Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Governo do Estado vai a Cacequi

Normal
0

21

false
false
false

PT-BR
X-NONE
X-NONE

MicrosoftInternetExplorer4


st1:*{behavior:url(#ieooui) }

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-priority:99;
mso-style-qformat:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:11.0pt;
font-family:”Calibri”,”sans-serif”;
mso-ascii-font-family:Calibri;
mso-ascii-theme-font:minor-latin;
mso-fareast-font-family:”Times New Roman”;
mso-fareast-theme-font:minor-fareast;
mso-hansi-font-family:Calibri;
mso-hansi-theme-font:minor-latin;
mso-bidi-font-family:”Times New Roman”;
mso-bidi-theme-font:minor-bidi;}

tarso_cacequi_jessica2.jpgA 10ª edição da Interiorização do Governo do Estado do Rio
Grande do Sul ocorreu no último sábado, dia 19, em Cacequi.  O encontro reuniu o governador
Tarso Genro, seu secretariado, deputados, políticos e a comunidade de Cacequi e
região no Ginásio Municipal Tancredo Neves. Aproximadamente 600 pessoas estavam
no local.

 

tarso_cacequi_jessica1.jpgTarso Genro explicou os planos de governo e investimentos
que serão feitos nos próximos anos, enfatizou a importância de investir na
segurança, saúde e educação, que será a prioridade do governo. Disse ainda: “lamentavelmente
nós não podemos resolver tudo em um ano só, gostaríamos de resolver! Mas o governo
do estado não fabrica dinheiro, o governo do estado arrecada recursos e utiliza
esses recursos da maneira mais racional possível.”  E enfatizou:  “ estamos aumentando os nossos recursos para a
educação e para a matriz salarial dos professores. Nós queremos chegar até o
fim do tarso_cacequi_jessica3.jpgnosso governo alcançando o piso nacional. Eu sou o autor do piso
nacional dos professores,  como ministro
da Educação, eu batalhei perante o parlamento. Se nós tivéssemos recursos faríamos
tudo no mesmo dia, mas estamos aportando só para a matriz salarial dos
professores no ano que vem não 400, mas 500 milhões de reais para nós darmos um
forte aumento real para os nossos professores.” 
 
À tarde no Colégio Estadual de Ensino Básico Professor
Antônio Lemos de Araujo, representantes da Secretaria de Educação do Estado do
Rio Grande do Sul (Seduc) e da 8ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE),
encontraram-se com professores, alunos e pais para esclarecer as novas
propostas de governo e as verbas que serão disponibilizadas para ano de 2012. As
verbas devem ser utilizadas em reformas, laboratórios para o ensino
profissionalizante, entre outros projetos.

A coordenadora da 8ª CRE, Celita da Silva, diz que “há
possibilidade de, no ano de 2012, a partir do segundo semestre, os professores
da rede pública já estarem fazendo o seu mestrado. Isto é um grande desejo que
há muitos anos todos nós estamos aguardando a possibilidade de estarmos também
fazendo o nosso mestrado,  também é meta
do governo recuperar no mínimo 40%  dos
espaços físicos das escolas, com construção ou cobertura de quadras.”   E
ressalta ainda a possibilidade de no ano de 2013 o programa Escola Técnica
Aberta do Brasil, E-TEC Brasil, oferecer 
cursos de graduação gratuito nas escolas estaduais.

tarso_cacequi_mabone_jessica.jpgO  superintendente da
Seduc, Pedro Luiz Mabone, declara que “neste ano houve muitos investimentos no
plano plurianual da educação do estado do Rio Grande do Sul. Estão previstos
grandes investimentos que vão nos ajudar a transformar a educação pelo menos
para caminhar na direção da educação que nós queremos.”      

 

Fotos: Jéssica de Menezes (Agência Central Sul)
 
 

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Normal
0

21

false
false
false

PT-BR
X-NONE
X-NONE

MicrosoftInternetExplorer4


st1:*{behavior:url(#ieooui) }

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-priority:99;
mso-style-qformat:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:11.0pt;
font-family:”Calibri”,”sans-serif”;
mso-ascii-font-family:Calibri;
mso-ascii-theme-font:minor-latin;
mso-fareast-font-family:”Times New Roman”;
mso-fareast-theme-font:minor-fareast;
mso-hansi-font-family:Calibri;
mso-hansi-theme-font:minor-latin;
mso-bidi-font-family:”Times New Roman”;
mso-bidi-theme-font:minor-bidi;}

tarso_cacequi_jessica2.jpgA 10ª edição da Interiorização do Governo do Estado do Rio
Grande do Sul ocorreu no último sábado, dia 19, em Cacequi.  O encontro reuniu o governador
Tarso Genro, seu secretariado, deputados, políticos e a comunidade de Cacequi e
região no Ginásio Municipal Tancredo Neves. Aproximadamente 600 pessoas estavam
no local.

 

tarso_cacequi_jessica1.jpgTarso Genro explicou os planos de governo e investimentos
que serão feitos nos próximos anos, enfatizou a importância de investir na
segurança, saúde e educação, que será a prioridade do governo. Disse ainda: “lamentavelmente
nós não podemos resolver tudo em um ano só, gostaríamos de resolver! Mas o governo
do estado não fabrica dinheiro, o governo do estado arrecada recursos e utiliza
esses recursos da maneira mais racional possível.”  E enfatizou:  “ estamos aumentando os nossos recursos para a
educação e para a matriz salarial dos professores. Nós queremos chegar até o
fim do tarso_cacequi_jessica3.jpgnosso governo alcançando o piso nacional. Eu sou o autor do piso
nacional dos professores,  como ministro
da Educação, eu batalhei perante o parlamento. Se nós tivéssemos recursos faríamos
tudo no mesmo dia, mas estamos aportando só para a matriz salarial dos
professores no ano que vem não 400, mas 500 milhões de reais para nós darmos um
forte aumento real para os nossos professores.” 
 
À tarde no Colégio Estadual de Ensino Básico Professor
Antônio Lemos de Araujo, representantes da Secretaria de Educação do Estado do
Rio Grande do Sul (Seduc) e da 8ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE),
encontraram-se com professores, alunos e pais para esclarecer as novas
propostas de governo e as verbas que serão disponibilizadas para ano de 2012. As
verbas devem ser utilizadas em reformas, laboratórios para o ensino
profissionalizante, entre outros projetos.

A coordenadora da 8ª CRE, Celita da Silva, diz que “há
possibilidade de, no ano de 2012, a partir do segundo semestre, os professores
da rede pública já estarem fazendo o seu mestrado. Isto é um grande desejo que
há muitos anos todos nós estamos aguardando a possibilidade de estarmos também
fazendo o nosso mestrado,  também é meta
do governo recuperar no mínimo 40%  dos
espaços físicos das escolas, com construção ou cobertura de quadras.”   E
ressalta ainda a possibilidade de no ano de 2013 o programa Escola Técnica
Aberta do Brasil, E-TEC Brasil, oferecer 
cursos de graduação gratuito nas escolas estaduais.

tarso_cacequi_mabone_jessica.jpgO  superintendente da
Seduc, Pedro Luiz Mabone, declara que “neste ano houve muitos investimentos no
plano plurianual da educação do estado do Rio Grande do Sul. Estão previstos
grandes investimentos que vão nos ajudar a transformar a educação pelo menos
para caminhar na direção da educação que nós queremos.”      

 

Fotos: Jéssica de Menezes (Agência Central Sul)