Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Custo de vida em Santa Maria já subiu quase 10% em 2015

_DSC0008
Alimentação já teve um aumento de 9,26% nos últimos 12 meses. A erva-mate é o item que mais contribuiu para o aumento. Foto: Roger Haeffner. Lab. Fotografia e Memória.

A população santa-mariense já deve ter sentido no bolso, no decorrer do ano, a grande elevada dos preços dos principais itens de consumo básico. Nesse ano, o custo de vida nos últimos 12 meses em Santa Maria já subiu 8,86%, segundo dados do ICVSM (Índice do Custo de Vista -Santa Maria), levantamento feito pelo curso de Ciências Econômicas do Centro Universitário Franciscano.

O grupo que teve um maior aumento em 2015 foi o de “Despesas pessoais”, com uma elevação de 18,60%. No mês de julho o item que teve a maior elevação foi os brinquedos infantis, com um aumento de 6,11%.

Para o coordenador geral do ICVSM, Mateus Frozza, Santa Maria está em meio a duas crises – uma estadual e outra federal. Matheus aponta que a crise nacional é uma crise conjuntural e será passageira. Já o Estado passa por uma crise constitucional, o que a tornará mais longa. “A crise no estado do Rio Grande do Sul está ligada a instabilidade politica e a falta de planejamento, o que irá fazê-la ser mais duradoura que a crise federal”, completa Frozza.

Com a alta dos preços e também o aumento do índice de desemprego, o consumo também tende a diminuir constantemente, pois a população começa a deixar os gastos em segundo plano. Segundo o coordenador, a tendência é os preços se manterem na média atual, “Caso não aprovada a lei do aumento do ICMS, os preços tende a ficarem acomodados”, conclui.

Já para 2016 as notícias podem ser mais otimistas, pois há uma possibilidade de estabilidade de emprego, e para após o primeiro semestre uma iniciação de queda nos preços.

*Foram avaliados valores de julho de 2014 a julho de 2015.

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

_DSC0008
Alimentação já teve um aumento de 9,26% nos últimos 12 meses. A erva-mate é o item que mais contribuiu para o aumento. Foto: Roger Haeffner. Lab. Fotografia e Memória.

A população santa-mariense já deve ter sentido no bolso, no decorrer do ano, a grande elevada dos preços dos principais itens de consumo básico. Nesse ano, o custo de vida nos últimos 12 meses em Santa Maria já subiu 8,86%, segundo dados do ICVSM (Índice do Custo de Vista -Santa Maria), levantamento feito pelo curso de Ciências Econômicas do Centro Universitário Franciscano.

O grupo que teve um maior aumento em 2015 foi o de “Despesas pessoais”, com uma elevação de 18,60%. No mês de julho o item que teve a maior elevação foi os brinquedos infantis, com um aumento de 6,11%.

Para o coordenador geral do ICVSM, Mateus Frozza, Santa Maria está em meio a duas crises – uma estadual e outra federal. Matheus aponta que a crise nacional é uma crise conjuntural e será passageira. Já o Estado passa por uma crise constitucional, o que a tornará mais longa. “A crise no estado do Rio Grande do Sul está ligada a instabilidade politica e a falta de planejamento, o que irá fazê-la ser mais duradoura que a crise federal”, completa Frozza.

Com a alta dos preços e também o aumento do índice de desemprego, o consumo também tende a diminuir constantemente, pois a população começa a deixar os gastos em segundo plano. Segundo o coordenador, a tendência é os preços se manterem na média atual, “Caso não aprovada a lei do aumento do ICMS, os preços tende a ficarem acomodados”, conclui.

Já para 2016 as notícias podem ser mais otimistas, pois há uma possibilidade de estabilidade de emprego, e para após o primeiro semestre uma iniciação de queda nos preços.

*Foram avaliados valores de julho de 2014 a julho de 2015.