Última conferência XXIII SEPE aborda a bioética e os desafios na era pós-moderna


Por Allysson Marafiga

 

Foto; Gabriela Flores

A bioética e os desafios na era pós-moderna foram os temas da última conferência do XXIII Simpósio de Ensino, Pesquisa e Extensão da Universidade Franciscana na manhã desta sexta-feira,04, no salão de atos do conjunto I, apresentado pelo professor e doutor José Eduardo de Siqueira.
Afirmando que a bioética surge para solucionar e resolver conflitos resultantes das interações humanas nas diferentes áreas da ciência, o professor salientou que essas questões morais são primordiais para a ética. “As pessoas que vivem em comunidade tem uma visão predatória em relação aos seus semelhantes e essas são algumas características da pós-modernidade”, explica.
Enfatizando que o mundo está cada vez mais voltado paras as riquezas que são proporcionadas e quem usufrui delas são poucos,  Siqueira finalizou dando destaque ao mercado das informações midiáticas compartilhadas nos dias de hoje. “As informações se transformam em mercadorias intercambiáveis, assim quem recebe essas informações são reduzidos ao denominador comum de consumidores das mesmas”, destaca o professor.

José Eduardo de Siqueira é professor titular e coordenador do curso de Medicina da PUC/PR, onde também ministra aulas no mestrado em Bioética.É membro da Academia Paranaense de Medicina, e membro assessor da Redbioética/UNESCO para América Latina e Caribe; integra o Comité Cientifico da Revista da Redbioética/UNESCO,  o Conselho diretivo e o comitê assessor da Red latinoamericana de bioética e, ainda, o conselho administrativo da International Association of Bioethics.

Matéria produzida na disciplina de Produção da Notícia do curso de Jornalismo da UFN.

Deixe um comentário

Adicione o seu comentário abaixo, ou trackback de seu próprio site. Você também pode acompanhar estes comentários (assinar) via RSS.

Seu e-mail nunca será divulgado, nem compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com *