Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Editorias

Plataforma centraliza informações para doações em todo o RS

A Pastoral da Comunicação da Igreja Católica (Pascom), em colaboração com várias instituições religiosas, criou o Ajudars . O site é uma ferramenta digital para centralizar informações de locais que estão recebendo doações para os afetados pela enchente.

Dia Mundial da Criatividade tem ampla programação na UFN

O Dia Mundial da Criatividade foi marcado por várias atividades em Santa Maria e a Universidade Franciscana foi anfitriã de algumas delas. Na tarde de sexta-feira (19), o professor Gustavo Borba, palestrante e pesquisador na área

O jornalismo é um dos pilares fundamentais da democracia, garantindo a liberdade de expressão e o acesso à informação. Nesse sentido, é fundamental que os jornalistas tenham suas prerrogativas garantidas por lei, para que possam exercer suas atividades com independência e segurança.

O jornalismo é um dos basilares da democracia, garantindo a liberdade de expressão. Imagem: Nelson Bofill/ Labfem

Um relatório da organização não governamental (ONG) Repórteres Sem Fronteiras (RSF) divulgou que o Brasil subiu no ranking mundial de liberdade de imprensa. Este relatório é feito anualmente e divulgado dia três de maio, data em que se comemora o Dia Mundial da Liberdade de Imprensa. Em 2022, o país estava na 92ª colocação, e alçou o 82° lugar em 2023. O documento também apontou aumento na perseguição política a jornalistas no mundo. Entre os cinco indicadores que compõem a pontuação dos países, o indicador político foi o que mais caiu em 2024, com queda global de 7,6 pontos. Arthur Romeu, diretor do escritório da Repórteres Sem Fronteiras (RSF), explica que “o Brasil é historicamente violento para jornalistas. Se considerarmos os últimos dez anos, o país só está atrás do México em números de jornalistas assassinados.” Segundo ele, para que continue melhorando terá que “reafirmar marcos legais, garantir  a transparência pública e combater a desinformação.”

O ranking global tem a pretensão de avaliar as condições do livre exercício do jornalismo em 180 países do mundo. Entre os indicadores que compõem o índice, estão os políticos, sociais, legislativos, econômicos e de segurança. Sete países em cada dez estão nessas três escalas de problemas. Nos 180 países e territórios classificados, são feitas avaliações com base em uma contagem de abusos contra jornalistas e meios de comunicação e uma análise quantitativa com respostas de especialistas em liberdade de imprensa. Os países com maior número de abusos contra a imprensa e considerados como os mais graves, são os países asiáticos como Vietnã, China e Coreia do Norte.

No Brasil, o direito à liberdade de imprensa é garantido pela Constituição Federal de 1988, que estabelece que “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato” (artigo 5º, inciso IV). Isso significa que os jornalistas têm o direito de expressar suas opiniões e ideias livremente, sem medo de retaliação ou represália. Além disso, a Constituição também estabelece que “é vedada toda e qualquer censura de natureza política, ideológica e artística” (artigo 5º, inciso IX), o que significa que nenhum órgão governamental pode impedir a publicação de informações jornalísticas à sociedade.

A jornalista e professora da Universidade Franciscana, Camila Klein Severo, destaca que “a liberdade de imprensa é fundamental, porque ela dá a oportunidade para que sejam divulgadas diferentes pensamentos de uma mesma situação; permite a liberdade de conflito de ideias, havendo respeito em relação à discordância. Nos dias de hoje, experimentamos tempos nebulosos, mas a liberdade de imprensa está garantida, pois vivemos em um estado democrático”.

A jornalista e professora Camila Klein Severo da Universidade Franciscana (UFN). Imagem: Vitória Oliveira/ Labfem

O jornalista Maurício Barbosa, de Santa Maria, conta que vem sofrendo ameaças devido à sua atuação como repórter. As ameaças são feitas até mesmo dentro do Ciosp, Centro Integrado de Operações de Segurança Pública, quando ele está exercendo seu trabalho. Ele reforça que, ao chegar nos locais onde ocorreram crimes pela cidade, por vezes, é recebido com ameaças verbais. “Muitas vezes as ameaças são feitas em alto e bom som mas, em outras, são veladas. Mais de um delegado e policiais amigos meus me orientaram a fazer um registro das ocorrências, mas optei momentaneamente por não fazer”, comenta Barbosa.

