Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Uma rosa e um livro: homenagem e estímulo à leitura

Hoje, 23, é o Dia Internacional do Livro, data definida em 1996, pela Organização das Nações Unidas para e Educação, Ciência e Cultura (Unesco), devido à morte do escritor espanhol Miguel de Cervantes e do poeta inglês William Shakespeare, no mesmo dia, 23 de abril de 1616. Foi uma forma de homenagear esses dois gigantes da literatura mundialmente.

Integrantes da Casa do Poeta e da Biblioteca Pública distribuindo as rosas e os livros. (Foto por: Márcio Fontoura, Laboratório de Fotografia e Memória)
Integrantes da Casa do Poeta e da Biblioteca Pública distribuindo as rosas e os livros.
(Foto: Márcio Fontoura/Laboratório de Fotografia e Memória)

Aqui, em Santa Maria, foi criado o evento Um livro e Uma rosa, pela diretora da Biblioteca Pública Municipal, Rosângela Rechia.
A escritora Aristilda Rechia, professora de Letras Neolatinas e 1ª presidente da Associação Santamariense de Letras – hoje Academia, da qual ela é membro – explica também o sentido da rosa no Dia do Livro. Segundo a professora, na Catalunha, que tem como padroeiro São Jorge – festejado no mundo inteiro, como guerreiro – é homenageado com rosas. Logo essa tradição se estende até qui, com oferta de rosa a São Jorge, ao seu amado ou em memória de alguém.
“É uma iniciativa da Biblioteca Pública, da Academia Santamariense de Letras, da Casa do Poeta de Santa Maria, Secretaria de Cultura, Associação dos Amigos da Biblioteca Pública, que se reuniram para fazer esse evento dentro do clima da Feira do Livro desse ano”, relata Aristilda.

A artista plástica, escritora e integrante da diretoria da Casa do Poeta de Santa Maria, Denise Reis, conta sobre a participação da Casa no Dia do livro. “A casa do Poeta é uma entidade sem fins lucrativos que visa agregar escritores e poetas para discutir e vivencias a casa do poeta, desde 2003 ela participa dos eventos culturais da cidade, como a Feira do Livro, e o dia de hoje”.
A Casa está bem atarefada e envolvida com a Feira, inclusive a patronesse é a fundadora Hayde Hostin Lima.
“Com o Dia do Livro, temos o objetivo de intensificar a leitura e aproximar as pessoas dos livros, formar novos leitores – também para quem não tem essa oportunidade – quem passa aqui hoje tem a oportunidade de criar o hábito de leitura, levar uma rosa para casa e sair enriquecido, pois todo o livro tem um ensinamento”, conta a escritora.

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Hoje, 23, é o Dia Internacional do Livro, data definida em 1996, pela Organização das Nações Unidas para e Educação, Ciência e Cultura (Unesco), devido à morte do escritor espanhol Miguel de Cervantes e do poeta inglês William Shakespeare, no mesmo dia, 23 de abril de 1616. Foi uma forma de homenagear esses dois gigantes da literatura mundialmente.

Integrantes da Casa do Poeta e da Biblioteca Pública distribuindo as rosas e os livros. (Foto por: Márcio Fontoura, Laboratório de Fotografia e Memória)
Integrantes da Casa do Poeta e da Biblioteca Pública distribuindo as rosas e os livros.
(Foto: Márcio Fontoura/Laboratório de Fotografia e Memória)

Aqui, em Santa Maria, foi criado o evento Um livro e Uma rosa, pela diretora da Biblioteca Pública Municipal, Rosângela Rechia.
A escritora Aristilda Rechia, professora de Letras Neolatinas e 1ª presidente da Associação Santamariense de Letras – hoje Academia, da qual ela é membro – explica também o sentido da rosa no Dia do Livro. Segundo a professora, na Catalunha, que tem como padroeiro São Jorge – festejado no mundo inteiro, como guerreiro – é homenageado com rosas. Logo essa tradição se estende até qui, com oferta de rosa a São Jorge, ao seu amado ou em memória de alguém.
“É uma iniciativa da Biblioteca Pública, da Academia Santamariense de Letras, da Casa do Poeta de Santa Maria, Secretaria de Cultura, Associação dos Amigos da Biblioteca Pública, que se reuniram para fazer esse evento dentro do clima da Feira do Livro desse ano”, relata Aristilda.

A artista plástica, escritora e integrante da diretoria da Casa do Poeta de Santa Maria, Denise Reis, conta sobre a participação da Casa no Dia do livro. “A casa do Poeta é uma entidade sem fins lucrativos que visa agregar escritores e poetas para discutir e vivencias a casa do poeta, desde 2003 ela participa dos eventos culturais da cidade, como a Feira do Livro, e o dia de hoje”.
A Casa está bem atarefada e envolvida com a Feira, inclusive a patronesse é a fundadora Hayde Hostin Lima.
“Com o Dia do Livro, temos o objetivo de intensificar a leitura e aproximar as pessoas dos livros, formar novos leitores – também para quem não tem essa oportunidade – quem passa aqui hoje tem a oportunidade de criar o hábito de leitura, levar uma rosa para casa e sair enriquecido, pois todo o livro tem um ensinamento”, conta a escritora.