UFN tem atividades especiais no Dia Nacional da Consciência Negra


Por Emanuely Guterres

 

Roda de conversa organizada pelo curso de Design de Moda da UFN. Foto: Beatriz Ardenghi/LABFEM

Nesta quarta-feira, 20 de novembro, é comemorado o Dia Nacional da Consciência Negra e, por conta disso, a Universidade Franciscana preparou algumas atividades para debater sobre o tema com os alunos e professores. As atividades tiveram início pela tarde e irão se estender até a noite.

Atividade reuniu alunas e interessadas na estética negra. Foto: Beatriz Ardenghi/LABFEM

Durante a tarde, o Diretório Acadêmico do curso de Design de Moda da instituição promoveu uma roda de conversa que tratou do tema “Criolando: Estética negra e moda afro”. A roda de conversa foi guiada pela designer de moda Flávia Nascimento, que também é criadora da marca Criolando, uma empresa de confecções de peças exclusivas e afro-brasileiras, que trabalha com o movimento negro, a reafirmação pessoal e a descolonização. Embora Criolando trabalhe com a linguagem de estética negra, a empresária conta que atende o público de todas as cores e prioriza a valorização da cultura muito mais do que a estética.

Flávia ministrando a roda de conversa com base nos seus estudos. Foto: Beatriz Ardenghi/LABFEM

A roda de conversa foi composta por discussões e muito conhecimento. Flávia trouxe não só sua trajetória como designer mas também deu uma aula de história sobre as mudanças que ocorreram ao longos dos anos sobre a vestimentas das mulheres negras. Com o apoio de vídeos com depoimentos de pessoas interligadas neste assunto, a designer trouxe a história dos turbantes e das jóias de crioulas, explicando o que elas significam até hoje e seus respectivos valores.

Flávia, proprietária da Criolando. Foto: Beatriz Ardenghi/LABFEM

Flávia terminou o debate com a frase dita por Angela Davis, “Não basta não ser racista, temos que ser antirracista”. Com isso ela encerrou com o pensamento de que não precisamos de consciência humana, o que se precisa é a descolonização das mentes, reconhecimento dos privilégios e o combate às estruturas racistas existentes. A atividade do curso da Moda ainda realizou oficinas de amarras de turbante e confecção de abayomis.

Durante todo o mês de novembro, o curso de Design de Moda estará expondo peças produzidas pela egressa Flávia. A peças estarão expostas na Teciteca, no Hall do Prédio 16, Conjunto III da UFN. A exposição preserva a linguagem estética da cultura afro-brasileira e apresentará roupas de cultura africana, com tecidos de Senegal, além de turbantes, pulseiras e colares.

Painel preparado pelos cursos de Licenciatura da UFN

Painel organizado pelos cursos de Licenciatura da UFN. Foto: Divulgação UFN

Outa atividade programada ocorre às 18h30 no Salão Azul, que fica no Conjunto I. Os cursos de Licenciatura da instituição realizam o painel “O epistemicídio de intelectuais negras e negros na academia”. Essa atividade terá a participação da cientista social e mestranda em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Santa Maria, Andressa Mourão Duarte que irá falar sobre “O apagamento da intelectualidade negra nos cânones acadêmicos”.

O painel dos cursos de Licenciatura, também contará com a presença da professora Marta Regina do Santos Nunes que mediará o bate-papo “De Enedina Alves Shuri: como mulheres negras das Ciências têm sido (não) representadas na história, na academia e no cinema”. E também a professora Louise da Silveira que falará sobre “Por que pesquisar feminilidades negras na universidade? Questão de lugar de fala”. Junto ao Painel, será realizado um momento cultural, com a participação do Grupo Atoque.

RádioWeb UFN

Também voltado para o mês da Consciência Negra, a RádioWeb UFN preparou um programa especial. Para discutir sobre o tema, a Pedagoga e Cientista Social, Maria Rita Py Dutra e o acadêmico de Ciências Sociais e integrante do Movimento Negro de Santa Maria, Gustavo Rocha, marcaram presença na bancada da rádio. Acompanhe a live do programa pela página do facebook.

 

Deixe um comentário

Adicione o seu comentário abaixo, ou trackback de seu próprio site. Você também pode acompanhar estes comentários (assinar) via RSS.

Seu e-mail nunca será divulgado, nem compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com *