Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Noite de exibições de cinema gratuito e debate cultural em Santa Maria

Nessa sexta-feira, 22 de junho às 20h o Comitê Santamariense pelo Direito à Memória e a Verdade promoverá a exibição e debate de filmes no CataCultura, no espaço da Catacumba DCE/UFSM.  Serão exibidos o curta-metragem “Várias Vidas de Joana”, de Cavi Borges e Abelardo de Carvalho e o longa “Que bom te ver viva”, de Lúcia Murat. Logo após acontecerá um debate com integrantes do Comitê Santamariense pelo Direito à Memória e a Verdade.

Nos últimos anos surgiram no Brasil diversos comitês ou coletivos que defendem o fim da impunidade e do esquecimento das graves violações de Direitos Humanos. Tais comitês reivindicam a revisão da Lei da Anistia, a abertura dos arquivos militares e o reconhecimento e a punição, por parte do Estado brasileiro, dos crimes cometidos em nome da segurança nacional. O comitê Santa Mariense de Direito à Memória e à Verdade foi criado em agosto de 2011.  No momento aderem à entidade o DLD (Diretório Livre do Direito), DACAR (Diretório Acadêmico do Curso de Arquivologia), DAQUIPALM (Diretório Acadêmico Quilombo dos Palmares), DAFIL (Diretório Acadêmico da Filosofia), DCE UFSM (Diretório Central dos Estudantes), embora esteja aberto para a participação de qualquer outro grupo e mesmo a comunidade em geral.

O DCE/UFSM fica na Rua Professor Braga, 79, no Centro de Santa Maria e a entrada é gratuita.

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Nessa sexta-feira, 22 de junho às 20h o Comitê Santamariense pelo Direito à Memória e a Verdade promoverá a exibição e debate de filmes no CataCultura, no espaço da Catacumba DCE/UFSM.  Serão exibidos o curta-metragem “Várias Vidas de Joana”, de Cavi Borges e Abelardo de Carvalho e o longa “Que bom te ver viva”, de Lúcia Murat. Logo após acontecerá um debate com integrantes do Comitê Santamariense pelo Direito à Memória e a Verdade.

Nos últimos anos surgiram no Brasil diversos comitês ou coletivos que defendem o fim da impunidade e do esquecimento das graves violações de Direitos Humanos. Tais comitês reivindicam a revisão da Lei da Anistia, a abertura dos arquivos militares e o reconhecimento e a punição, por parte do Estado brasileiro, dos crimes cometidos em nome da segurança nacional. O comitê Santa Mariense de Direito à Memória e à Verdade foi criado em agosto de 2011.  No momento aderem à entidade o DLD (Diretório Livre do Direito), DACAR (Diretório Acadêmico do Curso de Arquivologia), DAQUIPALM (Diretório Acadêmico Quilombo dos Palmares), DAFIL (Diretório Acadêmico da Filosofia), DCE UFSM (Diretório Central dos Estudantes), embora esteja aberto para a participação de qualquer outro grupo e mesmo a comunidade em geral.

O DCE/UFSM fica na Rua Professor Braga, 79, no Centro de Santa Maria e a entrada é gratuita.