Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Uma das idealizadoras da Unifra completa 100 anos

A religiosa Maria Augusta Silveira Neto, conhecida como irmã Felicidade, completa 100 anos de idade hoje, 25 de setembro. Juntamente com sua irmã, Carmem Silveira Neto, conhecida como irmã Consuelo, 99 anos, Felicidade foi idealizadora, em 1953, da criação da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras Imaculada Conceição e da Faculdade de Enfermagem Nossa Senhora da Medianeira.

A criação da FIC/FACEM, 1955, tem importante significado de transformação para sociedade santa-mariense. Conforme a reitora da Unifra, Iraní Rupolo, as instituições de ensino criaram um novo perfil para cidade, em que os jovens puderam transpor o obstáculo de ingresso na educação superior.

“Nossa população inicial foi constituída por ferroviários e militares, hoje, somos conhecidos como cidade universitária. O ir e vir dessa significativa população flutuante oportuniza a vantagem de disseminar, em locais diferentes, o saber aqui constituído”, enfatiza a reitora, reiterando a responsabilidade do perfil da cidade às religiosas.

Em sua trajetória acadêmica, a irmã Felicidade estudou matemática, contrariando a orientação da Madre superiora da época. Dedicou sua vida inteira ao ensino e a promoção do conhecimento. Em 1967/68 especializou-se em Matemática no Centro Universitário de Lisboa, Portugal. Hoje a religiosa vive no Convento São Francisco de Assis, localizado na Avenida Medianeira, Santa Maria.

Fonte: Assessoria de Comunicação/UNIFRA

LEIA TAMBÉM

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

A religiosa Maria Augusta Silveira Neto, conhecida como irmã Felicidade, completa 100 anos de idade hoje, 25 de setembro. Juntamente com sua irmã, Carmem Silveira Neto, conhecida como irmã Consuelo, 99 anos, Felicidade foi idealizadora, em 1953, da criação da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras Imaculada Conceição e da Faculdade de Enfermagem Nossa Senhora da Medianeira.

A criação da FIC/FACEM, 1955, tem importante significado de transformação para sociedade santa-mariense. Conforme a reitora da Unifra, Iraní Rupolo, as instituições de ensino criaram um novo perfil para cidade, em que os jovens puderam transpor o obstáculo de ingresso na educação superior.

“Nossa população inicial foi constituída por ferroviários e militares, hoje, somos conhecidos como cidade universitária. O ir e vir dessa significativa população flutuante oportuniza a vantagem de disseminar, em locais diferentes, o saber aqui constituído”, enfatiza a reitora, reiterando a responsabilidade do perfil da cidade às religiosas.

Em sua trajetória acadêmica, a irmã Felicidade estudou matemática, contrariando a orientação da Madre superiora da época. Dedicou sua vida inteira ao ensino e a promoção do conhecimento. Em 1967/68 especializou-se em Matemática no Centro Universitário de Lisboa, Portugal. Hoje a religiosa vive no Convento São Francisco de Assis, localizado na Avenida Medianeira, Santa Maria.

Fonte: Assessoria de Comunicação/UNIFRA