Recentemente, a União Europeia aprovou uma lei de liberdade de imprensa para a proteção dos jornalistas.  A lei aprovada pelo Parlamento Europeu, no dia 13 de março deste ano, destina-se à proteção dos jornalistas, combate a interferência política nas decisões editoriais e aumento à transparência na imprensa.  Sua apresentação ocorreu após enormes escândalos sobre o uso de programas de espionagem, como Pegasus e Predator, para monitorar jornalistas em diversos países da União Europeia. O texto aborda o respeito ao sigilo das fontes jornalísticas e a proibição de implementação de tecnologias de vigilância em dispositivos utilizados por estes profissionais.

Julain Paul Assange é ativista Australiano, jornalista e fundador do site WikiLeaks. Imagem: David G. Silvers/Flickr

Um caso que tem tido repercussão em todo o mundo é o do fundador do site WikiLeaks, que divulgou informações confidenciais do governo americano. O presidente Luís Inácio Lula da Silva chegou a afirmar que o jornalista deveria ter sido premiado por revelar “segredos dos poderosos”, ao invés de estar preso. Julian Assange enfrenta 18 acusações baseadas na lei de espionagem dos EUA e revelou, inclusive, espionagens feitas à então presidente Dilma Roussef e Ministérios brasileiros. Se condenado, pode pegar até 175 anos de prisão. Ele é acusado de revelar 250 mil documentos militares e diplomáticos confidenciais que revelaram crimes de guerra e abusos de direitos humanos ocorridos nas guerras do Afeganistão e do Iraque.

As autoridades estadunidenses querem condenar Assange argumentando que suas ações no WikiLeaks prejudicaram a segurança nacional dos EUA, colocando em perigo a vida de agentes norte-americanos. A possível extradição do jornalista é criticada por organizações de jornalistas e entidades de direitos humanos. A organização de direitos humanos Anistia Internacional considera que a extradição do jornalista é um “devastador” ataque à liberdade de imprensa.

O aeroporto de Santa Maria (RIA) apresenta mais um opção de viagens aéreas para outros estados brasileiros. Um voo será para a cidade de Florianópolis (FLN), em Santa Catarina. As viagens ocorrerão para a capital catarinense a partir do dia 27 de maio, sendo operadas pela LATAM Airlines, através da VoePass, nas segundas e sextas-feiras.

O modelo de aeronave utilizado será um “ATR-72” e foi utilizado pela primeira vez em 1988. Há capacidade para 68 pessoas, em média densidade e 78 em alta densidade. A tripulação é composta por 2 pilotos (comandante e copiloto) e 2 comissários. O horário para partir de Santa Maria será às 16h20, com chegada prevista à Florianópolis às 18h10. Já partindo de SC para o RS, o horário de voo está marcado para às 13h45, com aterrisagem em solo gaúcho às 15h35. Para compra de passagens, entre no site da LATAM Airlines.

O modelo acima será usado para as viagens. Foto: Ariéli Ziegler/PMSM/CP

Também com um modelo “ATR-72”, o aeroporto está com voos até Campinas-SP, no aeroporto de Viracopos. Até o dia 30 deste mês, as operações ocorrem nas terças e nas quintas-feiras. A partir de junho, as viagens ocorrerão nas segundas, quartas e sextas-feiras. O planejamento dessa escala está previsto até 28 de junho. A viagens devem durar 2h40. Para comprar passagens à Campinas, acesse o site da Azul Linhas Aéreas.

Em meio à situação de emergência que o estado do Rio Grande do Sul se encontra devido às fortes chuvas, a solidariedade prevalece vindo de muitos lugares. A Pastoral da Comunicação da Igreja Católica (Pascom), em colaboração com várias instituições religiosas, criou o Ajudars . O site é uma ferramenta digital para centralizar informações de locais que estão recebendo doações para os afetados pela enchente. O projeto proporciona uma divulgação segura e rápida das necessidades dos municípios e dioceses, permitindo buscas tanto por itens necessários para donativos como por proximidade geográfica.

