinta12_afranio_luizvencato.jpgUm misto entre jornalismo, inteligência, poesia, saúde,
conscientização e direito formou a sessão de autógrafos de quinta-feira, 12, na
Feira do Livro. Entre as diversas atividades oferecidas, as tradicionais entrevistas
dos autores são um pontos alto nas tardes do maior evento cultural de Santa
Maria.

Normal
0

21

false
false
false

PT-BR
X-NONE
X-NONE

MicrosoftInternetExplorer4


st1:*{behavior:url(#ieooui) }

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-priority:99;
mso-style-qformat:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:11.0pt;
font-family:”Calibri”,”sans-serif”;
mso-ascii-font-family:Calibri;
mso-ascii-theme-font:minor-latin;
mso-fareast-font-family:”Times New Roman”;
mso-fareast-theme-font:minor-fareast;
mso-hansi-font-family:Calibri;
mso-hansi-theme-font:minor-latin;
mso-bidi-font-family:”Times New Roman”;
mso-bidi-theme-font:minor-bidi;}

Água e Educação –
Princípios e estratégias de uso e conservação –
Afranio Almir Righes

Preocupado com a sustentabilidade da água, o engenheiro
agrônomo e professor universitário Afranio Almir Righes, em parceria com
Galileo Adeli Buriol e Noemi Bôer escreveu o livro Água e Educação, como resultado
do projeto Tecnologias para a Sustentabilidade da Água em Zonas Rurais e Urbanas
em Santa Maria.

O projeto aprovado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento
Científico e Tecnológico (CNPq) e desenvolvido em duas escolas da cidade, tem
como objetivo ações educativas para a conscientização de uma nova prática com a
água da chuva, que acaba escoando e não penetrando no solo. “Nós
impermeabilizamos o solo, e por isso devemos mudar nossos hábitos para que essa
água não utilizada possa ir para o aqüífero”, explica o pesquisador.

A obra composta por vários capítulos tem a participação de
vários professores da Unifra na composição dos artigos e teve 350 exemplares distribuídos
para as escolas municipais de Santa Maria.

Diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE),
instalado na UFSM, Afranio diz estar muito satisfeito com o trabalho publicado,
pois contou com a participação de diversos profissionais, envolveu muitos
alunos no projeto e serve de subsídio pra educação ambiental.

A sessão de autógrafos de Água e Educação ocorreu no stand
da Universidade Federal na Feira.

 

feira2011_quinta12_anaribas_luizvencato.jpgReticências sobre o
dito e não dito
– Ana Ribas Diefenthaeler

 

Jornalista há 30 anos, Ana Ribas, natural de Santa Maria,
resolveu lançar aqui sua coletânea de textos. O livro que possui uma cara feminina aborda em suas crônicas as
vivências da mulher moderna. “Acho muito importante falar sobre a feminilidade,
é um aspecto que me agrada e considero necessário”, enfatiza a escritora que
mora há muitos anos em Joinvile. A cidade faz parte de sua identidade e, por
esse motivo, trouxe a obra para o público conhecer.

O prefácio do livro foi escrito pelo escritor Moacyr Scliar,
falecido no início deste ano. E ao ser questionada sobre a relevância da
opinião do membro da Academia Brasileira de Letras em sua obra, ela diz que o
escritor a ajudou muito na carreira, além de ser muito dedicado na arte da
escrita.

A coordenadora do Prêmio Expressão Literária de Joinville
gostou muito do que viu na Feira 2011. “Já trabalhei na Feira do Livro, pois
era o curso de Comunicação que organizava. E ela evolui muito, gostei”, conclui
Ana Ribas.

 

feira2011_quinta12_adede_luizvencato.jpgOs operadores do
Direito – Uma crítica ao Sistema
e

Legítimo
Representante do Povo?!
 – João
Marcos Adede Y Castro

O promotor público trouxe para essa edição da Feira duas
obras que falam sobre o sistema jurídico atuante no Brasil. O primeiro livro é
uma crítica para aquelas pessoas do sistema judiciário que não fazem nada para
mudar o que está errado. “Somos pagos com o dinheiro público e devemos fazer o
correto para a sociedade”, comenta o autor.

Com uma abordagem diferenciada, o segundo livro – Legítimo
Representante do Povo?!,-  lida com o
imaginário. Trata-se de um romance com personagens que transitam no mundo
jurídico.

Segundo ele, os livros foram escritos com os olhos de um
profissional que está fora do tribunal e enxerga a situação como um todo. “A
legitimidade não nasce do voto, as pessoas pensam que quando se tem o voto do
povo tudo que o representante faz é legitimado, mas não é só dessa maneira que
as coisas podem acontecer”, conclui.

 

 

feira2011_quinta12_marcosferreira_luizvencato.jpgAs duas inteligências
– Marcos Ferreira

O livro de Marcos Ferreira tem o intuito de ampliar a
inteligência de todos aqueles que tiverem interesse. Por ser um livro de fácil
compreensão, o autor acredita que o público irá gostar. De acordo com ele, a
inteligência é uma instrução mental, dividida em dois aspectos: cognitiva e
evolutiva. O diferencial do livro é o aspecto evolutivo. Ele criou uma fórmula
para ampliar o potencial humano. “A inteligência é modificada, não é algo
imutável, oferecemos uma fórmula que se for bem utilizada aumentará a
inteligência”, conclui.

 

 

 

 

 

feira2011_quinta12_margareth_luizvencato.jpgEmagreça com a cabeça
e seja feliz – Maria Margareth
Garcia Vieira

“Não é preciso ser magro para ser feliz, mas é preciso ser
saudável”. Assim a autora define seu livro. Professora de educação física e
acostumada com um ritmo de exercícios e alimentação saudável ela diz que para
ser feliz é necessário se sentir bem tanto com o corpo quanto com a mente. Segundo
ela, praticar um exercício e não sentir dores no corpo, fazer uma caminhada e
não faltar o ar são aspectos importantes para uma vida saudável.

Ao falar sobre o título, que possui certo teor de autoajuda,
ela fala que, “o livro possui recomendações de como se sentir bem. Se isso é
autoajuda, então o gênero do livro é esse”, conclui Maria Margareth.

 

 

feira2011_quinta12_fatimasegatto_luizvencato.jpgConquistando mais
amizades do que solidão
XXIIFátima
Segatto

A coletânea de poemas encontradas na obra é resultado de um
intercâmbio cultural realizado pelo Brasil inteiro há 22 anos, por isso do
número no título da obra. Escritores se correspondem, e através dessa
iniciativa surgiu o livro que é dividido em duas partes, a primeira em poemas
da autora e a segunda de autores pouco conhecidos.

Segundo a escritora, essa parte é destinada para tirar essas
pessoas do anonimato e mostrar para elas mesmas que é possível os outros
conhecerem seu trabalho.

Fátima também desenvolve projetos como Transforme seu aluno
em escritor, realizado na Escola Municipal Bernardino Fernandes, onde ela
oferece oficinas literárias.

“É importante mostrar que as pessoas podem ter o hábito de
escrever e mostrar aos outros”, afirma a escritora.

 

Fotos: Luiz Vencato Jr. (Laboratório de Fotografia e Memória)