Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Retrospectiva 2010 – O fim estaria chegando?

Chuvas
tempestuosas, enchentes, deslizamentos de encostas, terremotos, tsunamis,
tornados, até uma epidemia de dengue já se instalou. Isso sem falar do aumento
da criminalidade, acidentes de trânsito… Muitas mortes. E para matar muito
mais, nos últimos tempos o aquecimento global caminha contra nós.

Normal
0
21

false
false
false

MicrosoftInternetExplorer4


st1:*{behavior:url(#ieooui) }

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:10.0pt;
font-family:”Times New Roman”;
mso-ansi-language:#0400;
mso-fareast-language:#0400;
mso-bidi-language:#0400;}

 

O
aquecimento global está provocando a maioria dos atuais desastres ambientais e
com isso muitas mortes, mas a espécie humana sempre soube se adaptar às
adversidades. E foi justamente essa capacidade de adaptação que nos permitiu
sobreviver e nos permite sermos diferentes dos demais animais. Muitas espécies
se extinguiram porque não souberam se adaptar. Portanto, dos humanos sobrarão
alguns para contar a história – ou recomeçá-la.

No
Brasil, nos últimos anos, temos visto muitas notícias a respeito de muitos
desastres. E, no ano de 2010, as catástrofes se avolumaram. Note que nenhum
desses fenômenos naturais pode ser evitado pelos humanos – os homens podem
apenas evitar ser vítimas. Apenas a epidemia de dengue – que já se instalou –
pode ser evitada. Para isso basta todos fazerem a limpeza de seus quintais.

Em
relação aos fenômenos naturais, o problema está no fato de que, atualmente,
eles estão atingindo, com violência, o ser humano. Por que o ser humano está
sendo atingido por esses fenômenos? Perdemos a capacidade de adaptação?

Não. A
questão é que estamos criando condições para que os
fenômenos naturais nos atinjam. Estamos provocando o aumento da temperatura do
planeta e isso interfere no clima e assim ocorrem as várias tempestades e
outros fenômenos. E, como estamos fazendo nossas habitações em locais
fragilizados pela natureza, a consequência é que a natureza segue seu rumo,
atropelando quem está na sua frente. Acontece que devido ao aumento
populacional, à crescente urbanização, e outras conquistas da modernidade,
nossa sociedade está na frente da natureza.

 

2010 começa com tragédia

 Janeiro

– Deslizamento
em Angra dos Reis

– Em Minas Gerais, a chuva
deixou m
uitos desabrigados e 

ocasionou mortes. Em Juiz de Fora
houve vítimas fatais.

Cai a ponte que liga as cidades de Restinga Seca e Agudo
(RS).

Fevereiro:

Imagem de Nossa Senhora foi resgatada intacta da tragédia
na Ilha da Madeira em Portugal, que foi atingida por um violento temporal.

Enchentes em Santa Catarina são consideradas o maior desastre
pelo qual o Brasil passou nos últimos anos.

Abril :

Enchentes no Rio de Janeiro. A chuva durou
aproximadamente 72 horas. Durante 14 horas a cidade esteve sob chuva torrencial
e interrupta. Foram 288
milímetros de chuva em menos de 24 horas. As enchentes
causaram mais de duzentas mortes em todo o Estado na semana de 5 a 11 de abril.

Junho:

Temporal atinge o Nordeste, uma tragédia que causou
muitas mortes e desabrigados.

Por que as tragédias marcaram o ano de 2010?

Porque
não estamos sendo capazes de aprender com as experiências.
Podemos
nos precaver de acidentes, mas a natureza mostra sua superioridade. 

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Chuvas
tempestuosas, enchentes, deslizamentos de encostas, terremotos, tsunamis,
tornados, até uma epidemia de dengue já se instalou. Isso sem falar do aumento
da criminalidade, acidentes de trânsito… Muitas mortes. E para matar muito
mais, nos últimos tempos o aquecimento global caminha contra nós.

Normal
0
21

false
false
false

MicrosoftInternetExplorer4


st1:*{behavior:url(#ieooui) }

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin:0cm;
mso-para-margin-bottom:.0001pt;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:10.0pt;
font-family:”Times New Roman”;
mso-ansi-language:#0400;
mso-fareast-language:#0400;
mso-bidi-language:#0400;}

 

O
aquecimento global está provocando a maioria dos atuais desastres ambientais e
com isso muitas mortes, mas a espécie humana sempre soube se adaptar às
adversidades. E foi justamente essa capacidade de adaptação que nos permitiu
sobreviver e nos permite sermos diferentes dos demais animais. Muitas espécies
se extinguiram porque não souberam se adaptar. Portanto, dos humanos sobrarão
alguns para contar a história – ou recomeçá-la.

No
Brasil, nos últimos anos, temos visto muitas notícias a respeito de muitos
desastres. E, no ano de 2010, as catástrofes se avolumaram. Note que nenhum
desses fenômenos naturais pode ser evitado pelos humanos – os homens podem
apenas evitar ser vítimas. Apenas a epidemia de dengue – que já se instalou –
pode ser evitada. Para isso basta todos fazerem a limpeza de seus quintais.

Em
relação aos fenômenos naturais, o problema está no fato de que, atualmente,
eles estão atingindo, com violência, o ser humano. Por que o ser humano está
sendo atingido por esses fenômenos? Perdemos a capacidade de adaptação?

Não. A
questão é que estamos criando condições para que os
fenômenos naturais nos atinjam. Estamos provocando o aumento da temperatura do
planeta e isso interfere no clima e assim ocorrem as várias tempestades e
outros fenômenos. E, como estamos fazendo nossas habitações em locais
fragilizados pela natureza, a consequência é que a natureza segue seu rumo,
atropelando quem está na sua frente. Acontece que devido ao aumento
populacional, à crescente urbanização, e outras conquistas da modernidade,
nossa sociedade está na frente da natureza.

 

2010 começa com tragédia

 Janeiro

– Deslizamento
em Angra dos Reis

– Em Minas Gerais, a chuva
deixou m
uitos desabrigados e 

ocasionou mortes. Em Juiz de Fora
houve vítimas fatais.

Cai a ponte que liga as cidades de Restinga Seca e Agudo
(RS).

Fevereiro:

Imagem de Nossa Senhora foi resgatada intacta da tragédia
na Ilha da Madeira em Portugal, que foi atingida por um violento temporal.

Enchentes em Santa Catarina são consideradas o maior desastre
pelo qual o Brasil passou nos últimos anos.

Abril :

Enchentes no Rio de Janeiro. A chuva durou
aproximadamente 72 horas. Durante 14 horas a cidade esteve sob chuva torrencial
e interrupta. Foram 288
milímetros de chuva em menos de 24 horas. As enchentes
causaram mais de duzentas mortes em todo o Estado na semana de 5 a 11 de abril.

Junho:

Temporal atinge o Nordeste, uma tragédia que causou
muitas mortes e desabrigados.

Por que as tragédias marcaram o ano de 2010?

Porque
não estamos sendo capazes de aprender com as experiências.
Podemos
nos precaver de acidentes, mas a natureza mostra sua superioridade.