Confira quais são os pontos de coletas em Santa Maria:

  • Colégio Marista Santa Maria, rua Floriano Peixoto, 1217- Centro (ponto de coleta) Fone: (55) 3220 6300
  • Paróquia Santa Catarina de Alexandria, rua Visconde de Ferreira Pinto, 489, Bairro Itararé (ponto de coleta e abrigo) Fones: (55) 3221 4491 ou (55) 98109 7839. Para quem quiser colaborar com dinheiro pode fazer pix pela chave paroquiasantacatarinars@gmail.com
  • Colégio Coração de Maria, Avenida Nossa Senhora das Dores, 48 (ponto de coleta) Fone: (55) 3033 8800. Para colaboração em dinheiro pode fazer pix pela chave 51999628571
  • Santuário da Basílica da Medianeira, Avenida Nossa Senhora das Dores, 2270 (ponto de coleta) Fone: (55) 30251807. Quem quiser colaborar com dinheiro pode fazer pix pela chave 55991407630
  • Nossa Senhora das Dores (ponto de coleta) Fone: (55) 32213072
Paróquia Santa Catarina de Alexandria é ponto de coleta de doações para os desabrigados da chuva Imagem: Marcelo de Carvalho Santos/google maps

Na plataforma ainda é possível fazer o cadastro como voluntário e também de lugares que estão precisando de doações

Com um grande número de pessoas atingidas pelas chuvas em Santa Maria e região, o curso de Design de Moda da Universidade Franciscana (UFN), iniciou um projeto para confeccionar roupas íntimas para serem doadas.

Maria Gelci, costureira, técnica administrativa e designer de Moda, corta os tecidos para posterior montagem. Imagem: Emanuelle Rosa / Central Sul Agência de Notícias

O projeto, coordenado pela professora Rubiana Sandri, conta com apoio de 15 quinze alunos, quatro professores, três técnicas administrativas da UFN e 22 costureiras solidárias da cidade. Segundo a professora Rubiana: “A ideia inicial era produzir as roupas íntimas somente para as pessoas atingidas em Santa Maria, mas como teve um aumento na demanda vindo de fora da cidade, conforme o aumento da produção iremos enviar para as cidades vizinhas também”. A primeira remessa das roupas tem destino certo, será disponibilizada para as pessoas do bairro Itararé.

Segundo Diênifer Petry, aluna do curso de Design de Moda e que está atuando no projeto: “a estimativa de produção da primeira remessa das roupas deve ser de 2 mil peças, focando em tamanhos grandes, pois é onde há mais procura. Nos tamanhos infantis, estão sendo produzidas peças de todos os tamanhos (P, M e G), e no feminino, haverá produção até o tamanho “XG”. Com essa iniciativa é esperado alcançar um grande número de pessoas que precisam das doações e, desta forma, trazer um pouco de conforto à população”.

Para ajudar de alguma forma, o curso de Design de Moda aceita doações de malhas, roupas ou divulgando o projeto nas redes sociais através do Instagram do curso. Também está disponível uma chave PIX para doações: 55 996349221, em nome de Caroline Manucelo Colpo. O valor arrecadado será utilizado para compra de material para a confecção das peças.

Ocorreu em Santa Maria, entre os dias 24 e 28 de abril, a 1º etapa da Copa América CESLA de Padel. O torneio reuniu mais de 800 atletas de diversos países e contou com premiação de cerca de R$ 100 mil. Houve diversas categorias em disputas, desde os iniciantes até os profissionais.

Nos primeiros dias, houve jogos das fases de grupos em grande parte das categorias. A única categoria que não houve fase de grupos foi a “1º feminina” e “1º masculina”. Cada grupo realizava suas partidas desde o início do dia ao fim da noite. Nos finais de semana, ocorreram as disputas eliminatórias.

Torneio reuniu grandes nomes nacionais e internacionais do padel em Santa Maria. Foto: Vitória Oliveira

Na categoria principal masculina, a dupla brasileira Lucas Cunha e Matheus Simonato enfrentou os argentinos Federico Alejandro Fleitas e Mirko Kloster. Vitória por 2 sets a zero. No 1º set, vantagem de 6 a 3, e no segundo, 6 a 1, e título para o Brasil. Na categoria feminina, a dupla Alessandra de Barros e Susane Lenz venceram Francielle Gaspar e Mayra Mega. Vitória apertada por 2 sets a um. No primeiro set, Alessandra e Susane abriram vantagem com o placar de 6 a 1, porém Gaspar e Mega empataram no set seguinte. Na última parte do jogo, Alessandra e Susane venceram o set de virada e, assim, foram campeãs.

