Santa Maria pode ser referência no cultivo de plantas condimentares


Por Bruna Germani

 

Emater apresentando as propostas ao prefeito. Foto: João Vilnei

Emater apresentando as propostas ao prefeito. Foto: João Vilnei

Uma pesquisa de campo realizada em Santa Maria, verificou a necessidade do cultivo de condimentos. Foi constatado que todo o condimento que é comercializado vem de fora da cidade e até mesmo do exterior. A partir disso, a Emater junto com a Secretaria de Município de Desenvolvimento Rural (SDR), está desenvolvendo o Projeto Agroindústria de Plantas Condimentares.

Na manhã de segunda-feira, 8 de setembro, o prefeito Cezar Schirmer recebeu uma cópia do projeto.  Os técnicos da Emater explicaram ao prefeito que o orégano será o condimento dominante. É de fácil cultivo, tem produção o ano inteiro e não tem plantações para fins comerciais. Segundo a Emater, todo o tempero que é consumido, atualmente, é importado do Chile. Além do orégano, a pimenta, o manjericão, alecrim, canela doce, cravo da índia, louro e entre outros, também são cultivados.

O secretário de Desenvolvimento Rural explica que o Governo Federal fornece as mudas e equipamentos para a produção dos condimentos e o município entra com a assistência técnica. De acordo com Menna Barreto, a prefeitura está tentando viabilizar um espaço físico para a instalação da agroindústria.

A técnica da Emater, Marilene Moraes, acrescenta que os produtores vão receber orientações sobre associativismo e uso correto dos equipamentos, além de capacitação sobre toda a cadeia produtiva. “Em três meses já temos produtos para vender”, anuncia Marilene.

Fonte: Vera Jacques, assessoria de imprensa da prefeitura de Santa Maria

Deixe um comentário

Adicione o seu comentário abaixo, ou trackback de seu próprio site. Você também pode acompanhar estes comentários (assinar) via RSS.

Seu e-mail nunca será divulgado, nem compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com *