Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Máquinas de cartão de crédito aumentam a renda do município

Normal
0

21

false
false
false

PT-BR
X-NONE
X-NONE

MicrosoftInternetExplorer4

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-priority:99;
mso-style-qformat:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:11.0pt;
font-family:”Calibri”,”sans-serif”;
mso-ascii-font-family:Calibri;
mso-ascii-theme-font:minor-latin;
mso-fareast-font-family:”Times New Roman”;
mso-fareast-theme-font:minor-fareast;
mso-hansi-font-family:Calibri;
mso-hansi-theme-font:minor-latin;
mso-bidi-font-family:”Times New Roman”;
mso-bidi-theme-font:minor-bidi;}

feisma2011_reuniao_cartoes_fernanda_ramos.jpgComprar no cartão é cada vez mais
comum. O prazo para 30, 60 e até 90 dias para pagamento são facilitadores para
o consumidor. Mas você conhece as taxas que o comerciante precisa pagar para
oferecer a “maquininha” aos clientes? O bate-papo que ocorreu no auditório do pavilhão
Guarani, na Feisma, entre os integrantes do banco Santander e a Câmara dos Dirigentes
Lojistas (CDL) de Santa Maria serviu para esclarecer o funcionamento do
serviço.

Normal
0

21

false
false
false

PT-BR
X-NONE
X-NONE

MicrosoftInternetExplorer4


st1:*{behavior:url(#ieooui) }

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-priority:99;
mso-style-qformat:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:11.0pt;
font-family:”Calibri”,”sans-serif”;
mso-ascii-font-family:Calibri;
mso-ascii-theme-font:minor-latin;
mso-fareast-font-family:”Times New Roman”;
mso-fareast-theme-font:minor-fareast;
mso-hansi-font-family:Calibri;
mso-hansi-theme-font:minor-latin;
mso-bidi-font-family:”Times New Roman”;
mso-bidi-theme-font:minor-bidi;}

A parceria firmada entre o banco
e a entidade proporciona para os associados do CDL reduções que visam um maior
lucro no negócio e um maior retorno financeiro para o município, um dos
interesses da Multifeira de Santa Maria.

Ao disponibilizar a máquina para
cartão, o varejista paga uma taxa de contratação e uma mensalidade para
usufruir do serviço. Quando oferece parcelamento sem juros em até 12 vezes, 5 %
do total adquirido é repassado à empresa detentora do equipamento – Cielo ou
Rede Card. Para antecipar o valor e receber o preço da venda à vista outra taxa
deve ser considerada.

A parceria, que é pioneira em Santa Maria, consiste
na redução da taxa de administração na máquina. O associado CDL vai possuir
esse diferencial e, além de ficar isento três meses do aluguel do dispositivo
terá o valor de administração reduzido a 2,8% ao mês.

Nas empresas que possuírem
faturamento superior a R$ 3 mil, a taxa diminuiu para 1,7% e para valores acima
de R$ 30 mil mensais, o valor é menor ainda, 1,2%.

O município gera em compras pelo
cartão aproximadamente R$100 milhões por mês. Com a redução das taxas sobraria R$
1,5 milhão a mais no caixa das empresas da cidade, mensalmente. Valor que
poderá ser revertido na contratação de funcionários e melhoria nos serviços
prestados.

Foto: Fernanda Ramos (acadêmica de Jornalismo / Laboratório de Fotografia e Memória – Unifra)

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Normal
0

21

false
false
false

PT-BR
X-NONE
X-NONE

MicrosoftInternetExplorer4

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-priority:99;
mso-style-qformat:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:11.0pt;
font-family:”Calibri”,”sans-serif”;
mso-ascii-font-family:Calibri;
mso-ascii-theme-font:minor-latin;
mso-fareast-font-family:”Times New Roman”;
mso-fareast-theme-font:minor-fareast;
mso-hansi-font-family:Calibri;
mso-hansi-theme-font:minor-latin;
mso-bidi-font-family:”Times New Roman”;
mso-bidi-theme-font:minor-bidi;}

feisma2011_reuniao_cartoes_fernanda_ramos.jpgComprar no cartão é cada vez mais
comum. O prazo para 30, 60 e até 90 dias para pagamento são facilitadores para
o consumidor. Mas você conhece as taxas que o comerciante precisa pagar para
oferecer a “maquininha” aos clientes? O bate-papo que ocorreu no auditório do pavilhão
Guarani, na Feisma, entre os integrantes do banco Santander e a Câmara dos Dirigentes
Lojistas (CDL) de Santa Maria serviu para esclarecer o funcionamento do
serviço.

Normal
0

21

false
false
false

PT-BR
X-NONE
X-NONE

MicrosoftInternetExplorer4


st1:*{behavior:url(#ieooui) }

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-priority:99;
mso-style-qformat:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:11.0pt;
font-family:”Calibri”,”sans-serif”;
mso-ascii-font-family:Calibri;
mso-ascii-theme-font:minor-latin;
mso-fareast-font-family:”Times New Roman”;
mso-fareast-theme-font:minor-fareast;
mso-hansi-font-family:Calibri;
mso-hansi-theme-font:minor-latin;
mso-bidi-font-family:”Times New Roman”;
mso-bidi-theme-font:minor-bidi;}

A parceria firmada entre o banco
e a entidade proporciona para os associados do CDL reduções que visam um maior
lucro no negócio e um maior retorno financeiro para o município, um dos
interesses da Multifeira de Santa Maria.

Ao disponibilizar a máquina para
cartão, o varejista paga uma taxa de contratação e uma mensalidade para
usufruir do serviço. Quando oferece parcelamento sem juros em até 12 vezes, 5 %
do total adquirido é repassado à empresa detentora do equipamento – Cielo ou
Rede Card. Para antecipar o valor e receber o preço da venda à vista outra taxa
deve ser considerada.

A parceria, que é pioneira em Santa Maria, consiste
na redução da taxa de administração na máquina. O associado CDL vai possuir
esse diferencial e, além de ficar isento três meses do aluguel do dispositivo
terá o valor de administração reduzido a 2,8% ao mês.

Nas empresas que possuírem
faturamento superior a R$ 3 mil, a taxa diminuiu para 1,7% e para valores acima
de R$ 30 mil mensais, o valor é menor ainda, 1,2%.

O município gera em compras pelo
cartão aproximadamente R$100 milhões por mês. Com a redução das taxas sobraria R$
1,5 milhão a mais no caixa das empresas da cidade, mensalmente. Valor que
poderá ser revertido na contratação de funcionários e melhoria nos serviços
prestados.

Foto: Fernanda Ramos (acadêmica de Jornalismo / Laboratório de Fotografia e Memória – Unifra)