Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Rosário, o bairro resiste entre chalés e edifícios

DSC_0050
O verde das árvores na Rua do Rosário. Fotos: Rodrigo Souza. Lab. de Fotografia e Memória

O bairro Nossa Senhora do Rosário – ou bairro do Rosário como é chamado pelos moradores – existe desde o final do século XIX e se desenvolveu em torno da igreja do mesmo nome; ela inclusive continua sendo a referência principal para quem quer se localizar na região. O “Rosário” não cresceu em extensão e ainda é  residencial em sua maior parte. Antigos chalés de madeira resistem ao tempo, enquanto outros cederam o lugar a pequenos edifícios ou a casas de alvenaria. Ainda assim, ele mantém sua identidade entre ruas, becos, ruelas, praça e vilas, constituindo sete unidades residenciais, como é possível ver no mapa.

DSC_0078
A construção de prédios de pequeno porte substituem os antigos chalés.

O Beco do Otávio, entre as ruas Uruguaiana e Visconde de Pelotas, também é popularmente conhecido como “o Beco das sete facadas”, em alusão a um crime ocorrido no local há muitos anos.

Ele vizinha com o loteamento Noêmio Lemos que se delimita ao norte, com a Rua Lucídio Gontan; ao leste, com a Rua Visconde de Pelotas; ao sul, com a Rua Silva Jardim e ao oeste com a Rua Otávio Lemos.

A Vila Bortola se comunica ao norte, com a antiga linha férrea da fronteira; a leste, faz fronteira com a Rua Barão do Triunfo; ao sul, com a Rua Ernesto Becker e ao oeste, com a Avenida Borges de Medeiros. Sua vizinha, a Vila Menna Barreto, também é delimitada ao  norte pela antiga ferrovia; a leste, faz divisa com a Vila Osvaldo Beck e a Rua Serafim Valandro; ao sul, com a Rua Silva Jardim; ao sudoeste, com a Rua do Rosário e ao oeste com o fundo dos lotes que confrontam a leste para as Ruas Conde de Irajá e São Francisco.

RosárioA  Vila Osvaldo Beck também acompanha ao norte a linha de ferrovia e tem ao leste a Rua Floriano Peixoto; ao sul, seus lotes são delimitados ao norte com a Rua Coronel Ernesto Becker; ao oeste, com a Rua Amélia Rodrigues e fundos com a Rua São José.

Já a Vila Oficina Ramos, também delimitada ao norte pela antiga linha férrea, tem ao leste a Rua Uruguaiana; ao sul, o fundo dos lotes que confrontam ao norte com a Rua Aristides Lobo; e a oeste a Avenida Borges de Medeiros. Por fim,  a unidade do Rosário propriamente dito,  que corresponde à área do perímetro do Bairro Nossa Senhora do Rosário sem denominação específica.

Segundo dados do IBGE (censo de 2010), o bairro é o 15º mais populoso de Santa Maria e o sexto mais povoado. Há  moradores com 100 anos ou mais e a população feminina. A proporção é de quatro moradoras para cada morador.

DSC_0065
Bares movimentam a noite no Rosário.

O bairro vizinha com o Centro Universitário Franciscano,  na rua Silva Jardim, o que torna a região movimentada e alvo das construtoras com foco nos alunos. Muitos prédios foram erguidos nos arredores, onde antes havia chalés. E quase na mesma proporção, bares  surgem no entorno, como ponto de referência da juventude. É o caso do Boteco do Rosário há mais de cinco anos funcionando em frente à igreja. Ao lado dele, o recém inaugurado “Meu escritório”, aberto no local onde antes ficava uma distribuidora de bebidas; e o Stribe, na esquina da Silva Jardim com a Duque de Caxias, sempre repleto de jovens que ali ficam ao saírem das aulas.

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DSC_0050
O verde das árvores na Rua do Rosário. Fotos: Rodrigo Souza. Lab. de Fotografia e Memória

O bairro Nossa Senhora do Rosário – ou bairro do Rosário como é chamado pelos moradores – existe desde o final do século XIX e se desenvolveu em torno da igreja do mesmo nome; ela inclusive continua sendo a referência principal para quem quer se localizar na região. O “Rosário” não cresceu em extensão e ainda é  residencial em sua maior parte. Antigos chalés de madeira resistem ao tempo, enquanto outros cederam o lugar a pequenos edifícios ou a casas de alvenaria. Ainda assim, ele mantém sua identidade entre ruas, becos, ruelas, praça e vilas, constituindo sete unidades residenciais, como é possível ver no mapa.

DSC_0078
A construção de prédios de pequeno porte substituem os antigos chalés.

O Beco do Otávio, entre as ruas Uruguaiana e Visconde de Pelotas, também é popularmente conhecido como “o Beco das sete facadas”, em alusão a um crime ocorrido no local há muitos anos.

Ele vizinha com o loteamento Noêmio Lemos que se delimita ao norte, com a Rua Lucídio Gontan; ao leste, com a Rua Visconde de Pelotas; ao sul, com a Rua Silva Jardim e ao oeste com a Rua Otávio Lemos.

A Vila Bortola se comunica ao norte, com a antiga linha férrea da fronteira; a leste, faz fronteira com a Rua Barão do Triunfo; ao sul, com a Rua Ernesto Becker e ao oeste, com a Avenida Borges de Medeiros. Sua vizinha, a Vila Menna Barreto, também é delimitada ao  norte pela antiga ferrovia; a leste, faz divisa com a Vila Osvaldo Beck e a Rua Serafim Valandro; ao sul, com a Rua Silva Jardim; ao sudoeste, com a Rua do Rosário e ao oeste com o fundo dos lotes que confrontam a leste para as Ruas Conde de Irajá e São Francisco.

RosárioA  Vila Osvaldo Beck também acompanha ao norte a linha de ferrovia e tem ao leste a Rua Floriano Peixoto; ao sul, seus lotes são delimitados ao norte com a Rua Coronel Ernesto Becker; ao oeste, com a Rua Amélia Rodrigues e fundos com a Rua São José.

Já a Vila Oficina Ramos, também delimitada ao norte pela antiga linha férrea, tem ao leste a Rua Uruguaiana; ao sul, o fundo dos lotes que confrontam ao norte com a Rua Aristides Lobo; e a oeste a Avenida Borges de Medeiros. Por fim,  a unidade do Rosário propriamente dito,  que corresponde à área do perímetro do Bairro Nossa Senhora do Rosário sem denominação específica.

Segundo dados do IBGE (censo de 2010), o bairro é o 15º mais populoso de Santa Maria e o sexto mais povoado. Há  moradores com 100 anos ou mais e a população feminina. A proporção é de quatro moradoras para cada morador.

DSC_0065
Bares movimentam a noite no Rosário.

O bairro vizinha com o Centro Universitário Franciscano,  na rua Silva Jardim, o que torna a região movimentada e alvo das construtoras com foco nos alunos. Muitos prédios foram erguidos nos arredores, onde antes havia chalés. E quase na mesma proporção, bares  surgem no entorno, como ponto de referência da juventude. É o caso do Boteco do Rosário há mais de cinco anos funcionando em frente à igreja. Ao lado dele, o recém inaugurado “Meu escritório”, aberto no local onde antes ficava uma distribuidora de bebidas; e o Stribe, na esquina da Silva Jardim com a Duque de Caxias, sempre repleto de jovens que ali ficam ao saírem das aulas.