Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Alexandre Barbalho encerra o Narrativas em Movimento

Alexandre Barbalho durante o Colóquio Comunicação e Cultura, organizado pela TV OVO. Foto:  Julia Trombini. Lab. Fotografia e Memória.
Alexandre Barbalho durante o Colóquio Comunicação e Cultura, organizado pela TV OVO. Foto: Julia Trombini. Lab. Fotografia e Memória.

Na noite de ontem, quarta-feira, 24, o Colóquio Comunicação e Cultura, organizado pela TV OVO trouxe o professor de políticas públicas da Universidade Estadual do Ceará, Alexandre Almeida Barbalho para falar sobre política cultural, com base no pensamento do filósofo Jacques Rancière. Alexandre é doutor em Comunicação e Cultura Contemporânea pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e uma das referências na área das políticas de cultura no país. Possui um significativo volume de trabalhos publicados e, entre eles, o livro “Política cultural e desentendimento” publicado recentemente pelo Instituto Brasileiro de Direitos Culturais (Ibdcult).
O evento, que lotou o auditório da CESMA, iniciou com uma breve introdução sobre o conceito da cultura como o lugar da norma, ou seja, da regra. Mas também lugar da crítica, do desentendimento. “A cultura não é um fim, mas sim um meio para lidar com as práticas sociais”, afirmou o professor. Em um segundo momento, o espaço foi aberto para as perguntas do público, com a mediação de Marcos Borba, integrante da TV OVO, e do professor de comunicação Cássio dos Santos Tomain (UFSM).
O evento foi transmitido pela TV OVO através do seu twitter @tvovo. A conversa encerrou a programação do Narrativas em Movimento, uma realização da TV, com financiamento da Lei de Incentivo à Cultura de Santa Maria e apoio do Programa de Pós-Graduação em Comunicação Midiática da UFSM, do curso de Jornalismo do Centro Universitário Franciscano e do Observatório Missioneiro de Atividades Criativas e Culturais (Omicult).

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Alexandre Barbalho durante o Colóquio Comunicação e Cultura, organizado pela TV OVO. Foto:  Julia Trombini. Lab. Fotografia e Memória.
Alexandre Barbalho durante o Colóquio Comunicação e Cultura, organizado pela TV OVO. Foto: Julia Trombini. Lab. Fotografia e Memória.

Na noite de ontem, quarta-feira, 24, o Colóquio Comunicação e Cultura, organizado pela TV OVO trouxe o professor de políticas públicas da Universidade Estadual do Ceará, Alexandre Almeida Barbalho para falar sobre política cultural, com base no pensamento do filósofo Jacques Rancière. Alexandre é doutor em Comunicação e Cultura Contemporânea pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e uma das referências na área das políticas de cultura no país. Possui um significativo volume de trabalhos publicados e, entre eles, o livro “Política cultural e desentendimento” publicado recentemente pelo Instituto Brasileiro de Direitos Culturais (Ibdcult).
O evento, que lotou o auditório da CESMA, iniciou com uma breve introdução sobre o conceito da cultura como o lugar da norma, ou seja, da regra. Mas também lugar da crítica, do desentendimento. “A cultura não é um fim, mas sim um meio para lidar com as práticas sociais”, afirmou o professor. Em um segundo momento, o espaço foi aberto para as perguntas do público, com a mediação de Marcos Borba, integrante da TV OVO, e do professor de comunicação Cássio dos Santos Tomain (UFSM).
O evento foi transmitido pela TV OVO através do seu twitter @tvovo. A conversa encerrou a programação do Narrativas em Movimento, uma realização da TV, com financiamento da Lei de Incentivo à Cultura de Santa Maria e apoio do Programa de Pós-Graduação em Comunicação Midiática da UFSM, do curso de Jornalismo do Centro Universitário Franciscano e do Observatório Missioneiro de Atividades Criativas e Culturais (Omicult).