Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

A ordem é chegar cedo

Abertura dos portões Foto: Julia Trombini
Abertura dos portões Foto: Julia Trombini

Ainda não eram 13h quando os portões do Centro Universitário Franciscano foram abertos. Além da grande concentração de pessoas em frente aos prédios da Unifra, o congestionamento na Rua dos Andradas e na Rua Conde de Porto Alegre fizeram com que muitos vestibulandos se dirigissem a pé para o local das provas. Entre eles, Gabriela Tangled, 18 anos, que sonha cursar uma das faculdades mais concorridas no Centro Universitário Franciscano, Medicina.

Gabriela Tangled faz vestibular para Medicina.
Gabriela Tangled faz vestibular para Medicina.

A estudante, que é natural de Sarandi, noroeste do Rio Grande do Sul e mora atualmente em Passo Fundo, diz que a escolha pela área da saúde  vem da época em que ela acompanhava a sua avó, que passou por muitas cirurgias no coração. Por conta disso, a estudante passava muito tempo dentro de hospitais. “Eu comecei a me identificar e ver que eu poderia fazer isso para ajudar muitas pessoas. E eu também por ver que muitos médicos que não exercem a medicina por amor”. É a segunda vez  que ela presta o vestibular para medicina na Instituição e, no futuro, quer se especializar em cardiologia.

Vestibulanda Taíse Pasa acompanhada dos pais. Foto: Bruna Iopp
Vestibulanda Taíse Pasa acompanhada dos pais. Foto: Bruna Iopp

Outra candidata ao curso de Medicina é Taíse Pasa, 19 anos, natural de Sobradinho. Acompanhada dos pais, ela conta que já prestou vestibular para Fisioterapia e Engenharia Civil, mas nenhuma dessas chamou tanto a sua atenção. Vinda de uma família em que todas as primas são formadas na área, mãe da candidata conta que não foi uma surpresa a filha ter ido para esse caminho. ” Ela fica muito nervosa com a nossa presença, mas como dessa vez a distância é um pouco maior, viemos junto com ela”, relata a mãe.

O Laboratório de Produção Audiovisual, Laproa, ouviu os vestibulandos sobre suas opções na Unifra e o porquê da escolha dos cursos. [youtube_sc url=”https://www.youtube.com/watch?v=NMFYug63gJs&feature=youtu.be” title=”https:%2F%2Fwww.youtube.com%2Fwatch?v%3DNMFYug63gJs&feature%3Dyoutu.be”]

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Abertura dos portões Foto: Julia Trombini
Abertura dos portões Foto: Julia Trombini

Ainda não eram 13h quando os portões do Centro Universitário Franciscano foram abertos. Além da grande concentração de pessoas em frente aos prédios da Unifra, o congestionamento na Rua dos Andradas e na Rua Conde de Porto Alegre fizeram com que muitos vestibulandos se dirigissem a pé para o local das provas. Entre eles, Gabriela Tangled, 18 anos, que sonha cursar uma das faculdades mais concorridas no Centro Universitário Franciscano, Medicina.

Gabriela Tangled faz vestibular para Medicina.
Gabriela Tangled faz vestibular para Medicina.

A estudante, que é natural de Sarandi, noroeste do Rio Grande do Sul e mora atualmente em Passo Fundo, diz que a escolha pela área da saúde  vem da época em que ela acompanhava a sua avó, que passou por muitas cirurgias no coração. Por conta disso, a estudante passava muito tempo dentro de hospitais. “Eu comecei a me identificar e ver que eu poderia fazer isso para ajudar muitas pessoas. E eu também por ver que muitos médicos que não exercem a medicina por amor”. É a segunda vez  que ela presta o vestibular para medicina na Instituição e, no futuro, quer se especializar em cardiologia.

Vestibulanda Taíse Pasa acompanhada dos pais. Foto: Bruna Iopp
Vestibulanda Taíse Pasa acompanhada dos pais. Foto: Bruna Iopp

Outra candidata ao curso de Medicina é Taíse Pasa, 19 anos, natural de Sobradinho. Acompanhada dos pais, ela conta que já prestou vestibular para Fisioterapia e Engenharia Civil, mas nenhuma dessas chamou tanto a sua atenção. Vinda de uma família em que todas as primas são formadas na área, mãe da candidata conta que não foi uma surpresa a filha ter ido para esse caminho. ” Ela fica muito nervosa com a nossa presença, mas como dessa vez a distância é um pouco maior, viemos junto com ela”, relata a mãe.

O Laboratório de Produção Audiovisual, Laproa, ouviu os vestibulandos sobre suas opções na Unifra e o porquê da escolha dos cursos. [youtube_sc url=”https://www.youtube.com/watch?v=NMFYug63gJs&feature=youtu.be” title=”https:%2F%2Fwww.youtube.com%2Fwatch?v%3DNMFYug63gJs&feature%3Dyoutu.be”]