Um novo cenário no Centro Universitário Franciscano


Por Felipe Do Canto

 

Uso de material reciclado amplia a área de convívio da Unifra. Foto: Andressa Rodrigues. Labfem

O Centro Universitário Franciscano iniciou o segundo semestre com uma inovação. Efetuou a compra de 60 cadeiras feitas de pneus usados. A ideia de incorporar o material reciclado ao ambiente universitário surgiu durante uma visita da reitora, Irmã Irani Rupolo, em uma das escolas franciscanas sediadas em Brasília. A percepção da reutilização do material que normalmente vai para descarte, e o conforto que as cadeiras oferecem, levou à decisão institucional de adquirir um lote destes materiais para os espaços de convivência da Unifra.  Eles foram adquiridos diretamente em Brasília- DF, da fábrica Artpneus, onde atua o artesão responsável pela obra é Natal Silvestre, também dono da fábrica.

Segundo Carlos Robalo, responsável pelo setor de patrimônio da UNIFRA, estão para chegar mais 40 bancos de pneus reutilizados,também a serem redistribuídos pelos conjuntos da instituição. ‘’ Às vezes, empurrar os bancos para acomodar em outro lugar é necessário. Um banco de concreto pode estragar facilmente, já um banco feito de borracha é mais resistente e pode durar muito tempo. No conjunto I são 15 bancos, já no conjunto II são 10 e no conjunto III são 35 bancos de pneus. Tudo que é ação de comprar é em prol dos alunos da instituição”, diz Carlos Robalo.

Cadeiras são produzidas a partir de pneus descartados.

O conforto das cadeiras é indiscutível. Há um consenso entre os estudantes de que são melhores do que os bancos de concreto, além de permitir reunir um maior número de pessoas.

A aluna Fabielle Dornelles, 23, do curso de jornalismo, também aprovou o novo visual que os bancos de pneus proporcionaram no pátio. ‘’ Às vezes eu chego cansada do estágio, e fico sentada aqui até começar a aula. É bem mais confortável que um banco de concreto, mas fico pensando como vai ser no verão, se a tinta não vai descolar ou a borracha esquentar demais e acabar machucando alguém.’’

Deixe um comentário

Adicione o seu comentário abaixo, ou trackback de seu próprio site. Você também pode acompanhar estes comentários (assinar) via RSS.

Seu e-mail nunca será divulgado, nem compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com *