Sustentabilidade discutida nesta sexta-feira no XVIII SEPE


Por Pedro Correa

 

Professor Afranio Righes mostrando imagens na palestra. Foto. Carolina Busatto Teixeira. Laboratório de fotografia e memória

Professor Afranio Righes mostrando imagens na palestra. Foto. Carolina Busatto Teixeira. Laboratório de fotografia e memória

Sustentabilidade foi pauta da palestra que ocorreu hoje,03, no prédio 11, conjunto II do Centro Universitário Franciscano. A palestra ministrada pelo professor do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária da UNIFRA, Afranio Almir Righes, discorreu sobre “Ciência e integração pela vida. Sociedade, meio ambiente e desenvolvimento sustentável” e  abordou várias questões a respeito da qualidade de vida do ser humano e as medidas para que possamos continuar o crescimento e desenvolvimento com sustentabilidade e responsabilidade ambiental.

Afranio Righes que é PHD em Solos e  Água pela  Iowa State University of Science and Technology, começou a palestra contextualizando os alunos sobre as questões ambientais e o modo como o homem vem destruindo o planeta desde o começo da existência humana, na pré-história. “A espécie humana vem modificando o ambiente em que vive desde da sua existência, quando o homem ainda habitava cavernas, por mais que tenhamos evoluídos o planeta é o mesmo e precisamos cuidá-lo e preservá-lo”, disse o professor.

Almir apresentou algumas maneiras de usar os recursos que temos hoje sem esgotar nossas fontes, e deu exemplo de como reutilizar e reciclar. “O sistema sustentável é fechado; é preciso o uso racional da energia e da matéria. Reciclagem, reutilização e compostagem”, relatou o professor, que mostrou dados sobre a situação atual da água potável no planeta.

Afranio alertou sobre o quanto vem aumentando a temperatura média no planeta. Segundo o professor, em 1941 a temperatura média da terra era 14,1ºC, nos anos 1980 passou para 14,18ºC e, atualmente, 2014 é 15ºC. E disse que a cada 1ºC a mais na temperatura média da terra, reduz 10% a produção de arroz e trigo. Righes disse que esse aumento das temperaturas se dá pelo fato de que as pessoas passam dos limites e não pensam nos reflexos que isso pode causar, “As pessoas não tem limites, acham que tudo pode”, afirma o professor.

Ao finalizar a palestra, o professor fez a plateia pensar mais a respeito a respeito das questões ambientais quando disse: “Educação é o comportamento do ser humano quando ninguém vê. E se cada um fizer a sua parte, por menor que seja, no final se consegue grandes resultados”.

Deixe um comentário

Adicione o seu comentário abaixo, ou trackback de seu próprio site. Você também pode acompanhar estes comentários (assinar) via RSS.

Seu e-mail nunca será divulgado, nem compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com *