Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Programa Pibid incentiva visitantes da Mostra das Profissões à docência

Programa de iniciação à docência tem espaço lúdico na 3ª Mostra das Profissões. Foto: Gabriel Haesbaert

Voltado à comunidade, o Programa de Iniciação à Docência (Pibid) do curso de Letras-Português do Centro Universitário Franciscano (Unifra) não poderia faltar na 3ª Mostra das Profissões. Na tarde deste sábado, seu estande apresenta a ampla atuação desta licenciatura  e traz aos visitantes toda a ludicidade que leva aos alunos da rede pública de ensino de Santa Maria.

O Pibid da Licenciatura de Português foi implantado em 2010 e prevê a participação e a inserção dos alunos nas escolas públicas da Educação Básica. O objetivo é a formação leitora através da leitura e da produção textual nas escolas participantes. Na cidade, são contempladas as escolas Érico Veríssimo, José Otão, Coronel Pillar e Walter Jobim. Em cada uma, há um professor supervisor da rede pública do Estado e cinco bolsistas de iniciação à docência, que são alunos do curso de graduação.

Todos os alunos bolsistas do projeto recebem bolsa CAPES para o incentivo à Formação Inicial e os professores, à Formação Continuada. Segundo a professora e coordenad0ra do Pibid, Najara Ferrari Pinheiro, a atuação dos bolsistas e professores é muito reconhecida nas escolas. “Há estudantes das escolas públicas que receberam em sala de aula o projeto e despertaram o gosto pela licenciatura. Já concluíram o ensino médio e hoje estão matriculados no curso de Letras-Português. Isso é muito importante, pois mostra que a atividade é significativa e reflete na vida desses alunos”, conta a professora.

Através de atividades inovadoras, com aulas preparadas, reuniões frequentes para discutir o modo de ensino, o projeto tem se destacado e contribui significativamente para a vida dos estudantes universitários e das escolas públicas. “Os índices de aprovação têm aumentado nas escolas onde o Pibid atua, mesmo que ainda distantes do ideal, mas já é um bom resultado”, declara com entusiasmo a coordenadora Najara.

O Pibid busca novas práticas para reinventar a sala de aula de escolas públicas. Foto: Gabriel Haesbaert

Para a formanda do Curso de Letras-Português e bolsista do programa, Amanda Pias, o projeto é uma ótima alternativa para extinguir os medos da atuação em sala de aula e proporcionar a troca de experiências entre alunos e professores.  “O Pibid visa ao crescimento educacional de toda uma comunidade, reflete no desempenho dos educandos e trabalha o ensino do conteúdo através da ludicidade”, reforça a acadêmica.

 

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Programa de iniciação à docência tem espaço lúdico na 3ª Mostra das Profissões. Foto: Gabriel Haesbaert

Voltado à comunidade, o Programa de Iniciação à Docência (Pibid) do curso de Letras-Português do Centro Universitário Franciscano (Unifra) não poderia faltar na 3ª Mostra das Profissões. Na tarde deste sábado, seu estande apresenta a ampla atuação desta licenciatura  e traz aos visitantes toda a ludicidade que leva aos alunos da rede pública de ensino de Santa Maria.

O Pibid da Licenciatura de Português foi implantado em 2010 e prevê a participação e a inserção dos alunos nas escolas públicas da Educação Básica. O objetivo é a formação leitora através da leitura e da produção textual nas escolas participantes. Na cidade, são contempladas as escolas Érico Veríssimo, José Otão, Coronel Pillar e Walter Jobim. Em cada uma, há um professor supervisor da rede pública do Estado e cinco bolsistas de iniciação à docência, que são alunos do curso de graduação.

Todos os alunos bolsistas do projeto recebem bolsa CAPES para o incentivo à Formação Inicial e os professores, à Formação Continuada. Segundo a professora e coordenad0ra do Pibid, Najara Ferrari Pinheiro, a atuação dos bolsistas e professores é muito reconhecida nas escolas. “Há estudantes das escolas públicas que receberam em sala de aula o projeto e despertaram o gosto pela licenciatura. Já concluíram o ensino médio e hoje estão matriculados no curso de Letras-Português. Isso é muito importante, pois mostra que a atividade é significativa e reflete na vida desses alunos”, conta a professora.

Através de atividades inovadoras, com aulas preparadas, reuniões frequentes para discutir o modo de ensino, o projeto tem se destacado e contribui significativamente para a vida dos estudantes universitários e das escolas públicas. “Os índices de aprovação têm aumentado nas escolas onde o Pibid atua, mesmo que ainda distantes do ideal, mas já é um bom resultado”, declara com entusiasmo a coordenadora Najara.

O Pibid busca novas práticas para reinventar a sala de aula de escolas públicas. Foto: Gabriel Haesbaert

Para a formanda do Curso de Letras-Português e bolsista do programa, Amanda Pias, o projeto é uma ótima alternativa para extinguir os medos da atuação em sala de aula e proporcionar a troca de experiências entre alunos e professores.  “O Pibid visa ao crescimento educacional de toda uma comunidade, reflete no desempenho dos educandos e trabalha o ensino do conteúdo através da ludicidade”, reforça a acadêmica.