Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Má postura traz diversos problemas de coluna

A falta de cuidado que se tem com a postura da coluna é cada vez mais recorrente. Isto acontece devido a uma série de fatores, entre eles, atividades que obrigam a ficar por muito tempo em uma mesma posição. A partir desses fatores, desenvolvem-se vários problemas. Entre eles, os desvios da coluna (lordose, cifose e escoliose), artrose ou bico de papagaio e a hérnia de disco.

Imagem dos desvios na coluna. Foto: divulgação

A coluna é dividida em três partes: cervical (pescoço), torácica (tórax) e lombar (cintura). Os problemas posturais mais comuns estão presentes em todos esses segmentos. Segundo a fisioterapeuta e professora do Centro Universitário Franciscano (Unifra) Carla Giotto Mai, as causas desses problemas são relacionadas, por exemplo, com a má distribuição do peso, que pode ocorrer ao carregar sacolas do supermercado.

Outros fatores que acarretam essas doenças variam de acordo com as atividades diárias. De acordo com a fisioterapeuta, quem trabalha muito tempo sentado ou em pé diminui a circulação do sangue nas pernas, o que também propicia a dilatação das artérias. Essas ações levam ao desenvolvimento das varizes, veias dilatadas que podem causar dor e inchaço. Já quem fica bastante tempo em pé e faz muito esforço físico, junto a outros fatores, está favorável a desenvolver hérnia de disco.

Hoje é muito comum tanto no ambiente de trabalho como fora dele, ficar bastante tempo em frente ao computador. Conforme a fisioterapeuta, a postura errada do usuário frente ao computador e o mau posicionamento do teclado, mouse e do próprio aparelho, ocasionam “problemas na coluna lombar, cervical e dorsal por ficar muito tempo sentado. Isso irradia as dores para os membros superiores que são as tradicionais LER (Lesão de Esforço Repetitivo) e DORT (Distúrbio Osteomuscular Relacionado ao Trabalho)”.

Esses são problemas que podem afetar praticamente todas as faixas etárias. “Desde que comecei o trabalho com a fisioterapia, eu digo que antes os problemas posturais eram um problema do envelhecimento. Quando se tornavam crônicos é que as pessoas procuravam por um fisioterapeuta. Hoje em dia, graças ao conhecimento da fisioterapia e ao aumento de técnicas que ajudam na manutenção da postura como, por exemplo, pilates, RPG e hidroterapia, aumentou a divulgação das formas de tratamento”, afirma Carla.

Para evitar tais problemas, há alguns cuidados que devem ser tomados:

– Crianças: é importante que os pais cuidem para que elas não carreguem mais de 10% do seu peso corporal na mochila, que é o ideal. Outro aspecto é a forma de carregar a mochila, sendo essa com alças bilaterais (dos dois lados) e se for de rodinhas, que seja feito um revezamento do braço utilizado para puxá-la.

– Estudantes em geral: ficar com a coluna bem colocada no encosto da cadeira, apoiar os dois pés no chão. Cuidar para não ficar com as pernas cruzadas por muito tempo, pois isso diminui a circulação.

– Trabalhadores: para aqueles que ficam por muito tempo em pé é importante alternar essa posição, podendo também sentar e vice-versa. Para quem utiliza o computador é importante que tenha um teclado e mouse móvel, e monitor na altura dos olhos. Evitar usar notebooks porque apenas as mãos ou os olhos ficam bem posicionados, o que pode acarretar em dores na cervical. Cadeiras ergonômicas, com altura regulável, apoio para os braços e com rodas também são interessantes, pois evitam que se faça a rotação com o tronco.

– Gestantes e idosos: fazer exercícios para a coluna.

– No dia a dia: cuidado quando for se abaixar e levantar, evitando fazer flexão na coluna, pois sendo feito por um longo tempo e repetidamente, acarretam em dores crônicas na coluna.

– Na hora de dormir: é importante que a altura do travesseiro seja de acordo com a altura dos ombros, dormir de lado e com travesseiro entre os joelhos. Evitar dormir de bruços, pois a cervical passa muito tempo fazendo uma grande rotação e se sobrecarrega.

