Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

UFN realiza a 2º Mostra de Extensão

Nesta quarta-feira, ocorreu a 2ª Mostra da Extensão, um projeto com o objetivo compartilhar a produção extensionista dos cursos de graduação da UFN com a comunidade de Santa Maria – RS. Diversos cursos apresentaram seus projetos durante o dia.

Pela manhã, houve a abertura do evento com a presença do prefeito municipal, Jorge Pozzobom (PSDB), do vice-prefeito Rodrigo Décimo (PSDB), da reitora Iraní Rupolo e do palestrante Adriano José Hertzog Vieira. O último falou sobre o ensino de qualidade e enfatizou que “não é por ser algo novo, que é bom. Pode ser um perigo. A qualidade está associada a uma ideia de algo como novo. […]. Quando se pensa em qualidade, o critério fundamental é a formação do ser humano.”

Adriano Hertzog, à dir., discorreu sobre a temática “Territórios do Currículo”. Foto: Nelson Bofill/LABFEM

Ainda pela manhã, o professor e coordenador do curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Franciscana (UFN), Adriano Falcão, comentou sobre o impacto da extensão universitária na sociedade:
“A extensão tem um serviço de inserção, de fazer com que a sociedade se auxilie, tente se gerenciar, ou seja, a universidade ir até estas comunidades e tentar auxiliar, fazer com que essas comunidades cresçam conjuntamente.”

Pra finalizar, ele esclarece como as atividades extensionistas beneficiam a comunidade acadêmica:
“A extensão serve para trazer para perto do aluno a realidade que é tão distante do estudante, […]. Começa se defrontar e enfrentar estas diferentes realidades. Entendendo de que forma pode auxiliar essas comunidades fragilizadas socialmente”.

Adriano Falcão explanou sobre o mapeamento das atividades extensionistas da instituição. Foto: Nelson Bofill/LABFEM

À tarde, entre os diversos projetos apresentados, as alunas do curso de direito da UFN apresentaram a proposta “Direito Constitucional Aplicado, Gestão de Pessoas e Processos”. Manuela Silveira e Géssica Piecha, acadêmicas do 7º semestre, comentaram que o programa é voltado para a escola Érico Veríssimo, para os alunos aprenderem, de forma básica, através de marca páginas, como funcionam os direitos das pessoas quando o tema é família, e de alguma forma, ensinarem seus responsáveis também.

A Mostra da Extensão ocorre uma vez por ano na instituição, em que a comunidade acadêmica pode conhecer as atividades desenvolvidas na Universidade Franciscana.

Colaboração: Tiago Miranda

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adicione o texto do seu título aqui

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

Nesta quarta-feira, ocorreu a 2ª Mostra da Extensão, um projeto com o objetivo compartilhar a produção extensionista dos cursos de graduação da UFN com a comunidade de Santa Maria – RS. Diversos cursos apresentaram seus projetos durante o dia.

Pela manhã, houve a abertura do evento com a presença do prefeito municipal, Jorge Pozzobom (PSDB), do vice-prefeito Rodrigo Décimo (PSDB), da reitora Iraní Rupolo e do palestrante Adriano José Hertzog Vieira. O último falou sobre o ensino de qualidade e enfatizou que “não é por ser algo novo, que é bom. Pode ser um perigo. A qualidade está associada a uma ideia de algo como novo. […]. Quando se pensa em qualidade, o critério fundamental é a formação do ser humano.”

Adriano Hertzog, à dir., discorreu sobre a temática “Territórios do Currículo”. Foto: Nelson Bofill/LABFEM

Ainda pela manhã, o professor e coordenador do curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Franciscana (UFN), Adriano Falcão, comentou sobre o impacto da extensão universitária na sociedade:
“A extensão tem um serviço de inserção, de fazer com que a sociedade se auxilie, tente se gerenciar, ou seja, a universidade ir até estas comunidades e tentar auxiliar, fazer com que essas comunidades cresçam conjuntamente.”

Pra finalizar, ele esclarece como as atividades extensionistas beneficiam a comunidade acadêmica:
“A extensão serve para trazer para perto do aluno a realidade que é tão distante do estudante, […]. Começa se defrontar e enfrentar estas diferentes realidades. Entendendo de que forma pode auxiliar essas comunidades fragilizadas socialmente”.

Adriano Falcão explanou sobre o mapeamento das atividades extensionistas da instituição. Foto: Nelson Bofill/LABFEM

À tarde, entre os diversos projetos apresentados, as alunas do curso de direito da UFN apresentaram a proposta “Direito Constitucional Aplicado, Gestão de Pessoas e Processos”. Manuela Silveira e Géssica Piecha, acadêmicas do 7º semestre, comentaram que o programa é voltado para a escola Érico Veríssimo, para os alunos aprenderem, de forma básica, através de marca páginas, como funcionam os direitos das pessoas quando o tema é família, e de alguma forma, ensinarem seus responsáveis também.

A Mostra da Extensão ocorre uma vez por ano na instituição, em que a comunidade acadêmica pode conhecer as atividades desenvolvidas na Universidade Franciscana.

Colaboração: Tiago Miranda