TV Unifra exibe debate entre candidatos a prefeito nesta quarta


Por Amanda Souza

 

(foto: Maria Luísa Viana/Laboratório de Fotografia e Memória)

Os candidatos e vice-candidata à prefeitura de Santa Maria (foto: Maria Luísa Viana/Laboratório de Fotografia e Memória)

Nesta noite no Centro Universitário Franciscano, a TV Unifra, em parceria com o curso de Jornalismo, realizou o debate político entre os oito candidatos à Prefeitura Municipal de Santa Maria.

O debate contou com quatro blocos, o primeiro com perguntas entre os candidatos, o segundo com perguntas dos estudantes da cadeira de Telejornalismo ll, e o terceiro com perguntas entre os candidatos novamente. O quarto bloco finalizou o debate com as considerações de cada político.  Gravado, o debate vai ao nesta quarta-feira, às 22h, no Canal 15 da Net.

A partir da meia-noite, estará  disponível no canal do youtube.com/unifraonline

Em clima de cordialidade, o debate mostrou muitas convergências e poucos confrontos entre os candidatos. Alguns temas, como saúde, segurança, espaços públicos e educação foram os mais debatidos. Jorge Pozzobon (PSDB) abriu a discussão com Jader Maretoli (SD), afirmando que o Estado Federal não faz os devidos repasses de verbas à saúde pública, e que é preciso fazer melhoria na gestão, rever prioridades. Para Fabiano Pereira (PSB), parcerias com as universidades de Santa Maria, contratar estagiários dos últimos semestres dos cursos da saúde é uma forma de manter os postos de saúde mais equipados e conseguir mantê-los abertos durante a noite. Já para o candidato Jader, a saída é abrir novas vagas efetivas para médicos, assim, para custear os gastos da saúde, a gestão reduziria os cargos de confianças e a verba política. O candidato também defende a implementação de Planos de Saúde, e como eles podem ser melhorados para chegar até quem precisa, como é o caso dos professores do município.

Além disso, a questão da mobilidade urbana e o Plano de Revitalização foram assuntos pautados pelos candidatos Jader e Werner Rempel (PPL). Para Werner, é preciso rever a lógica de se usar o automóvel enquanto poderia se usar o transporte coletivo, pois a cidade não tem estrutura para tantos carros nas ruas, e a melhoria dos ônibus seria a solução.  A vice-prefeita, Helen Cabral, falou em nome do candidato Valdeci Oliveira (PT), que não pôde estar no debate. Ela afirma que é preciso investir no empresariado da cidade, para chamar atenção de jovens que queiram abrir seu próprio negócio e manter as empresas em Santa Maria. Já o candidato Alcir Martins (PSOL) acredita que é necessário atender aos interesses das comunidades mais carentes, e não se deter aos interesses dos empresários. A gestão do PSOL pretende denunciar o ajuste fiscal, implementar justiça tributária, onde quem ganha mais deve pagar mais imposto, e quem ganha pouco deve pagar menos, correspondendo com sua renda. Assim é possível fazer uma redistribuição de renda e garantir políticas públicas. Questão também apontada por Paulo Weller (PSTU), que se disse contra os governos elitistas que estão querendo tomar a Prefeitura, sua gestão pretende acabar com a especulação imobiliária e financeira sobre os espaços públicos, que devem ser ocupados por todos livremente. Para Weller, a prefeitura deve ser gerida pelo povo. Ele e Alcir são contra a privatização de serviços públicos.

O professor de jornalismo Maicon Kroth mediou o debate (foto: Maria Luísa Viana/Laboratório de Fotografia e Memória)

O professor de jornalismo Maicon Kroth mediou o debate (foto: Maria Luísa Viana/Laboratório de Fotografia e Memória)

A revitalização dos parques, como o Parque Itaimbé, foi proposta pelos candidatos. Helen afirmou que a gestão do PT será voltada para a revitalização dos locais de lazer, como o CDL e o Itaimbé. E para isto a candidata atentou para a iluminação pública. Ideia também proposta por Alcir, que disse promover espaços públicos nas periferias, para a disseminação da cultura a fim de reduzir a criminalidade. Nessa mesma linha, Jader afirma que fará parcerias com a Brigada Militar e Guarda Municipal, criando centrais de monitoramento para garantir a segurança dos cidadãos. Pozzobon e Helen também pensam em uma gestão voltada para a Brigada Militar, o candidato do PSDB, inclusive, propões fazer um ”cercamento” na cidade, onde instalará cercas eletrônicas nas seis entradas de Santa Maria e irá registrar os ladrões que adentrarem. O candidato afirma que a cerca custará 600 mil reais.
Em contrapartida, Weller não acredita em um Estado livre de direito, onde se coloque a Guarda Municipal nas ruas para oprimir cidadãos, e sim em policiamento mais humano com a sociedade. Para ele, a questão da segurança pode ser resolvida também com iluminação pública, revalorização dos parques de todos os bairros, redução da pobreza com redistribuição de renda, IPTU progressivo, e geração de empregos.

No terceiro bloco, alunos da cadeira de Telejornalismo ll enviaram perguntas aos candidatos. A valorização dos espaços públicos e das ruas foram pertinentes, questão vista como importante para Marcelo Bisogno (PDT). Fabiano Pereira afirma que irá implementar o programa Rua Nova, para recuperar as ruas precárias de Santa Maria, bem como saneamento básico e para isso irá utilizar recursos disponibilizados pela CORSAN. Ainda para saneamento básico e tratamento de esgoto, Paulo pretende criar uma empresa pública com licitação para a coleta de lixo, reaproveitamento de água, e valorizar os trabalhadores que fazem o serviço de catar e reciclar o lixo. A infraestrutura das ruas e dos bairros também podem ser melhorada a partir de investimentos e da descentralização do espaço central da cidade, segundo o candidato do PSOL, Alcir. Para a educação, foram feitas propostas de melhorias do piso salarial dos professores e nas estruturas. Jader Maretoli pretende implantar o turno integral em Escolas, com projetos em universidades e planos de saúde para professores.

O último bloco encerrou com os candidatos e suas considerações finais acerca do debate. E com uma denúncia dos candidatos Alcir Martins, Paulo Weller e Marcelo Bisogno que não foram convidados para o debate eleitoral do grupo RBS. Weller acredita que essa atitude seja falta de democracia no debate público. Alcir disse que não há democracia onde não se tem diversidade política.

Deixe um comentário

Adicione o seu comentário abaixo, ou trackback de seu próprio site. Você também pode acompanhar estes comentários (assinar) via RSS.

Seu e-mail nunca será divulgado, nem compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com *