Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Professores destacam importância da jornada para construção do TFG

Na noite desta quinta-feira, (21), realizou-se no salão de Atos do Centro Universitário Franciscano a XVIII Jornada Científica de Jornalismo. Os alunos apresentaram a primeira etapa de seus Trabalhos Finais de Graduação (TFG), realizados com a ajuda de seus orientandos. A atividade serviu para promover um ambiente de discussão dos trabalhos, visando agregar conhecimento e enriquecer as pesquisas.

Durante as apresentações dos seis alunos, os professores convidados para avaliar os trabalhos levantaram alguns tópicos de maior relevância, para que sejam feitas boas pesquisas. Alguns destes são: a importância de alunos dos semestres iniciais assistirem as apresentações dos colegas. Para professora Glaíse Palma, é importante que exista esse interesse por parte dos iniciantes. “ Os alunos já vão tendo contato com a da pesquisa e já podem ir compreendendo do que se trata. Entendendo o processo, para quem sabe participar de projetos de pesquisa, que existem e não são diretamente vinculados às disciplinas. O projeto de pesquisa não é algo que só alunos no final do curso possam desenvolver”, explica.

Outro aspecto é a escolha do tema a ser pesquisado, como observa o professor Iuri Lammel Marques.“ São vários cuidados que o aluno deve ter. O principal é gostar do tema. Escolher algo que não se torne cansativo. Não adianta fazer um trabalho que não gosta. Uma sugestão seria pegar algo que se tenha habilidade. Pode ajudar bastante. Pegar um tema atual e pertinente para comunicação no momento é uma forma de o aluno contribuir com a área acadêmica”, ressalta.

Como componente da banca de avaliação, a docente Sione Gomes destacou a importância da jornada acadêmica no sentido do aluno mostrar todas as características do seu trabalho acadêmico. Frisou também as contribuições dos outros professores da banca; e o fato de a jornada ter esse espaço aberto para discussão permite que todos façam contribuições, apresente outros olhares com o objetivo único de auxiliar o estudante a ter um trabalho ainda melhor. Outro aspecto significativo é a dimensão do quanto se esta desenvolvendo trabalhos interessantes e significativos e como o processo de pesquisa do curso esta se mostrando bastante rico com avaliações de qualidade e temáticas extremamente atuais.

A professora Sibila Rocha vê a jornada como um grande amadurecimento de uma proposta de pesquisa, quando se expõe o que o aluno esta estudando e se tem espaço para discutir um melhor entendimento do seu trabalho, sempre buscando enriquecer a pesquisa com novas questões. Sibila ainda comentou a importância da jornada ser aberta para todos os alunos do curso em vista que se começa a ter essa vivência de saber discutir conceitos, pensamentos, ideias, mas principalmente saber discordar ou concordar, saber se posicionar e pensar diferente sempre respeitando as diferenças. Nas palavras dela, “a Jornada é um dos melhores momentos da congregação professor-aluno”.

Já o professor Maurício Dias destacou a importância de o aluno pensar desde que ele inicia no curso o tipo de assunto que deseja pesquisar. Ao participar da jornada, o estudante é colocado em contato com a pesquisa em comunicação. Maurício lembrou também o uso das teorias na produção dos trabalhos, como as da Cibercultura, da Comunicação e do Jornalismo, bem como as metodologias utilizadas para as pesquisas. Sobre a participação de todos os alunos do curso, a jornada é vista como uma grande integração, quando se pode acompanhar o que esta sendo produzido.

Por Willian Ignácio e Mateus Ferreira para a disciplina de Jornalismo Online

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Na noite desta quinta-feira, (21), realizou-se no salão de Atos do Centro Universitário Franciscano a XVIII Jornada Científica de Jornalismo. Os alunos apresentaram a primeira etapa de seus Trabalhos Finais de Graduação (TFG), realizados com a ajuda de seus orientandos. A atividade serviu para promover um ambiente de discussão dos trabalhos, visando agregar conhecimento e enriquecer as pesquisas.

Durante as apresentações dos seis alunos, os professores convidados para avaliar os trabalhos levantaram alguns tópicos de maior relevância, para que sejam feitas boas pesquisas. Alguns destes são: a importância de alunos dos semestres iniciais assistirem as apresentações dos colegas. Para professora Glaíse Palma, é importante que exista esse interesse por parte dos iniciantes. “ Os alunos já vão tendo contato com a da pesquisa e já podem ir compreendendo do que se trata. Entendendo o processo, para quem sabe participar de projetos de pesquisa, que existem e não são diretamente vinculados às disciplinas. O projeto de pesquisa não é algo que só alunos no final do curso possam desenvolver”, explica.

Outro aspecto é a escolha do tema a ser pesquisado, como observa o professor Iuri Lammel Marques.“ São vários cuidados que o aluno deve ter. O principal é gostar do tema. Escolher algo que não se torne cansativo. Não adianta fazer um trabalho que não gosta. Uma sugestão seria pegar algo que se tenha habilidade. Pode ajudar bastante. Pegar um tema atual e pertinente para comunicação no momento é uma forma de o aluno contribuir com a área acadêmica”, ressalta.

Como componente da banca de avaliação, a docente Sione Gomes destacou a importância da jornada acadêmica no sentido do aluno mostrar todas as características do seu trabalho acadêmico. Frisou também as contribuições dos outros professores da banca; e o fato de a jornada ter esse espaço aberto para discussão permite que todos façam contribuições, apresente outros olhares com o objetivo único de auxiliar o estudante a ter um trabalho ainda melhor. Outro aspecto significativo é a dimensão do quanto se esta desenvolvendo trabalhos interessantes e significativos e como o processo de pesquisa do curso esta se mostrando bastante rico com avaliações de qualidade e temáticas extremamente atuais.

A professora Sibila Rocha vê a jornada como um grande amadurecimento de uma proposta de pesquisa, quando se expõe o que o aluno esta estudando e se tem espaço para discutir um melhor entendimento do seu trabalho, sempre buscando enriquecer a pesquisa com novas questões. Sibila ainda comentou a importância da jornada ser aberta para todos os alunos do curso em vista que se começa a ter essa vivência de saber discutir conceitos, pensamentos, ideias, mas principalmente saber discordar ou concordar, saber se posicionar e pensar diferente sempre respeitando as diferenças. Nas palavras dela, “a Jornada é um dos melhores momentos da congregação professor-aluno”.

Já o professor Maurício Dias destacou a importância de o aluno pensar desde que ele inicia no curso o tipo de assunto que deseja pesquisar. Ao participar da jornada, o estudante é colocado em contato com a pesquisa em comunicação. Maurício lembrou também o uso das teorias na produção dos trabalhos, como as da Cibercultura, da Comunicação e do Jornalismo, bem como as metodologias utilizadas para as pesquisas. Sobre a participação de todos os alunos do curso, a jornada é vista como uma grande integração, quando se pode acompanhar o que esta sendo produzido.

Por Willian Ignácio e Mateus Ferreira para a disciplina de Jornalismo Online