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

A falta de cuidado que se tem com a postura da coluna é cada vez mais recorrente. Isto acontece devido a uma série de fatores, entre eles, atividades que obrigam a ficar por muito tempo em uma mesma posição. A partir desses fatores, desenvolvem-se vários problemas. Entre eles, os desvios da coluna (lordose, cifose e escoliose), artrose ou bico de papagaio e a hérnia de disco.

Imagem dos desvios na coluna. Foto: divulgação

A coluna é dividida em três partes: cervical (pescoço), torácica (tórax) e lombar (cintura). Os problemas posturais mais comuns estão presentes em todos esses segmentos. Segundo a fisioterapeuta e professora do Centro Universitário Franciscano (Unifra) Carla Giotto Mai, as causas desses problemas são relacionadas, por exemplo, com a má distribuição do peso, que pode ocorrer ao carregar sacolas do supermercado.

Outros fatores que acarretam essas doenças variam de acordo com as atividades diárias. De acordo com a fisioterapeuta, quem trabalha muito tempo sentado ou em pé diminui a circulação do sangue nas pernas, o que também propicia a dilatação das artérias. Essas ações levam ao desenvolvimento das varizes, veias dilatadas que podem causar dor e inchaço. Já quem fica bastante tempo em pé e faz muito esforço físico, junto a outros fatores, está favorável a desenvolver hérnia de disco.

Hoje é muito comum tanto no ambiente de trabalho como fora dele, ficar bastante tempo em frente ao computador. Conforme a fisioterapeuta, a postura errada do usuário frente ao computador e o mau posicionamento do teclado, mouse e do próprio aparelho, ocasionam “problemas na coluna lombar, cervical e dorsal por ficar muito tempo sentado. Isso irradia as dores para os membros superiores que são as tradicionais LER (Lesão de Esforço Repetitivo) e DORT (Distúrbio Osteomuscular Relacionado ao Trabalho)”.

Esses são problemas que podem afetar praticamente todas as faixas etárias. “Desde que comecei o trabalho com a fisioterapia, eu digo que antes os problemas posturais eram um problema do envelhecimento. Quando se tornavam crônicos é que as pessoas procuravam por um fisioterapeuta. Hoje em dia, graças ao conhecimento da fisioterapia e ao aumento de técnicas que ajudam na manutenção da postura como, por exemplo, pilates, RPG e hidroterapia, aumentou a divulgação das formas de tratamento”, afirma Carla.

Para evitar tais problemas, há alguns cuidados que devem ser tomados:

– Crianças: é importante que os pais cuidem para que elas não carreguem mais de 10% do seu peso corporal na mochila, que é o ideal. Outro aspecto é a forma de carregar a mochila, sendo essa com alças bilaterais (dos dois lados) e se for de rodinhas, que seja feito um revezamento do braço utilizado para puxá-la.

– Estudantes em geral: ficar com a coluna bem colocada no encosto da cadeira, apoiar os dois pés no chão. Cuidar para não ficar com as pernas cruzadas por muito tempo, pois isso diminui a circulação.

– Trabalhadores: para aqueles que ficam por muito tempo em pé é importante alternar essa posição, podendo também sentar e vice-versa. Para quem utiliza o computador é importante que tenha um teclado e mouse móvel, e monitor na altura dos olhos. Evitar usar notebooks porque apenas as mãos ou os olhos ficam bem posicionados, o que pode acarretar em dores na cervical. Cadeiras ergonômicas, com altura regulável, apoio para os braços e com rodas também são interessantes, pois evitam que se faça a rotação com o tronco.

– Gestantes e idosos: fazer exercícios para a coluna.

– No dia a dia: cuidado quando for se abaixar e levantar, evitando fazer flexão na coluna, pois sendo feito por um longo tempo e repetidamente, acarretam em dores crônicas na coluna.

– Na hora de dormir: é importante que a altura do travesseiro seja de acordo com a altura dos ombros, dormir de lado e com travesseiro entre os joelhos. Evitar dormir de bruços, pois a cervical passa muito tempo fazendo uma grande rotação e se sobrecarrega.