Mudança de temperatura é assunto nas ruas


Por Victoria Papalia

 

Dia lindo de primavera em Santa Maria. Foto: Gabriel Haesbaert

O dia começou bonito e fresquinho em Santa Maria. A temperatura chegou aos 13ºC na manhã desta segunda-feira, 4 de novembro, e à tarde, atingiu os 25ºC. Em outubro, os santa-marienses já haviam se despedido do inverno ao notar altas temperaturas registradas nos termômetros da cidade, mas o clima instável da primavera os fez puxar novamente casacos e mangas compridas para fora do guarda-roupa.

O clima fresco que fez hoje pela manhã, na verdade, foi uma frente fria que passou pela região e avança para o litoral dos estados do Paraná e de São Paulo, e irá provocar pancadas de chuva nessas regiões.

Opiniões diferentes sobre o clima

A estudante Ana Paula y Castro, de 18 anos, não está satisfeita com a estação. “Não estou gostando das mudanças repentinas de temperatura. A gente não consegue organizar o guarda-roupa conforme o clima da primavera. É chuvoso e frio de manhã, e quente à tarde. Ficamos no efeito “cebola”, “se descascando” durante o dia”, desabafa.

Já a secretária Carla Silveira, 22 anos, e a estudante Michelli Taborda, 19 anos, estão contentes com o clima. “Gosto do clima friozinho, mas acredito que o calor já esteja chegando. Ainda bem que têm pancadas de chuvas que diminuem, por instantes, o mormaço”, declarou Carla, sobre as intempéries da primavera. Michelli comentou que a temperatura dessa segunda-feira poderia permanecer durante o restante do verão, pois considera desgastante o calor da próxima estação.

Boca do Monte está colorida na estação das flores. Foto: Victória Papalia

Para o taxista Derli Fernandes Silva, de 57 anos, o clima está diferente do que era há 20 anos. “As estações mudaram muito. Está tudo desregulado. Não há mais primavera e nem outono. As estações se misturaram. Nem o verãozinho de maio nós temos mais. E acredito que a crise de temperatura só vá aumentar”, afirmou.

Previsão para os próximos meses

Segundo o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC), as temperaturas aumentam gradativamente na Região Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil. As máximas poderão atingir valores muito elevados em função da forte radiação solar e da maior frequência de dias com céu claro. Contudo, ainda podem ocorrer incursões de massas de ar frio intensas, o que causa as mudanças drásticas no clima.

A previsão para os meses de novembro, dezembro e janeiro é em torno da normal climatológica. Haverá maior probabilidade de chuva na categoria abaixo da faixa normal no oeste da Região e acima da normal numa faixa entre o leste de Santa Catarina e o nordeste do Rio Grande do Sul.

Fontes: CPTEC; ClicRBS; Climatempo.

Fonte: Último segundo iG.

Deixe um comentário

Adicione o seu comentário abaixo, ou trackback de seu próprio site. Você também pode acompanhar estes comentários (assinar) via RSS.

Seu e-mail nunca será divulgado, nem compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com *