Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Exposição vai trazer obras de Cláudio Carriconde

Marco Aurélio e os monitores da Unifra na Sala Angelita Stefani. Foto: karoline flores.

Na próxima quarta feira (19) na sala de Exposições Angelita Stefani , prédio 14, do conjunto III da Unifra, será realizada uma exposição das obras de Cláudio Carriconde, produzidas entre 1953 e 1980.
O artista, que nasceu em Pelotas no ano de 1934, iniciou seus estudos no atelier do pintor Ado Malagolli e, já aos 16 anos, realizou a sua primeira amostra coletiva. Carriconde foi professor de anatomia artística na UFRGS e trabalhou na Faculdade de Belas Artes de Santa Maria, onde morou de 1967 até o fim de sua vida em 1981.

A exposição terá mais de 50 obras e quase todas fazem parte do acervo pessoal do advogado e licenciado em Letras, Marco Aurélio Pinto.
Marco é colecionador de obras de arte e há dois anos decidiu resgatar a história de Carriconde.
Ele ressalta a importância do artista que foi um dos principais nas artes visuais, em Santa Maria. “Ele morreu e a obra morreu com ele. Carriconde precisa ser redescoberto para que possamos valorizar a arte na cidade”.
O evento organizado por Marco, vai quebrar um jejum de 20 anos desde a última exposição de Carriconde no Coração do Rio grande, que foi feita na Associação dos professores universitários de Santa Maria (APUSM).

A exposição estará aberta ao público de 21 de setembro a 5 de outubro, de segunda a sexta-feira, das 14h às 18h, a entrada é franca.

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Marco Aurélio e os monitores da Unifra na Sala Angelita Stefani. Foto: karoline flores.

Na próxima quarta feira (19) na sala de Exposições Angelita Stefani , prédio 14, do conjunto III da Unifra, será realizada uma exposição das obras de Cláudio Carriconde, produzidas entre 1953 e 1980.
O artista, que nasceu em Pelotas no ano de 1934, iniciou seus estudos no atelier do pintor Ado Malagolli e, já aos 16 anos, realizou a sua primeira amostra coletiva. Carriconde foi professor de anatomia artística na UFRGS e trabalhou na Faculdade de Belas Artes de Santa Maria, onde morou de 1967 até o fim de sua vida em 1981.

A exposição terá mais de 50 obras e quase todas fazem parte do acervo pessoal do advogado e licenciado em Letras, Marco Aurélio Pinto.
Marco é colecionador de obras de arte e há dois anos decidiu resgatar a história de Carriconde.
Ele ressalta a importância do artista que foi um dos principais nas artes visuais, em Santa Maria. “Ele morreu e a obra morreu com ele. Carriconde precisa ser redescoberto para que possamos valorizar a arte na cidade”.
O evento organizado por Marco, vai quebrar um jejum de 20 anos desde a última exposição de Carriconde no Coração do Rio grande, que foi feita na Associação dos professores universitários de Santa Maria (APUSM).

A exposição estará aberta ao público de 21 de setembro a 5 de outubro, de segunda a sexta-feira, das 14h às 18h, a entrada é franca.