Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Processo de disciplinarização na escrita: oficina debate a redação no ensino básico

A oficina “A Disciplina da Escrita na Educação Básica – o que compete ao professor de Redação?” ocorreu nesta terça-feira, 22, no Centro Universitário Franciscano. Ministrada pela pesquisadora Fabiana Dametto, do Programa de Pós-Graduação em Letras da UFSM, a oficina teve como objetivo fazer com que os discentes e docentes presentes refletissem e debatessem sobre a disciplinarização da escrita nas escolas de educação básica.

Segunda Fabiana, a relevância de se discutir este assunto com alunos de graduação e os professores que já estão em atividade é importante, pois a “disciplina de Redação nas escolas não está nos documentos oficiais. Inclusive ela vai contra às políticas públicas sobre ensino, porque fragmenta uma matéria como o português e traz consequências que podem ser positivas em alguns sentidos, mas principalmente negativos, que podem ser ruins para o processo de ensino”.

A oficina ocorreu no primeiro dia do XVI InLetras, no Salão de Atos do prédio 14, no conjunto III da Unifra.

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

A oficina “A Disciplina da Escrita na Educação Básica – o que compete ao professor de Redação?” ocorreu nesta terça-feira, 22, no Centro Universitário Franciscano. Ministrada pela pesquisadora Fabiana Dametto, do Programa de Pós-Graduação em Letras da UFSM, a oficina teve como objetivo fazer com que os discentes e docentes presentes refletissem e debatessem sobre a disciplinarização da escrita nas escolas de educação básica.

Segunda Fabiana, a relevância de se discutir este assunto com alunos de graduação e os professores que já estão em atividade é importante, pois a “disciplina de Redação nas escolas não está nos documentos oficiais. Inclusive ela vai contra às políticas públicas sobre ensino, porque fragmenta uma matéria como o português e traz consequências que podem ser positivas em alguns sentidos, mas principalmente negativos, que podem ser ruins para o processo de ensino”.

A oficina ocorreu no primeiro dia do XVI InLetras, no Salão de Atos do prédio 14, no conjunto III da Unifra.