Primeiro dia do Internacional Week acontece nesta segunda-feira


Por Flora Quinhones

 

Estudantes que vivenciaram Portugal em painel mediado pelo professor Rodrigo Jappe. Foto: Aline Gonçalves/LABFEM

A mobilidade acadêmica como forma de intervenção cultural. Iniciou nesta segunda-feira, 19, o Iº Internacional Week do Centro Universitário Franciscano. O evento acontece até o dia 23 de março, no conjunto I da instituição, localizado na rua dos Andradas. E tem como principal objetivo, promover palestras e debates sobre os intercâmbios estudantis fora do país.

Em seu primeiro dia, foram realizadas três palestras, ministrados por alunos e professores egressos da instituição. Nelas, foram tratados assuntos como estadia, dificuldades enfrentadas e qualidade de ensino no exterior. Além disso, os palestrantes trouxeram imagens dos locais visitados e tiraram dúvidas da plateia.

O primeiro debate aconteceu pela manhã, sendo ministrada por intercambistas que estudaram nos Estados Unidos. O enfermeiro Leonardo Guerra, a residente Vanessa Hennig,  e os professores Letícia Bento, Alexandre Swarowsky e Germano Possani, mediada pela Professora Carla Ferreira

À tarde, o tema foi Canadá e contou com as professoras Naiana dos Santos, Bruna Maraschin, a Mestre Gomes e a mestranda Bianca Bianchini, mediada pela Professora Juliana Colomé.

A última palestra da noite tratou sobre Portugal  e teve como participantes da conversa os alunos Pablo Cardoso, Thomaz Delgado, Brenda de Lima, Marco Echevesttre, Giovana  Mezadri, Luis Pereira e Thaine da Silva, sendo mediada pelo professor Rodrigo Jappe.

A professora Naiana dos Santos considera que a principal contribuição trazida dos estudos no exterior são nos laboratórios de simulação realístico, principalmente no curso de enfermagem e em projetos de pesquisa. Além disso, ela acredita que o evento contribui para que os alunos se motivem a realizar intercâmbio.

Já o aluno Thomaz Delgado que realizou intercâmbio durante 6 meses, acredita que a mobilidade acadêmica é um ganho tanto para o aluno quanto para a instituição, pois a experiência  trouxe acesso a áreas do seu interesse, assim, acrescentando a sua bagagem de conhecimento acadêmico.

A aluna do 7º semestre do curso de Enfermagem, Gabriela Moraes de 22 anos, também já realizou intercâmbio e estava na platéia. Ela conta que não teve um evento como este quando quando foi estudar fora do país e considera que o Week Internacional deveria acontecer semestralmente ou anualmente, uma vez que são esclarecidas muitas dúvidas sobre o processo de intercâmbio, as quais ajudam o aluno a se preparar para a viagem.

Deixe um comentário

Adicione o seu comentário abaixo, ou trackback de seu próprio site. Você também pode acompanhar estes comentários (assinar) via RSS.

Seu e-mail nunca será divulgado, nem compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com *