Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Destaque do segundo dia foi palestra sobre ditadura no cinema brasileiro

10615374_523964701068137_1234693419004078951_n
Maccari e Konrad na palestra do segundo noite do Fórum de Comunicação

Nesta quinta-feira, 27, o 12º Fórum de Comunicação teve como encerramento da segunda noite palestra com o professor Diorge Konrad sobre ‘’A Ditadura do Cinema Brasileiro’’. Além do professor de História da Universidade Federal de Santa Maria, a mesa estava composta pelo professor Alexandre Maccari, dos cursos de História e de Jornalismo do Centro Universitário Franciscano.

A palestra teve como base o longa-metragem “Batismo de Sangue”, exibido no CineClube, durante o fórum.  Konrad trouxe informações da Ditadura e do Golpe Militar a partir de suas pesquisas. Para o historiador, a ditadura não se trata de um horror do passado e sim do terror que não pode acontecer no futuro.

‘’Qual é o limite de cada um de vocês na tortura?’’, indagou o professor enquanto falava sobre as acusações que eram feitas aos frades por supostamente terem entregado o guerrilheiro Carlos Marighella.

Também foram abordadas as Jornadas de Junho. O palestrante afirma que participou da marcha que levou mais de 30 mil pessoas para as ruas de Santa Maria.

O debate foi encerrado com a seguinte frase ‘’Para que não se esqueça, para que nunca mais aconteça’’, referência à ditadura civil-militar.

Após o término da explanação, o professor Maccari coordenou as perguntas dos alunos e dos professores feitas ao convidado.

Por Gabrielle Righi

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

10615374_523964701068137_1234693419004078951_n
Maccari e Konrad na palestra do segundo noite do Fórum de Comunicação

Nesta quinta-feira, 27, o 12º Fórum de Comunicação teve como encerramento da segunda noite palestra com o professor Diorge Konrad sobre ‘’A Ditadura do Cinema Brasileiro’’. Além do professor de História da Universidade Federal de Santa Maria, a mesa estava composta pelo professor Alexandre Maccari, dos cursos de História e de Jornalismo do Centro Universitário Franciscano.

A palestra teve como base o longa-metragem “Batismo de Sangue”, exibido no CineClube, durante o fórum.  Konrad trouxe informações da Ditadura e do Golpe Militar a partir de suas pesquisas. Para o historiador, a ditadura não se trata de um horror do passado e sim do terror que não pode acontecer no futuro.

‘’Qual é o limite de cada um de vocês na tortura?’’, indagou o professor enquanto falava sobre as acusações que eram feitas aos frades por supostamente terem entregado o guerrilheiro Carlos Marighella.

Também foram abordadas as Jornadas de Junho. O palestrante afirma que participou da marcha que levou mais de 30 mil pessoas para as ruas de Santa Maria.

O debate foi encerrado com a seguinte frase ‘’Para que não se esqueça, para que nunca mais aconteça’’, referência à ditadura civil-militar.

Após o término da explanação, o professor Maccari coordenou as perguntas dos alunos e dos professores feitas ao convidado.

Por Gabrielle Righi