Coletivo é lançado em defesa do patrimônio histórico da cidade


Por Agência CentralSul de Notícias

 

Marcado para a  próxima sexta, 24, às 19h, na sede da TV OVO, o lançamento oficial  do coletivo Memória Ativa. O movimento iniciou em agosto do ano passado em decorrência das alterações do Plano Diretor e do decreto de tombamento provisório de 135 prédios históricos de Santa Maria.

No dia 4 de agosto foi lido na praça Saldanha Marinho o Manifesto em Defesa do Patrimônio Cultural da cidade com os objetivos principais de dar apoio ao Conselho Municipal do Patrimônio Histórico e Cultural de Santa Maria – COMPHIC, defesa da lista dos prédios tombados provisoriamente e pela imediata discussão, apresentação e propostas de lei de proteção do patrimônio material e imaterial da cidade.

Palacete Batista Seroni. Foto: Melina Guterres/Rede Sina

O grupo já promoveu atos como o abraço simbólico ao palacete Batista Seroni (exemplo de prédio de valor de patrimônio preservado), reuniões com reitores da UFN e UFSM e diretor da ULBRA-SM, audiência com a Comissão Especial de Patrimônio da Câmara de Vereadores, entrega ao gabinete da Casa Civil de contribuições e propostas à minuta da Lei do Patrimônio, a vinda do professor e arquiteto Paulo Edi Martins (UFRGS) para ministrar aula inaugural dos cursos de pós-graduação de Arquitetura, Patrimônio e História da UFSM, assim como passeio orientado pelo acervo Art Déco da Av. Rio Branco. Tal passeio se repetiu durante a recente Feira do Livro, orientado por profissionais de arquitetura.

Dentre os prédios a terem proteção especial estão os localizados na Avenida Rio Branco que representam o segundo maior acervo em Art Déco em via continua no mundo.  No evento, haverá o lançamento da marca do coletivo realizada pela agência Latino América Comunicações de forma colaborativa. O grupo planeja diversas ações para sensibilizar a população de Santa Maria no sentido de preservar o patrimônio como forma de desenvolver a identidade, sentimento de pertença e aumentar a auto-estima cidadã.

Por Melina Guterres, Rede Sina.

Sobre o autor:

Agência CentralSul de Notícias

Deixe um comentário

Adicione o seu comentário abaixo, ou trackback de seu próprio site. Você também pode acompanhar estes comentários (assinar) via RSS.

Seu e-mail nunca será divulgado, nem compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com *