Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Unifra: Incubadora Tecnológica reúne reitoria e empresas incubadas

itecNa tarde de hoje, uma visita integrou a administração central da Unifra e as empresas incubadas na ITEC, Incubadora Tecnológica do Centro Universitário Franciscano. Lissandro Dornelles, diretor da ITEC e professor de Administração da Unifra,  e  Solange Fagan,pró-reitora de Pesquisa e Extensão  da IES, trabalham juntos com 15 projetos empreendedores atualmente.

A Incubadora instalada em 2011, iniciou suas atividades no ano seguinte, com três projetos pioneiros. Ela dá suporte a projetos inovadores, como estrutura física, contábil, jurídica e tecnológica para o desenvolvimento e maturação das empresas.

O diretor afirma que a ITEC visa, diferente de apenas apoiar projetos já existentes, ajudar na maturação de ideias, auxiliar no caminho de criação dos empreendedores. “Toda e qualquer ação é uma forma de empreender, somos um ambiente de inovação e tecnologia, apoiamos e identificamos o que é inovador por trás das ideias, por trás das formas de colocar o produto no mercado de trabalho”, diz Dornelles.

A ITEC já apoiou eventos de empreendedorismo como a Semana Global de Empreendedorismo, o Congresso Software. Este ano teve a entrada do curso de psicologia dentro da Incubadora como apoiador, criou-se um ambiente de psicologia organizacional, com estagiários do curso.

Como funciona

A Incubadora conta com ambientes colaborativos, de fluxo de ideias. Se identifica o possível produto ou a ideia, analisa de que forma o Centro Universitário pode contribuir e interagir com o empreendedor. Após perceber a inovação e formalizar o produto,a ITEC passa a apoiar e dar todo o suporte à equipe. “Passamos informações jurídicas, tributárias e administrativas. Ficamos como co-responsável por essas áreas, para que o empreendedor dê toda atenção ao seu projeto”, explica.

As empresas residentes que já saíram da incubação, podem se manter dentro da estrutura, pois tem ligação direta com cursos de graduação e de pesquisa dentro do Centro Universitário, para  a atualização de seus produtos. A Polvo Louco é uma dessas residentes.

Os negócios empreendedores podem ficar incubados até 2 anos na ITEC. Hoje, a Incubadora já apoiou quatro empresas graduadas, que saíram para outras estruturas e para o mercado. Nos últimos três, 11 projetos inovadores adentraram na ITEC.

(foto: Juliano Dutra/Laboratório de Fotografia e Memória)
(foto: Juliano Dutra/Laboratório de Fotografia e Memória)

A Reitora Irmã Irani Rupollo considera um momento forte e propício para a criação de inovações. “Acreditamos que quando se estuda e se tem conhecimento, ele tem de ser colocado em prática, e com vocês (os alunos e egressos) está acontecendo, através da interação”, destaca a Reitora. A Irmã afirma que o estudo sempre deve continuar, e essa é a diferença da ITEC estar em um ambiente universitário, onde o conhecimento é a base. Ela também atentou para o sigilo de ideias, para a colaboração entre empreendedores, não estimular a competição e sim o compartilhamento de ideias e o respeito com os projetos alheios.  “Se alguém chegar próximo da ideia do outro, complementem-se com isso, vamos manter esse espírito da não-concorrência, pois a concorrência restringe e não constrói, e a colaboração pode transformar nossa realidade local, nacional, a partir do sucesso das ideias de vocês”, diz.

A Incubadora movimentou, no ano de 2015, 0,7 milhões na economia, a partir da captação de recursos, retorno e incentivos das empresas. A empresa Plátano, mais antiga no ambiente incubador, iniciou em 2012. Victor Bolzan, criador da Plátano, diz que conseguiram se ” estabelecer como empresa residente nesses quatro anos. E percebemos o potencial dos estudantes, dos cursos, de contratar estagiários, pois aprendemos com eles também. Também é importante termos uma cultura de educação empreendedora, para crescermos cada vez mais”.

Os negócios incubados hoje na ITEC são: Tec Synthesis, Fisalis, GCB Drone, Enterprise Produtora, Cube 3D, Polvo Louco, Depósito, Esporte Sul, Mercateria, Enovative, Joalheria Artesanal, Veste Assim, Plátano, Café Inteligência.

