Bituca no chão: como justificar esse mau hábito?


Por Vitória Gonçalves

 

Apesar de onze lixeiras disponíveis, bitucas seguem jogadas nas vias. Foto: Vitória Gonçalves

Nesta quarta-feira, 4, no Calçadão Salvador Isaia, foi observado a quantidade de bitucas de cigarros jogadas no chão. Nota-se que a maioria dos fumantes tem o costume de não fazer uso das lixeiras.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil ocupa o oitavo lugar no ranking de número de fumantes, com cerca de onze milhões de homens e sete milhões de mulheres. A reportagem realizada em Santa Maria RS, observou que entre dez pessoas, apenas três jogaram suas bitucas no lixo e os sete restantes jogavam no chão. O público era dividido entre jovens e idosos, e durante 1h a repórter fez a comparação entre as faixas etárias e chegou à conclusão, que o ato era mais cometido por pessoas entre 20 e 30 anos.

Observou-se também fumantes que minutos antes de entrar em uma loja, jogaram seu cigarro no chão, e até durante uma conversa entre amigos, ambos atiraram a bituca no gramado. Vale ressaltar que há lixeiras distribuídas em todo calçadão e, tendo conhecimento de como a atitude é prejudicial ao meio ambiente e à sociedade, fica o questionamento do porquê o hábito ser comum entre usuários de cigarros.

Deixe um comentário

Adicione o seu comentário abaixo, ou trackback de seu próprio site. Você também pode acompanhar estes comentários (assinar) via RSS.

Seu e-mail nunca será divulgado, nem compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com *