Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Reitora do Centro Universitário Franciscano comenta sobre o vestibular

Reitora Iraní Rupolo fala sobre edição de Inverno do Vestibular do Centro Universitário Franciscano
Reitora Iraní Rupolo fala sobre edição de Inverno do Vestibular Centro Universitário Franciscano

Como tradicionalmente ocorre todos os semestres, a reitora Iraní Rupolo concedeu entrevista à imprensa e cumprimentou os vestibulandos e a comunidade santa-mariense que participam da edição do Vestibular de Inverno do Centro Universitário Franciscano.

O vestibular, que ocorre duas vezes ao ano no Centro Universitário Franciscano, ainda é consolidado como forma de ingresso na instituição. “Precisamos ver que o vestibular tradicionalmente foi no Brasil o processo para entrada na universidade. Justifica-se ou justificava-se o vestibular porque havia uma demanda reprimida de alunos formados no ensino médio e uma disputa  para ingresso na universidade”, lembra a reitora. Na última década se ampliou o ingresso no ensino superior com as facilidades das novas formas de acesso à educação.

Historicamente, no Centro Universitário Franciscano, o vestibular sofreu mudanças na duração do processo seletivo. Inicialmente eram quatro dias de provas,  posteriormente mudou para dois dias e, por fim, adotou-se o formato atual de um dia.  “A opção por novas formas de ingresso, dada a evolução da educação, é algo viável, aceitável e plenamente praticável no nosso país”. A prova do SISU, desenvolvida pelo Ministério da Educação, é uma das formas mais confiáveis e reconhecidas no âmbito nacional, reforça a reitora. O Centro Universitário Franciscano permanecerá com o vestibular como forma de ingresso na instituição para o próximo ano. A prova ocorrerá no dia 2 de dezembro,e serão ofertadas vagas para o curso de Medicina.

Desde sua origem, o Centro Universitário Franciscano possui uma atenção especial na relação permanente com a sociedade santa-mariense. “Flui de forma natural, não somente com a cidade, mas com a região” afirma a reitora Irani Rupolo. Tanto a região noroeste como a sudeste do estado estão inseridas nessa área de alcance, e isso se justifica na medida em que Santa Maria é uma cidade que possui uma boa qualidade de vida, argumenta a reitora. Para ela , a diversidade cultural dos estudantes de diferentes regiões é importante não somente para constituição do Centro Universitário Franciscano quanto universidade, mas  principalmente para formação pessoal dos alunos.

A maturação na pesquisa e produção do conhecimento, sobretudo na qualidade do ensino é a estratégia fundamental para a consolidação do Centro Universitário Franciscano como futura universidade. “Nós estamos começando mais um mestrado e um doutorado em agosto, além de mais três cursos de graduação”, afirma a reitora. Com a evolução na extensão, tecnologias e ambientes criativos, a relação do ensino, da pesquisa e de sua aplicabilidade resulta na interação com a comunidade em locais de trabalho e emprego. A reitora também pontua o planejamento de extensão do Centro Universitário Franciscano para os próximos anos, visando o desenvolvimento institucional até 2020,  que inclui a criação de novos cursos de graduação e pós-graduação.

Na noite desta terça-feira , a reitora Irani Rupolo recebe o título de Empreendedora do Ano da Câmara de Comércio e Indústria de Santa Maria.

 

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Reitora Iraní Rupolo fala sobre edição de Inverno do Vestibular do Centro Universitário Franciscano
Reitora Iraní Rupolo fala sobre edição de Inverno do Vestibular Centro Universitário Franciscano

Como tradicionalmente ocorre todos os semestres, a reitora Iraní Rupolo concedeu entrevista à imprensa e cumprimentou os vestibulandos e a comunidade santa-mariense que participam da edição do Vestibular de Inverno do Centro Universitário Franciscano.

O vestibular, que ocorre duas vezes ao ano no Centro Universitário Franciscano, ainda é consolidado como forma de ingresso na instituição. “Precisamos ver que o vestibular tradicionalmente foi no Brasil o processo para entrada na universidade. Justifica-se ou justificava-se o vestibular porque havia uma demanda reprimida de alunos formados no ensino médio e uma disputa  para ingresso na universidade”, lembra a reitora. Na última década se ampliou o ingresso no ensino superior com as facilidades das novas formas de acesso à educação.

Historicamente, no Centro Universitário Franciscano, o vestibular sofreu mudanças na duração do processo seletivo. Inicialmente eram quatro dias de provas,  posteriormente mudou para dois dias e, por fim, adotou-se o formato atual de um dia.  “A opção por novas formas de ingresso, dada a evolução da educação, é algo viável, aceitável e plenamente praticável no nosso país”. A prova do SISU, desenvolvida pelo Ministério da Educação, é uma das formas mais confiáveis e reconhecidas no âmbito nacional, reforça a reitora. O Centro Universitário Franciscano permanecerá com o vestibular como forma de ingresso na instituição para o próximo ano. A prova ocorrerá no dia 2 de dezembro,e serão ofertadas vagas para o curso de Medicina.

Desde sua origem, o Centro Universitário Franciscano possui uma atenção especial na relação permanente com a sociedade santa-mariense. “Flui de forma natural, não somente com a cidade, mas com a região” afirma a reitora Irani Rupolo. Tanto a região noroeste como a sudeste do estado estão inseridas nessa área de alcance, e isso se justifica na medida em que Santa Maria é uma cidade que possui uma boa qualidade de vida, argumenta a reitora. Para ela , a diversidade cultural dos estudantes de diferentes regiões é importante não somente para constituição do Centro Universitário Franciscano quanto universidade, mas  principalmente para formação pessoal dos alunos.

A maturação na pesquisa e produção do conhecimento, sobretudo na qualidade do ensino é a estratégia fundamental para a consolidação do Centro Universitário Franciscano como futura universidade. “Nós estamos começando mais um mestrado e um doutorado em agosto, além de mais três cursos de graduação”, afirma a reitora. Com a evolução na extensão, tecnologias e ambientes criativos, a relação do ensino, da pesquisa e de sua aplicabilidade resulta na interação com a comunidade em locais de trabalho e emprego. A reitora também pontua o planejamento de extensão do Centro Universitário Franciscano para os próximos anos, visando o desenvolvimento institucional até 2020,  que inclui a criação de novos cursos de graduação e pós-graduação.

Na noite desta terça-feira , a reitora Irani Rupolo recebe o título de Empreendedora do Ano da Câmara de Comércio e Indústria de Santa Maria.