Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Encontro de gerações na 28ª FECARS

12801562_489137837941202_319681388166472878_n
Foto: Movimento Tradicionalista Gaúcho/Divulgação

“Avante, cavaleiro mirim!
Em frente, veterano peão!
Lado a lado, prenda e prendinha,
todos juntos dando a mão.
Avante, seguindo os avós!
Em frente, trazendo os piás!
Coisa linda é se ver gerações
convivendo em santa paz.”

Os versos que compõem o Hino Tradicionalista, escrito por Barbosa Lessa, refletem o espírito da 28ª Festa Campeira do Rio Grande do Sul (FECARS). O encontro é uma promoção do  Movimento Tradicionalista Gaúcho, com realização da 10ª Região Tradicionalista, Fundação Cultural Gaúcha e Prefeitura Municipal de Santiago.

A abertura da FECARS ocorreu quinta-feira (17), mas o evento se estendeu até domingo (20). O presidente do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG), Nairoli Callegaro, destacou em seu pronunciamento os esforços dos tradicionalistas de Santiago para a execução do evento e ressaltou a importância dos valores maiores que o MTG preserva e cultua, dando referência aos 50 anos que a entidade completa em 2016.

Laço Peão Farroupilha, Narrador, Conselheiro do MTG, Executivo Municipal, Taça Sicredi, Vaqueano, Veterano, Patrão, Capataz, Pai e Filho, Irmãos, Rapaz/Prenda, Guri/Guria, Piá/Menina, Geração em Trio, Coordenador Regional, Diretor Campeiro Regional, Seleção, Rédea, Gineteada e Vaca Parada, são as categorias das provas de laço da festa campeira. Participaram desta edição as 30 regiões tradicionalistas do MTG/RS.

Ainda, paralelo à FECARS , foi realizado o 17º Seminário de Cultura Campeira que abordou o tema Esportes Campeiros. Entre as atividades houve uma palestra com  o vice-presidente de Esportes do MTG, Martim Guterres, sobre A importância dos esportes campeiros e oficinas de Tava, Bocha 48 e Bocha Campeira ministradas por Guterres e José Ezir. Dentro da programação ainda estavam previstas explicações dos jogos de Truco e Tetarfe, mas por conta do tempo chuvoso não foi possível serem realizadas.

Foto: Movimento Tradicionalista Gaúcho/Divulgação
Foto: Movimento Tradicionalista Gaúcho/Divulgação

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

12801562_489137837941202_319681388166472878_n
Foto: Movimento Tradicionalista Gaúcho/Divulgação

“Avante, cavaleiro mirim!
Em frente, veterano peão!
Lado a lado, prenda e prendinha,
todos juntos dando a mão.
Avante, seguindo os avós!
Em frente, trazendo os piás!
Coisa linda é se ver gerações
convivendo em santa paz.”

Os versos que compõem o Hino Tradicionalista, escrito por Barbosa Lessa, refletem o espírito da 28ª Festa Campeira do Rio Grande do Sul (FECARS). O encontro é uma promoção do  Movimento Tradicionalista Gaúcho, com realização da 10ª Região Tradicionalista, Fundação Cultural Gaúcha e Prefeitura Municipal de Santiago.

A abertura da FECARS ocorreu quinta-feira (17), mas o evento se estendeu até domingo (20). O presidente do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG), Nairoli Callegaro, destacou em seu pronunciamento os esforços dos tradicionalistas de Santiago para a execução do evento e ressaltou a importância dos valores maiores que o MTG preserva e cultua, dando referência aos 50 anos que a entidade completa em 2016.

Laço Peão Farroupilha, Narrador, Conselheiro do MTG, Executivo Municipal, Taça Sicredi, Vaqueano, Veterano, Patrão, Capataz, Pai e Filho, Irmãos, Rapaz/Prenda, Guri/Guria, Piá/Menina, Geração em Trio, Coordenador Regional, Diretor Campeiro Regional, Seleção, Rédea, Gineteada e Vaca Parada, são as categorias das provas de laço da festa campeira. Participaram desta edição as 30 regiões tradicionalistas do MTG/RS.

Ainda, paralelo à FECARS , foi realizado o 17º Seminário de Cultura Campeira que abordou o tema Esportes Campeiros. Entre as atividades houve uma palestra com  o vice-presidente de Esportes do MTG, Martim Guterres, sobre A importância dos esportes campeiros e oficinas de Tava, Bocha 48 e Bocha Campeira ministradas por Guterres e José Ezir. Dentro da programação ainda estavam previstas explicações dos jogos de Truco e Tetarfe, mas por conta do tempo chuvoso não foi possível serem realizadas.

Foto: Movimento Tradicionalista Gaúcho/Divulgação
Foto: Movimento Tradicionalista Gaúcho/Divulgação