Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Recomendação cultural: Os homens que não amavam as mulheres

Nossa recomendação cultural de hoje é para quem gosta de jornalismo investigativo, grandes reportagens e suspense. O estudante de jornalismo do Centro Universitário Franciscano Rúbi Pires admira o livro “Os homens que não amavam as mulheres”, por ser uma área que ele gosta, a investigativa.

Rubi admira muito a área investigativa do jornalismo (Foto por: Viviane Campos/Laboratório de Fotografia e Memória)
Rúbi admira muito a área investigativa do jornalismo (Foto: Viviane Campos/Laboratório de Fotografia e Memória)

Segundo Rúbi, o livro gira em torno do jornalista Mikael Blomkvist, o qual é processado por difamação em uma de suas matérias, e teve de pagar uma multa. Apesar do ocorrido, ele recebe uma ligação de um empresário, para escrever e descobrir particularmente algo sobre o assassinato de sua filha.
“Gostei por retratar o mundo do jornalismo investigativo, retrata o outro lado do jornalismo, o que uma reportagem causa. Mostra os cuidados que devemos ter ao longo do trabalho que envolva uma preparação como essa reportagem, para que não resulte em um processo como o do Mikael Blomkvist”, destaca o estudante.

2612674
Imagem: reprodução

Sinopse: Em 1966, Harriet Vanger, jovem herdeira de um império industrial, some sem deixar vestígios. No dia de seu desaparecimento, fechara-se o acesso à ilha onde ela e diversos membros de sua extensa família se encontravam. Desde então, a cada ano, Henrik Vanger, o velho patriarca do clã, recebe uma flor emoldurada – o mesmo presente que Harriet lhe dava, até desaparecer. Henrik está convencido de que ela foi assassinada, e que um Vanger a matou. Quase quarenta anos depois, o industrial contrata o jornalista Mikael Blomkvist para conduzir uma investigação particular. Mikael, que acabara de ser condenado por difamação contra o financista Wennerström, preocupa-se com a crise de credibilidade que atinge sua revista, a Millennium. Henrik lhe oferece proteção se o jornalista consentir em investigar o assassinato de Harriet. Mikael descobre que suas inquirições não são bem-vindas pela família Vanger, e que muitos querem vê-lo pelas costas. Com o auxílio de Lisbeth Salander, que conta com uma mente infatigável para a busca de dados, ele percebe que a trilha de segredos e perversidades do clã industrial recua até muito antes do desaparecimento ou morte de Harriet.
Preço de capa: 29,70

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Nossa recomendação cultural de hoje é para quem gosta de jornalismo investigativo, grandes reportagens e suspense. O estudante de jornalismo do Centro Universitário Franciscano Rúbi Pires admira o livro “Os homens que não amavam as mulheres”, por ser uma área que ele gosta, a investigativa.

Rubi admira muito a área investigativa do jornalismo (Foto por: Viviane Campos/Laboratório de Fotografia e Memória)
Rúbi admira muito a área investigativa do jornalismo (Foto: Viviane Campos/Laboratório de Fotografia e Memória)

Segundo Rúbi, o livro gira em torno do jornalista Mikael Blomkvist, o qual é processado por difamação em uma de suas matérias, e teve de pagar uma multa. Apesar do ocorrido, ele recebe uma ligação de um empresário, para escrever e descobrir particularmente algo sobre o assassinato de sua filha.
“Gostei por retratar o mundo do jornalismo investigativo, retrata o outro lado do jornalismo, o que uma reportagem causa. Mostra os cuidados que devemos ter ao longo do trabalho que envolva uma preparação como essa reportagem, para que não resulte em um processo como o do Mikael Blomkvist”, destaca o estudante.

2612674
Imagem: reprodução

Sinopse: Em 1966, Harriet Vanger, jovem herdeira de um império industrial, some sem deixar vestígios. No dia de seu desaparecimento, fechara-se o acesso à ilha onde ela e diversos membros de sua extensa família se encontravam. Desde então, a cada ano, Henrik Vanger, o velho patriarca do clã, recebe uma flor emoldurada – o mesmo presente que Harriet lhe dava, até desaparecer. Henrik está convencido de que ela foi assassinada, e que um Vanger a matou. Quase quarenta anos depois, o industrial contrata o jornalista Mikael Blomkvist para conduzir uma investigação particular. Mikael, que acabara de ser condenado por difamação contra o financista Wennerström, preocupa-se com a crise de credibilidade que atinge sua revista, a Millennium. Henrik lhe oferece proteção se o jornalista consentir em investigar o assassinato de Harriet. Mikael descobre que suas inquirições não são bem-vindas pela família Vanger, e que muitos querem vê-lo pelas costas. Com o auxílio de Lisbeth Salander, que conta com uma mente infatigável para a busca de dados, ele percebe que a trilha de segredos e perversidades do clã industrial recua até muito antes do desaparecimento ou morte de Harriet.
Preço de capa: 29,70