A fé ainda prevalece


Por Matheus Jardim

 

Milhares de devotos participaram, neste domingo (11), de uma das principais celebrações religiosas do Rio Grande do Sul a Romaria de Nossa Senhora Medianeira, em Santa Maria. Os fiéis saíram da Catedral Metropolitana e percorreram cerca de três quilômetros até o Santuário da Medianeira. Nas mãos dos devotos, flores, terços, velas e imagens de Nossa Senhora da Medianeira.

Mesmo de cadeira de rodas, o agricultor Edson Luis Rossi, 55 anos, participa de todas as romarias. Ele virou devoto da Mãe Medianeira depois de sofrer um acidente: “Venho todos os anos e hoje vim agradecer por estar vivo”, confessou Rossi.

Durante o trajeto da procissão e na missa celebrada em frente ao Altar Monumento no domingo, foram muitos os pedidos e os agradecimentos feitos à Mãe Medianeira.“As pessoas vem para Romaria em busca de fé, suporte espiritual e esperança para suas vidas. O mundo necessita de compaixão e boas intenções. A minha expectativa é que tenhamos muita paz”, disse Sirlei Barcelos, aposentada, 62 anos.

A romaria atraiu também pessoas de outras cidades. Eliane Bastos, 35 anos, moradora de Porto Alegre veio pela primeira vez na procissão. “Acredito que, assim como eu, a maioria dos romeiros vem em busca de fortalecer a fé e esperança de um mundo melhor”, comentou.

Já por outro lado, há inúmeros fiéis da cidade. Levam ao pé da letra a palavra “fidelidade”, pois não perdem uma romaria. Rosa Maria Fogaça, 52 anos, bancária aposentada comenta: “Venho desde criança. Todos os anos, as pessoas vêm em busca da renovação da fé devido às dificuldades que cada um passa. Eu noto que cada ano cresce o número de romeiros”.

Deixe um comentário

Adicione o seu comentário abaixo, ou trackback de seu próprio site. Você também pode acompanhar estes comentários (assinar) via RSS.

Seu e-mail nunca será divulgado, nem compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com *