Gravações do curta-metragem “A Visita” iniciaram na última sexta-feira


Por Emanuely Guterres

 

Produção do cenário de “A Visita”. Foto: Denzel Valiente/LABFEM

Na última sexta-feira, 18, os alunos da disciplina de Cinema II da Universidade Franciscana deram início às gravações do curta-metragem “A Visita”.  O curta integra a disciplina ministrada pela professora Neli Mombelli,  e proporciona aos alunos a pesquisa e o desenvolvimento de um curta-metragem que é produzido e finalizado durante o semestre.

O grupo é composto por 10 alunos dos cursos de Jornalismo, Jogos Digitais e Design de Moda, e toda a história foi roteirizada e dirigida pelo acadêmico de Jogos Digitais, Pietro Athayde. O desenvolvimento de produção e as gravação das cenas exigiam três dias inteiros para tudo saísse como o idealizado no roteiro e, por conta disso, o grupo se dividiu para que cada um ficasse responsável por uma parte do projeto. Os alunos foram em buscas de uma casa para que as gravações acontecessem, móveis antigos, atrizes, objetos, figurinos, maquiagem e entre outros.

Ensaio das três personagens. Foto: Denzel Valiente/LABFEM

O enredo do curta-metragem “A Visita” se passa nos anos 70 e relata a história de três mulheres bem distintas em questões de crenças e vontades. Conhecidas apenas por a “Velha”, a “Mãe/Mulher” e a “Noiva”, elas possuem uma ligação de sogra e nora. Em decorrência das grandes diferenças, criam uma relação de diversos atritos que voltam à tona por conta da visita que a “Mãe” faz à “Velha”, apresentando a “Noiva” que irá casar com seu filho. O curta-metragem é totalmente retratado pela imagem destas três mulheres, tentando mostrá-las sem o domínio do “homem” na história.

Retoques finais da sala em que as atrizes iriam contracenar. Foto: Denzel Valiente/LABFEM

O diretor conta que a ideia do curta é trazer a problematização das tomadas de decisões que são retratadas pela personagem da “Mãe” que resolve e escolhe tudo para a “Noiva”  sem muita voz, mas que se torna a protagonista no final da história. Ideia de religiosidade, feminismo e todas as questões sociais que estão presentes no nosso país serão abordadas pelo curta. “A história nasceu dessas brigas sociais que não aceitam as outras opiniões, bem como está acontecendo atualmente”, conclui Pietro.

O curta está programado para ficar pronto até o dia 13 de novembro. Aguarde mais informações sobre o lançamento e acompanhe o instagram do curta-metragem.

 

Deixe um comentário

Adicione o seu comentário abaixo, ou trackback de seu próprio site. Você também pode acompanhar estes comentários (assinar) via RSS.

Seu e-mail nunca será divulgado, nem compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com *