Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Primeira vila da cidade terá brique nos 157 anos de Santa Maria

Vila Belga é a primeira vila do interior do Rio Grande do Sul (Fotos: Francine Antunes/ Laboratório de Fotografia e Memória)
Vila Belga é a primeira vila do interior do Rio Grande do Sul (Fotos: Francine Antunes/ Laboratório de Fotografia e Memória)

No mês de aniversário da cidade de Santa Maria, a Agência Central Sul fez uma visita à Vila Belga, um dos cartões-postais da cidade, considerada patrimônio histórico cultural do estado desde 2000.

A Vila Belga é o primeiro conjunto habitacional do estado, construída em 1903, tinha como objetivo abrigar trabalhadores ferroviários. O nome Vila Belga se originou da empresa Compagnie Auxilaire dês Chémins de Fera au Brésil, que tinha sua matriz na Bélgica.

_DSC0009Mesmo sendo um cartão-postal da cidade, a vila Belga não tem um grande movimento de turismo, segundo Nilson Pereira, ferroviário aposentado e morador local. O pouco movimento é por parte de pessoas fazendo fotografias. “Os únicos dias que tem bastante gente aqui é nos dias de brique”, referindo-se ao Brique da Vila Belga, que ocorre em alguns domingos, como neste (17).

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Vila Belga é a primeira vila do interior do Rio Grande do Sul (Fotos: Francine Antunes/ Laboratório de Fotografia e Memória)
Vila Belga é a primeira vila do interior do Rio Grande do Sul (Fotos: Francine Antunes/ Laboratório de Fotografia e Memória)

No mês de aniversário da cidade de Santa Maria, a Agência Central Sul fez uma visita à Vila Belga, um dos cartões-postais da cidade, considerada patrimônio histórico cultural do estado desde 2000.

A Vila Belga é o primeiro conjunto habitacional do estado, construída em 1903, tinha como objetivo abrigar trabalhadores ferroviários. O nome Vila Belga se originou da empresa Compagnie Auxilaire dês Chémins de Fera au Brésil, que tinha sua matriz na Bélgica.

_DSC0009Mesmo sendo um cartão-postal da cidade, a vila Belga não tem um grande movimento de turismo, segundo Nilson Pereira, ferroviário aposentado e morador local. O pouco movimento é por parte de pessoas fazendo fotografias. “Os únicos dias que tem bastante gente aqui é nos dias de brique”, referindo-se ao Brique da Vila Belga, que ocorre em alguns domingos, como neste (17).