Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Pôr do sol: um momento de contemplação diária

500curtidasVocê já parou para ver o pôr do sol, hoje? Sem dúvida, o momento em que o sol se oculta no horizonte, na direção oeste, é perfeito. Ver o pôr do sol é sentir várias sensações. No bairro Rosário,  já virou hábito dos alunos do Centro Universitário Franciscano contemplarem o poente do sol, e até fazerem registros como fotografias.

Com isso, o professor Maurício Dias, jornalista, convidou a turma de quinta-feira à noite de Jornalismo Online, para fazer a página Pôr do Sol do Rosário. Essa ideia tem objetivo de convidar, no meio de correrias, as pessoas que frequentam o bairro a olhar para o céu e admirar mais um dia que se vai e traz a lua para brilhar.

Através da cultura participativa há possibilidade de o consumidor contribuir ativamente na produção e na circulação de conhecimento, informações e ideias novas. O jornalismo hiperlocal ganha força no ciberespaço, ao fazer, de forma colaborativa, comunicação mais próxima dos leitores. São criados vínculos com a vida do leitor, que, agora, também pode ser produtor do conteúdo. A colaboração de compartilhar e sugerir novas ideias em prol de um objetivo comum é  chamada de inteligência coletiva, concepção apresentada pelo ciberteórico Pierre Lévy.

pedro
Foto do pôr do sol do Rosário enviada pelo universitário Pedro Corrêa

É só curtir a página, participar e apreciar o pôr do sol do Rosário, conhecer as histórias de vida desse bairro antigo e encher os olhos de beleza. Depois de um dia intenso, ver o sol descansar, também exausto, traz uma magia fascinante, e saber que amanhã ele estará de volta, para trazer mais paz. Afinal, olhar para crepúsculo é uma terapia. Parece que o entardecer transfere esperança e forças. Então, aos seres crepusculares, vamos assistir juntos ao pôr do sol?

Na última terça-feira (12), a fanpage conquistou 500 curtidas. A próxima meta é atingir mil likes.

Equipe do Pôr do Sol do Rosário

Acadêmicos de Jornalismo: Amanda Souza (reportagem hiperlocal), Arcéli Ramos (reportagem hiperlocal), Bernardo Steckel (produção audiovisual), Dara Hamann (social media), Gabriel Haesbaert (fotografia, produção gráfica e produção audiovisual), Joana Günther (produção gráfica, fotografia e reportagem hiperlocal), Karen Rosso (reportagem hiperlocal), Manuela Fantinel (reportagem hiperlocal e social media), Mateus Ferreira (produção audiovisual), Natália Librelotto (reportagem hiperlocal), Rodrigo Ledel (social media), Victoria Luiza Moura (social media) e William Ignácio Oliveira (reportagem hiperlocal).

Orientação: professor Maurício Dias

Por Natália Librelotto para a disciplina de Jornalismo Online

LEIA TAMBÉM

3 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

500curtidasVocê já parou para ver o pôr do sol, hoje? Sem dúvida, o momento em que o sol se oculta no horizonte, na direção oeste, é perfeito. Ver o pôr do sol é sentir várias sensações. No bairro Rosário,  já virou hábito dos alunos do Centro Universitário Franciscano contemplarem o poente do sol, e até fazerem registros como fotografias.

Com isso, o professor Maurício Dias, jornalista, convidou a turma de quinta-feira à noite de Jornalismo Online, para fazer a página Pôr do Sol do Rosário. Essa ideia tem objetivo de convidar, no meio de correrias, as pessoas que frequentam o bairro a olhar para o céu e admirar mais um dia que se vai e traz a lua para brilhar.

Através da cultura participativa há possibilidade de o consumidor contribuir ativamente na produção e na circulação de conhecimento, informações e ideias novas. O jornalismo hiperlocal ganha força no ciberespaço, ao fazer, de forma colaborativa, comunicação mais próxima dos leitores. São criados vínculos com a vida do leitor, que, agora, também pode ser produtor do conteúdo. A colaboração de compartilhar e sugerir novas ideias em prol de um objetivo comum é  chamada de inteligência coletiva, concepção apresentada pelo ciberteórico Pierre Lévy.

pedro
Foto do pôr do sol do Rosário enviada pelo universitário Pedro Corrêa

É só curtir a página, participar e apreciar o pôr do sol do Rosário, conhecer as histórias de vida desse bairro antigo e encher os olhos de beleza. Depois de um dia intenso, ver o sol descansar, também exausto, traz uma magia fascinante, e saber que amanhã ele estará de volta, para trazer mais paz. Afinal, olhar para crepúsculo é uma terapia. Parece que o entardecer transfere esperança e forças. Então, aos seres crepusculares, vamos assistir juntos ao pôr do sol?

Na última terça-feira (12), a fanpage conquistou 500 curtidas. A próxima meta é atingir mil likes.

Equipe do Pôr do Sol do Rosário

Acadêmicos de Jornalismo: Amanda Souza (reportagem hiperlocal), Arcéli Ramos (reportagem hiperlocal), Bernardo Steckel (produção audiovisual), Dara Hamann (social media), Gabriel Haesbaert (fotografia, produção gráfica e produção audiovisual), Joana Günther (produção gráfica, fotografia e reportagem hiperlocal), Karen Rosso (reportagem hiperlocal), Manuela Fantinel (reportagem hiperlocal e social media), Mateus Ferreira (produção audiovisual), Natália Librelotto (reportagem hiperlocal), Rodrigo Ledel (social media), Victoria Luiza Moura (social media) e William Ignácio Oliveira (reportagem hiperlocal).

Orientação: professor Maurício Dias

Por Natália Librelotto para a disciplina de Jornalismo Online