Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Vestibular de verão 2015 garantiu a segurança das provas

Jovelino Pozzera. Foto: Karin Spezia.
Jovelino Pozzera. Foto: Karin Spezia.

A cantina da instituição estava fechada durante a realização do vestibular de verão 2015 para evitar a circulação de pessoas. Segundo o Coordenador de Seleção e Ingresso, Jovelino Pozzera, houve algumas mudanças nas medidas de segurança no exame. “Não foram coisas muito novas, apenas algumas execuções diferentes” afirma Pozzera.

Neste ano, a relação candidato vaga está maior em todas as áreas e também a oferta do curso de Medicina impulsionou as inscrições. Por conta disso, houve um treinamento específico com os fiscais de provas sobre cuidados e procedimentos a serem adotados. Outra medida tomada, conforme o Coordenador foi estabelecer o horário de saída único, 11h30min, após o término da realização da prova.

Também o grande número de inscritos ampliou a atuação constante da coordenação do vestibular. “Hoje teve pessoas  que levaram 20 a 30 minutos procurando a sala onde faria a prova. Andamos pelos três conjuntos procurando o lugar exato do jovem, porque, além de não ser de Santa Maria, não conferiu o local da prova antes de vir para cá”, relata Pozzera.

Outro acontecimento foi um jovem que veio prestar prova e não trouxe documentos. Para comprovação, mostrou o BO (Boletim de Ocorrência) que, logo, não é documento que valide. Portanto, Pozzera, informou que foi tirada uma fotografia dele e será mandada para o Derca (Departamento de Registro e Controle Acadêmico) do Centro Universitário Franciscano, para caso o jovem aprove no vestibular e efetue matrícula, a foto será analisada perante o documento que o estudante apresentar.

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Jovelino Pozzera. Foto: Karin Spezia.
Jovelino Pozzera. Foto: Karin Spezia.

A cantina da instituição estava fechada durante a realização do vestibular de verão 2015 para evitar a circulação de pessoas. Segundo o Coordenador de Seleção e Ingresso, Jovelino Pozzera, houve algumas mudanças nas medidas de segurança no exame. “Não foram coisas muito novas, apenas algumas execuções diferentes” afirma Pozzera.

Neste ano, a relação candidato vaga está maior em todas as áreas e também a oferta do curso de Medicina impulsionou as inscrições. Por conta disso, houve um treinamento específico com os fiscais de provas sobre cuidados e procedimentos a serem adotados. Outra medida tomada, conforme o Coordenador foi estabelecer o horário de saída único, 11h30min, após o término da realização da prova.

Também o grande número de inscritos ampliou a atuação constante da coordenação do vestibular. “Hoje teve pessoas  que levaram 20 a 30 minutos procurando a sala onde faria a prova. Andamos pelos três conjuntos procurando o lugar exato do jovem, porque, além de não ser de Santa Maria, não conferiu o local da prova antes de vir para cá”, relata Pozzera.

Outro acontecimento foi um jovem que veio prestar prova e não trouxe documentos. Para comprovação, mostrou o BO (Boletim de Ocorrência) que, logo, não é documento que valide. Portanto, Pozzera, informou que foi tirada uma fotografia dele e será mandada para o Derca (Departamento de Registro e Controle Acadêmico) do Centro Universitário Franciscano, para caso o jovem aprove no vestibular e efetue matrícula, a foto será analisada perante o documento que o estudante apresentar.