Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Apesar de dificuldades, é possível realizar o aditamento do Fies

Na última segunda-feira, dia 16, a presidente Dilma Rousseff esclareceu, em entrevista coletiva, as mudanças nas regras para a contratação do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). A partir de agora, novos contratos serão analisados por critérios de seleção e terão de passar por uma avaliação do governo, o que antes não acontecia, pois as matrículas eram controladas pelo setor privado. “Não aceitamos mais que uma pessoa que tirar zero em português tenha direito a bolsa. Vai ter de ter um mínimo. [Antes] podia ter 450 pontos e zero em português. Tem de olhar como será daqui para frente, mas está regularizado, todas as pessoas, todas as matrículas para trás, todas”, esclareceu Dilma. 

Os estudantes que contrataram o Fies até 2014 podem ficar tranquilos, pois todos terão o aditamento assegurado. O Ministério da Educação garantiu também que o prazo final para realizar o aditamento será o próximo dia 30 de abril.

O que diz o setor responsável pelo aditamento no Centro Universitário Franciscano

Foto: Ticiana Leal - Laboratório de Fotografia e Memória/UNIFRA
(Foto: Ticiana Leal – Laboratório de Fotografia e Memória/UNIFRA)

Segundo Débora Dalla Lana de Vargas, responsável pela contratação do FIES do Centro Universitário Franciscano, o site, no início deste semestre, estava totalmente bloqueado – não era possível abrir contratos. Muitos alunos tentaram fazer o aditamento, porém instaurou-se a regra de que só poderia ocorrer a renovação se o crédito financiado por semestre não tivesse superado o percentual de 6,41%. Assim, os contratos não foram efetuados, pois há reajuste anual dos créditos nas instituições de ensino superior. Os alunos foram orientados a aguardarem informações, pois o Ministério da Educação não havia repassado nenhuma orientação.
Entrou em vigor liminar para que o MEC libere os contratos de aditamento. No entanto, o valor da semestralidade ainda está sendo analisado.
De acordo com a responsável pela contratação do financiamento, os alunos do Centro Universitário Franciscano reagiram bem diante do impasse do FIES, já que em muitas cidades houve manifestações e estudantes chegaram a passar a madrugada na instituição, pesar de a instituição particular não ser responsável pelo congelamento dos contratos – visto que é a União que realiza o financiamento.
Nesta quarta-feira (18) o site está liberado e os aditamentos estão sendo feitos, mas o acesso ainda está lento. Os alunos terminam o aditamento em casa e então a Pró-Reitoria recebe a informação se o contrato foi renovado ou não.
O site está com alguns problemas, os acadêmicos que tentam realizar o aditamento em casa recebem um aviso de que o “limite de crédito da universidade foi ultrapassado”. Porém, Débora ressalta que isso é um erro do sistema, já que eles trabalham com um fundo garantidor é liberado um certo limite de financiamento, e eles só sabem que esse limite chega ao fim quando os alunos não conseguem mais finalizar o aditamento. Então eles não sabem como vai ficar a situação do financiamento agora, pois não sabem se o limite realmente foi alcançado. Débora também diz que isso não é só com o Centro Universitário, e sim com todas as instituições particulares.

A situação dos estudantes

Alexandre Menezes, de 19 anos, que estuda Direito em uma instituição particular de Santa Maria, teve dificuldades ao tentar realizar o aditamento. No final de fevereiro, o estudante tentou fazer o aditamento mas o sistema online apresenta falha. Em outra tentativa, ele foi até a secretaria de sua faculdade, onde começou a fazer a recontratação e terminou em casa. Porém, faltou confirmar o aditamento no site do MEC. Para completar e concluir a renovação do contrato,a acadêmico precisou reduzir o número de disciplinas a cursar neste semestre, pois foi exigido que quantia de horas para este semestre fosse a mesma que no semestre anterior.

