Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Uma data mundial para comemorar o café nosso de cada dia

 

A especialista Daiana Lermen comenta sobre o consumo do café. Foto: Márcio Fontoura.

O dia 14 de abril (nesta terça-feira) é a data escolhida para comemorar o Dia Mundial do Café, uma das bebidas mais famosas e tradicionais no mundo inteiro. Estima-se que a origem do grão tenha cerca de mil anos e esteja associada aos árabes, primeiros a cultivar a fruta.

O nome da bebida provém da palavra “Kafa” nome da região do Oriente Médio onde o cultivo tornou-se periódico. Segundo a Associação Brasileira da Indústria do Café , a idéia de comercialização aconteceu quando o pastor Kaldi percebeu que suas cabritas gostavam de comer um certo fruto pequenino, vermelho e arredondado. O pastor notou que as frutas eram fonte de alegria e motivação, e somente com a ajuda delas, o rebanho conseguia caminhar por vários quilômetros por subidas infindáveis. Ele começou a utilizar os frutos na forma de infusão, e percebeu que a bebida o ajudava a resistir ao sono enquanto orava ou em suas longas horas de leitura do breviário. Esta descoberta se espalhou rapidamente entre os monastérios, criando uma demanda pela bebida. 

O lado bom do café – Além de ser um dos queridinhos do paladar, o consumo da cafeína é um ótimo estimulante para as horas de cansaço. Mas há muitos mitos e verdades sobre a cafeína. A Agência Central Sul de Notícias foi até à Cafeteria “Dr. Café” conversar com a nutricionista e barista Daiana Lermen sobre os benefícios e malefícios do café.

O café é rico em minerais e antioxidantes, indicado para redução de perda de memória e, também, melhora a imunidade de quem o consome diariamente. “O café não engorda nem emagrece. Ele tem pouquíssimas calorias e é um estimulante. Pode até aumentar um pouco o metabolismo, mas engordar, não!”, explica Daiana.

Porém, se consumido demasiadamente, tende a acarretar insônia. “Não é comprovado cientificamente que o café diminui a glicose do sangue”. Em função disso,o café não deve ser consumido por pessoas com depressão, transtornos de stress ou problemas estomacais, como gastrite ou úlcera. “Quem têm úlcera, deve consumir o café descafeinado, porém é melhor evitar”.

A nutricionista indica o consumo moderado para adultos, em média 3 doses diárias, a uma temperatura de 92°C,  idealmente. Crianças devem evitar. “O café é indicado mais para adultos. É melhor que crianças tomem café com leite”, finaliza a especialista.

O Brasil é o maior produtor mundial de café, sendo responsável por 30% do mercado internacional, volume equivalente à soma da produção dos outros seis maiores países produtores. É também o segundo mercado consumidor, atrás somente dos Estados Unidos, conforme os dados publicados pela Abic.

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

 

A especialista Daiana Lermen comenta sobre o consumo do café. Foto: Márcio Fontoura.

O dia 14 de abril (nesta terça-feira) é a data escolhida para comemorar o Dia Mundial do Café, uma das bebidas mais famosas e tradicionais no mundo inteiro. Estima-se que a origem do grão tenha cerca de mil anos e esteja associada aos árabes, primeiros a cultivar a fruta.

O nome da bebida provém da palavra “Kafa” nome da região do Oriente Médio onde o cultivo tornou-se periódico. Segundo a Associação Brasileira da Indústria do Café , a idéia de comercialização aconteceu quando o pastor Kaldi percebeu que suas cabritas gostavam de comer um certo fruto pequenino, vermelho e arredondado. O pastor notou que as frutas eram fonte de alegria e motivação, e somente com a ajuda delas, o rebanho conseguia caminhar por vários quilômetros por subidas infindáveis. Ele começou a utilizar os frutos na forma de infusão, e percebeu que a bebida o ajudava a resistir ao sono enquanto orava ou em suas longas horas de leitura do breviário. Esta descoberta se espalhou rapidamente entre os monastérios, criando uma demanda pela bebida. 

O lado bom do café – Além de ser um dos queridinhos do paladar, o consumo da cafeína é um ótimo estimulante para as horas de cansaço. Mas há muitos mitos e verdades sobre a cafeína. A Agência Central Sul de Notícias foi até à Cafeteria “Dr. Café” conversar com a nutricionista e barista Daiana Lermen sobre os benefícios e malefícios do café.

O café é rico em minerais e antioxidantes, indicado para redução de perda de memória e, também, melhora a imunidade de quem o consome diariamente. “O café não engorda nem emagrece. Ele tem pouquíssimas calorias e é um estimulante. Pode até aumentar um pouco o metabolismo, mas engordar, não!”, explica Daiana.

Porém, se consumido demasiadamente, tende a acarretar insônia. “Não é comprovado cientificamente que o café diminui a glicose do sangue”. Em função disso,o café não deve ser consumido por pessoas com depressão, transtornos de stress ou problemas estomacais, como gastrite ou úlcera. “Quem têm úlcera, deve consumir o café descafeinado, porém é melhor evitar”.

A nutricionista indica o consumo moderado para adultos, em média 3 doses diárias, a uma temperatura de 92°C,  idealmente. Crianças devem evitar. “O café é indicado mais para adultos. É melhor que crianças tomem café com leite”, finaliza a especialista.

O Brasil é o maior produtor mundial de café, sendo responsável por 30% do mercado internacional, volume equivalente à soma da produção dos outros seis maiores países produtores. É também o segundo mercado consumidor, atrás somente dos Estados Unidos, conforme os dados publicados pela Abic.