Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Papa Francisco volta a Roma

O sumo pontífice já deixa saudades no coração dos brasileiros.

Na manhã desta segunda-feira, o Papa Francisco encerrou sua primeira viagem internacional. O pontífice passou uma semana no Brasil, onde presidiu a Jornada Mundial da Juventude 2013.

Como na viagem de vinda, O Papa desembarcou segurando sua maleta pessoal preta. Não pediu nenhum atendimento especial no avião, aliás, em todo o tempo, deixou marcas de sua simplicidade.

A praia de Copacabana foi o lugar escolhido para a realização de uma grande missa, a qual pontuou o encerramento da Jornada. Mais de três mil pessoas prestigiaram o evento através de reflexões, músicas e rezas.

Durante sua permanência no Brasil, Francisco deixou uma mensagem de paz, tolerância com os diferentes e fraternidade. Andou no meio do povo, visitou uma família no Rio de Janeiro, abençoou jovens, crianças, adultos e idosos. Sempre com um sorriso no rosto e nenhuma expressão que indicasse cansaço.

Para o pastor Marcelo Arruda, acadêmico de Ciências Sociais, 34 anos, ainda é muito cedo para ter algum diagnóstico plausível da repercussão da visita papal ao Brasil. Em sua opinião, é inegável a popularidade do novo papado. “Porém, só o tempo testemunhará sobre a relevância desta visita” – comenta.

A técnica em análises clínicas Marli Madeira da Rosa, 38 anos, pensa que o Brasil receber o papa significa um gasto desnecessário. Já o estudante Leonardo Vargas, 17 anos, não tem opinião formada sobre os resultados da estada do papa no Brasil.

“Gostei muito das declarações sobre as mudanças da Igreja, na qual falou sobre o papel da Instituição como acolhedora e não mãe por correspondência. Suas declarações sobre simplicidade e o novo ânimo que ele trouxe aos jovens católicos foram surpreendentes” – declara a telefonista Vanessa Meirelles Nunes, 37 anos.

Para os santa-marienses, o momento mais marcante da Jornada foi quando o papa referiu-se à tragédia na boate Kiss em janeiro deste ano: “Com a cruz, Jesus se une às famílias que enfrentam dificuldades, que choram a trágica perda de seus filhos, como no caso dos 242 jovens vítimas de incêndio na cidade de Santa Maria no início do ano. Rezemos por eles”.

“O Papa Francisco é uma liderança que surpreende positivamente pelo carisma, mais especialmente pela simplicidade na comunicação e empatia com os fiéis. Ele consegue entrar em sintonia com as pessoas, fundamentado na espiritualidade. Ele possui leveza e espontaneidade. Ele representa bem os preceitos franciscanos de esperança, amor, solidariedade e do real sentido da vida,” afirma Irani Rupolo- reitora do Centro Universitário Franciscano.

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

O sumo pontífice já deixa saudades no coração dos brasileiros.

Na manhã desta segunda-feira, o Papa Francisco encerrou sua primeira viagem internacional. O pontífice passou uma semana no Brasil, onde presidiu a Jornada Mundial da Juventude 2013.

Como na viagem de vinda, O Papa desembarcou segurando sua maleta pessoal preta. Não pediu nenhum atendimento especial no avião, aliás, em todo o tempo, deixou marcas de sua simplicidade.

A praia de Copacabana foi o lugar escolhido para a realização de uma grande missa, a qual pontuou o encerramento da Jornada. Mais de três mil pessoas prestigiaram o evento através de reflexões, músicas e rezas.

Durante sua permanência no Brasil, Francisco deixou uma mensagem de paz, tolerância com os diferentes e fraternidade. Andou no meio do povo, visitou uma família no Rio de Janeiro, abençoou jovens, crianças, adultos e idosos. Sempre com um sorriso no rosto e nenhuma expressão que indicasse cansaço.

Para o pastor Marcelo Arruda, acadêmico de Ciências Sociais, 34 anos, ainda é muito cedo para ter algum diagnóstico plausível da repercussão da visita papal ao Brasil. Em sua opinião, é inegável a popularidade do novo papado. “Porém, só o tempo testemunhará sobre a relevância desta visita” – comenta.

A técnica em análises clínicas Marli Madeira da Rosa, 38 anos, pensa que o Brasil receber o papa significa um gasto desnecessário. Já o estudante Leonardo Vargas, 17 anos, não tem opinião formada sobre os resultados da estada do papa no Brasil.

“Gostei muito das declarações sobre as mudanças da Igreja, na qual falou sobre o papel da Instituição como acolhedora e não mãe por correspondência. Suas declarações sobre simplicidade e o novo ânimo que ele trouxe aos jovens católicos foram surpreendentes” – declara a telefonista Vanessa Meirelles Nunes, 37 anos.

Para os santa-marienses, o momento mais marcante da Jornada foi quando o papa referiu-se à tragédia na boate Kiss em janeiro deste ano: “Com a cruz, Jesus se une às famílias que enfrentam dificuldades, que choram a trágica perda de seus filhos, como no caso dos 242 jovens vítimas de incêndio na cidade de Santa Maria no início do ano. Rezemos por eles”.

“O Papa Francisco é uma liderança que surpreende positivamente pelo carisma, mais especialmente pela simplicidade na comunicação e empatia com os fiéis. Ele consegue entrar em sintonia com as pessoas, fundamentado na espiritualidade. Ele possui leveza e espontaneidade. Ele representa bem os preceitos franciscanos de esperança, amor, solidariedade e do real sentido da vida,” afirma Irani Rupolo- reitora do Centro Universitário Franciscano.