Por Amanda Souza e Arcéli Ramos

LEIA TAMBÉM

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Na última segunda-feira, dia 16, a presidente Dilma Rousseff esclareceu, em entrevista coletiva, as mudanças nas regras para a contratação do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). A partir de agora, novos contratos serão analisados por critérios de seleção e terão de passar por uma avaliação do governo, o que antes não acontecia, pois as matrículas eram controladas pelo setor privado. “Não aceitamos mais que uma pessoa que tirar zero em português tenha direito a bolsa. Vai ter de ter um mínimo. [Antes] podia ter 450 pontos e zero em português. Tem de olhar como será daqui para frente, mas está regularizado, todas as pessoas, todas as matrículas para trás, todas”, esclareceu Dilma. 

Os estudantes que contrataram o Fies até 2014 podem ficar tranquilos, pois todos terão o aditamento assegurado. O Ministério da Educação garantiu também que o prazo final para realizar o aditamento será o próximo dia 30 de abril.

O que diz o setor responsável pelo aditamento no Centro Universitário Franciscano

Foto: Ticiana Leal - Laboratório de Fotografia e Memória/UNIFRA
(Foto: Ticiana Leal – Laboratório de Fotografia e Memória/UNIFRA)

Segundo Débora Dalla Lana de Vargas, responsável pela contratação do FIES do Centro Universitário Franciscano, o site, no início deste semestre, estava totalmente bloqueado – não era possível abrir contratos. Muitos alunos tentaram fazer o aditamento, porém instaurou-se a regra de que só poderia ocorrer a renovação se o crédito financiado por semestre não tivesse superado o percentual de 6,41%. Assim, os contratos não foram efetuados, pois há reajuste anual dos créditos nas instituições de ensino superior. Os alunos foram orientados a aguardarem informações, pois o Ministério da Educação não havia repassado nenhuma orientação.
Entrou em vigor liminar para que o MEC libere os contratos de aditamento. No entanto, o valor da semestralidade ainda está sendo analisado.
De acordo com a responsável pela contratação do financiamento, os alunos do Centro Universitário Franciscano reagiram bem diante do impasse do FIES, já que em muitas cidades houve manifestações e estudantes chegaram a passar a madrugada na instituição, pesar de a instituição particular não ser responsável pelo congelamento dos contratos – visto que é a União que realiza o financiamento.
Nesta quarta-feira (18) o site está liberado e os aditamentos estão sendo feitos, mas o acesso ainda está lento. Os alunos terminam o aditamento em casa e então a Pró-Reitoria recebe a informação se o contrato foi renovado ou não.
O site está com alguns problemas, os acadêmicos que tentam realizar o aditamento em casa recebem um aviso de que o “limite de crédito da universidade foi ultrapassado”. Porém, Débora ressalta que isso é um erro do sistema, já que eles trabalham com um fundo garantidor é liberado um certo limite de financiamento, e eles só sabem que esse limite chega ao fim quando os alunos não conseguem mais finalizar o aditamento. Então eles não sabem como vai ficar a situação do financiamento agora, pois não sabem se o limite realmente foi alcançado. Débora também diz que isso não é só com o Centro Universitário, e sim com todas as instituições particulares.

A situação dos estudantes

Alexandre Menezes, de 19 anos, que estuda Direito em uma instituição particular de Santa Maria, teve dificuldades ao tentar realizar o aditamento. No final de fevereiro, o estudante tentou fazer o aditamento mas o sistema online apresenta falha. Em outra tentativa, ele foi até a secretaria de sua faculdade, onde começou a fazer a recontratação e terminou em casa. Porém, faltou confirmar o aditamento no site do MEC. Para completar e concluir a renovação do contrato,a acadêmico precisou reduzir o número de disciplinas a cursar neste semestre, pois foi exigido que quantia de horas para este semestre fosse a mesma que no semestre anterior.

Por Amanda Souza e Arcéli Ramos