Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Projeto cultural Maria Cult lança financiamento coletivo

Santa Maria, além de ser conhecida como o “coração” do estado do Rio grande do Sul por sua localização geográfica, também é reconhecida por seus muitos artistas talentosos. Pensando nisso, dois jornalistas e ex-alunos do Curso de Jornalismo da Universidade Franciscana (UFN), Deivid Pazatto e Paola Saldanha, criaram um projeto para apoiar os artistas da cidade, chamado Maria Cult. 

A Maria Cult é um projeto jornalístico independente, focando na produção de conteúdo cultural da cidade de Santa Maria. “Foi apresentada, oficialmente, no dia oito de janeiro de 2020, quando criamos perfis nas redes sociais e realizamos a primeira publicação, mas já conversávamos sobre o desenvolvimento ainda na faculdade.”, contam os jornalistas. David Pazatto atua como repórter e social media no projeto e Paola Saldanha desempenha as funções de editora e repórter.  

Santa Maria, por ser uma cidade universitária recebe pessoas de diversos lugares, com diferentes histórias, costumes e também talentos. “Não víamos iniciativas que dessem espaço a essas diferentes manifestações. A partir dessa percepção do cenário de produção voltado ao jornalismo cultural, a Maria Cult busca trabalhar com foco na diversidade de conteúdos e linguagens, na coletividade, no protagonismo de múltiplas vozes, na valorização da cena santamariense.”, relatam os fundadores do projeto. 

A Maria Cult possui em seu Instagram @mariacult o foco nessa valorização da diversidade de vozes de Santa Maria, com mais de 1900 seguidores e 520 publicações. O balanço de 2020, apesar da pandemia, foi muito positivo, com aproximadamente 450 atividades culturais, contando com shows, espetáculos, exposições, lançamentos musicais e lives. Os jornalistas Deivid e Paola ressaltam também a importância de conhecer e estabelecer vínculos com artistas, produtores, grupos e pessoas que compartilham do mesmo pensamento, a essência da cultura na nossa sociedade. 

Com o crescimento e a repercussão positiva do projeto, a Maria Cult decidiu dar passos à frente na sua caminhada e nos seus objetivos, com o propósito de atingir mais pessoas e lugares e produzir com mais qualidade seus conteúdos. “Participamos do processo seletivo para o Ambiente de Inovação da Universidade Franciscana (ITEC/UFN) e passamos. Desde o final de abril, estamos instalados no prédio 8 da UFN e integramos o Ambiente Colaborativo da ITEC.”, comentam os jornalistas. Para eles esse espaço será de extrema importância, pois irá auxiliar no desenvolvimento da proposta, por meio das trocas com outros projetos e mentorias, também presentes na Universidade. 

Nesse mês de maio, a Maria Cult lançou uma campanha de financiamento coletivo, com o objetivo da criação de site próprio, além de melhorar a qualidade do conteúdo e desenvolver novas produções. A campanha de financiamento está na plataforma Apoia.se e a partir de R$5,00 as contribuições podem ser feitas. “Os participantes, além de colaborar com nosso trabalho de divulgação e valorização da criação independente, diversa, acessível e popular, ainda recebem recompensas – de acordo com o valor investido.”, comentam Deivid e Paola. Entre as recompensas estão um agradecimento no site do projeto, recebimento das notícias no Email ou WhatsApp, alguns conteúdos exclusivos, participação nas reuniões para sugestão de conteúdo, obra ou produto de um artista locas, entre outras. 

Pra apoiar basta clicar aqui. 

 

 

 

 

 

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Santa Maria, além de ser conhecida como o “coração” do estado do Rio grande do Sul por sua localização geográfica, também é reconhecida por seus muitos artistas talentosos. Pensando nisso, dois jornalistas e ex-alunos do Curso de Jornalismo da Universidade Franciscana (UFN), Deivid Pazatto e Paola Saldanha, criaram um projeto para apoiar os artistas da cidade, chamado Maria Cult. 

A Maria Cult é um projeto jornalístico independente, focando na produção de conteúdo cultural da cidade de Santa Maria. “Foi apresentada, oficialmente, no dia oito de janeiro de 2020, quando criamos perfis nas redes sociais e realizamos a primeira publicação, mas já conversávamos sobre o desenvolvimento ainda na faculdade.”, contam os jornalistas. David Pazatto atua como repórter e social media no projeto e Paola Saldanha desempenha as funções de editora e repórter.  

Santa Maria, por ser uma cidade universitária recebe pessoas de diversos lugares, com diferentes histórias, costumes e também talentos. “Não víamos iniciativas que dessem espaço a essas diferentes manifestações. A partir dessa percepção do cenário de produção voltado ao jornalismo cultural, a Maria Cult busca trabalhar com foco na diversidade de conteúdos e linguagens, na coletividade, no protagonismo de múltiplas vozes, na valorização da cena santamariense.”, relatam os fundadores do projeto. 

A Maria Cult possui em seu Instagram @mariacult o foco nessa valorização da diversidade de vozes de Santa Maria, com mais de 1900 seguidores e 520 publicações. O balanço de 2020, apesar da pandemia, foi muito positivo, com aproximadamente 450 atividades culturais, contando com shows, espetáculos, exposições, lançamentos musicais e lives. Os jornalistas Deivid e Paola ressaltam também a importância de conhecer e estabelecer vínculos com artistas, produtores, grupos e pessoas que compartilham do mesmo pensamento, a essência da cultura na nossa sociedade. 

Com o crescimento e a repercussão positiva do projeto, a Maria Cult decidiu dar passos à frente na sua caminhada e nos seus objetivos, com o propósito de atingir mais pessoas e lugares e produzir com mais qualidade seus conteúdos. “Participamos do processo seletivo para o Ambiente de Inovação da Universidade Franciscana (ITEC/UFN) e passamos. Desde o final de abril, estamos instalados no prédio 8 da UFN e integramos o Ambiente Colaborativo da ITEC.”, comentam os jornalistas. Para eles esse espaço será de extrema importância, pois irá auxiliar no desenvolvimento da proposta, por meio das trocas com outros projetos e mentorias, também presentes na Universidade. 

Nesse mês de maio, a Maria Cult lançou uma campanha de financiamento coletivo, com o objetivo da criação de site próprio, além de melhorar a qualidade do conteúdo e desenvolver novas produções. A campanha de financiamento está na plataforma Apoia.se e a partir de R$5,00 as contribuições podem ser feitas. “Os participantes, além de colaborar com nosso trabalho de divulgação e valorização da criação independente, diversa, acessível e popular, ainda recebem recompensas – de acordo com o valor investido.”, comentam Deivid e Paola. Entre as recompensas estão um agradecimento no site do projeto, recebimento das notícias no Email ou WhatsApp, alguns conteúdos exclusivos, participação nas reuniões para sugestão de conteúdo, obra ou produto de um artista locas, entre outras. 

Pra apoiar basta clicar aqui.