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

itecNa tarde de hoje, uma visita integrou a administração central da Unifra e as empresas incubadas na ITEC, Incubadora Tecnológica do Centro Universitário Franciscano. Lissandro Dornelles, diretor da ITEC e professor de Administração da Unifra,  e  Solange Fagan,pró-reitora de Pesquisa e Extensão  da IES, trabalham juntos com 15 projetos empreendedores atualmente.

A Incubadora instalada em 2011, iniciou suas atividades no ano seguinte, com três projetos pioneiros. Ela dá suporte a projetos inovadores, como estrutura física, contábil, jurídica e tecnológica para o desenvolvimento e maturação das empresas.

O diretor afirma que a ITEC visa, diferente de apenas apoiar projetos já existentes, ajudar na maturação de ideias, auxiliar no caminho de criação dos empreendedores. “Toda e qualquer ação é uma forma de empreender, somos um ambiente de inovação e tecnologia, apoiamos e identificamos o que é inovador por trás das ideias, por trás das formas de colocar o produto no mercado de trabalho”, diz Dornelles.

A ITEC já apoiou eventos de empreendedorismo como a Semana Global de Empreendedorismo, o Congresso Software. Este ano teve a entrada do curso de psicologia dentro da Incubadora como apoiador, criou-se um ambiente de psicologia organizacional, com estagiários do curso.

Como funciona

A Incubadora conta com ambientes colaborativos, de fluxo de ideias. Se identifica o possível produto ou a ideia, analisa de que forma o Centro Universitário pode contribuir e interagir com o empreendedor. Após perceber a inovação e formalizar o produto,a ITEC passa a apoiar e dar todo o suporte à equipe. “Passamos informações jurídicas, tributárias e administrativas. Ficamos como co-responsável por essas áreas, para que o empreendedor dê toda atenção ao seu projeto”, explica.

As empresas residentes que já saíram da incubação, podem se manter dentro da estrutura, pois tem ligação direta com cursos de graduação e de pesquisa dentro do Centro Universitário, para  a atualização de seus produtos. A Polvo Louco é uma dessas residentes.

Os negócios empreendedores podem ficar incubados até 2 anos na ITEC. Hoje, a Incubadora já apoiou quatro empresas graduadas, que saíram para outras estruturas e para o mercado. Nos últimos três, 11 projetos inovadores adentraram na ITEC.

(foto: Juliano Dutra/Laboratório de Fotografia e Memória)
(foto: Juliano Dutra/Laboratório de Fotografia e Memória)

A Reitora Irmã Irani Rupollo considera um momento forte e propício para a criação de inovações. “Acreditamos que quando se estuda e se tem conhecimento, ele tem de ser colocado em prática, e com vocês (os alunos e egressos) está acontecendo, através da interação”, destaca a Reitora. A Irmã afirma que o estudo sempre deve continuar, e essa é a diferença da ITEC estar em um ambiente universitário, onde o conhecimento é a base. Ela também atentou para o sigilo de ideias, para a colaboração entre empreendedores, não estimular a competição e sim o compartilhamento de ideias e o respeito com os projetos alheios.  “Se alguém chegar próximo da ideia do outro, complementem-se com isso, vamos manter esse espírito da não-concorrência, pois a concorrência restringe e não constrói, e a colaboração pode transformar nossa realidade local, nacional, a partir do sucesso das ideias de vocês”, diz.

A Incubadora movimentou, no ano de 2015, 0,7 milhões na economia, a partir da captação de recursos, retorno e incentivos das empresas. A empresa Plátano, mais antiga no ambiente incubador, iniciou em 2012. Victor Bolzan, criador da Plátano, diz que conseguiram se ” estabelecer como empresa residente nesses quatro anos. E percebemos o potencial dos estudantes, dos cursos, de contratar estagiários, pois aprendemos com eles também. Também é importante termos uma cultura de educação empreendedora, para crescermos cada vez mais”.

Os negócios incubados hoje na ITEC são: Tec Synthesis, Fisalis, GCB Drone, Enterprise Produtora, Cube 3D, Polvo Louco, Depósito, Esporte Sul, Mercateria, Enovative, Joalheria Artesanal, Veste Assim, Plátano, Café Inteligência.