No final do sábado, 27, o ex-BBB Matteus Amaral esteve presente em Santa Maria para acompanhar o torneio, e aproveitou para retribuir o carinho dos fãs. Além dessa primeira parte, haverá outras etapas do torneio durante o ano. Em junho, será realizada a 2º etapa, e em dezembro, será feita a competição dos “masters” do padel.

No dia 27 de abril é comemorado o Dia Nacional da Empregada Doméstica. A data celebra as profissionais responsáveis pela arrumação e organização do lar, pelo preparo das refeições, pela limpeza, entre outras tarefas. Embora seja uma profissão de grande importância, as empregadas domésticas nem sempre tiveram (ou têm) seus direitos respeitados.

Nos últimos dez anos o número de empregada doméstica diminuiu no Brasil. Imagem: Vitória Oliveira/LABEFM

No ano de 2022, uma senhora, que atualmente tem 87 anos, foi resgatada em condições análogas à escravidão. O caso foi denunciado à imprensa, e amplamente divulgado, em 10 de março de 2024, e é a situação mais longeva já registrado, segundo a promotora do Ministério Público do Trabalho.  Os ex-patrões alegam que a senhora “era parte da família” e a defesa nega as acusações. Eles são acusados de trabalho análogo à escravidão e coação visto que, segundo a Justiça, as visitas dela à própria família eram controladas e o celular ficava com o patrão. Muitos casos como este já foram denunciados ao Ministério Público. A alegação dos patrões de que as funcionárias são “quase da família” serve de alerta, porque pode camuflar uma relação de trabalho degradada que fica escondida pela falsa ideia de relação de afeto.

Direitos ao longo do tempo

No Brasil, ao longo dos anos, as empregadas domésticas foram conquistando seus direitos trabalhistas. Foi estabelecida pela Constituição a jornada de trabalho de 44 horas semanais e, no máximo, 8 horas diárias.  Os empregados domésticos podem ser contratados em tempo parcial e, assim, trabalhar jornadas inferiores às 44 horas semanais e recebem salário proporcional à jornada trabalhada. Mediante acordo escrito entre empregador(a) e empregado(a) domésticos(as), a jornada pode ser de 12 x 36, o empregado(a) trabalha por 12 (doze) horas seguidas e descansa por 36 (trinta e seis) horas ininterruptas.

A Lei Complementar nº 150, de 1 junho de 2015 estabelece a obrigatoriedade da adoção do controle individual de frequência. Além disso, a jornada deve ser especificada no contrato de trabalho, obrigatoriamente. Ela regulamenta os direitos dos(as) empregados(as) domésticos(as), e foi criado o Simples Doméstico, que simplifica o cumprimento das obrigações dos empregadores, seja em relação à prestação de informações ou à elaboração dos cálculos dos valores devidos aos(às) empregados(as) domésticos(as).

Segundo pesquisa do IBGE, três em cada quatro domésticas não têm carteira assinada no Brasil. Imagem: Nelson Bofill/LABFEM

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o número de empregadas domésticas diminuiu nos últimos dez anos no Brasil. Ao mesmo tempo, houve um aumento no número de diaristas. De acordo com pesquisa realizada em 2023, três em cada quatro trabalhadoras domésticas no Brasil trabalham sem carteira assinada. Ainda sobre o perfil das trabalhadoras, as mulheres são maioria, com 92% das vagas, sendo que 65% delas são negras.

Segundo Luiza Batista, coordenadora geral da Federação Nacional das Trabalhadoras Domésticas (Fenatrad), a classe média perdeu muita renda durante a pandemia, o que afetou a contratação de domésticas, fazendo com que esse número reduzisse. A adoção de home office também influenciou. Além disso, as famílias vem reduzindo de tamanho, o que faz com que os próprios moradores das residências, muitas vezes, cuidem dos afazeres domésticos. Em 2023 havia cerca de 6 milhões de trabalhadores domésticos no Brasil. Destas, 4,3 milhões não tinham carteira assinada.

O Dia Nacional da Empregada Doméstica é comemorado em homenagem à Santa Zita, considerada a padroeira das empregadas(os) domésticas(os). Santa Zita nasceu em 1218, no pequeno povoado chamado Monsagrati, que ficava perto da cidade de Lucca, na Itália. Zita trabalhou desde os 12 anos de idade até sua morte para uma família nobre italiana. Ela era conhecida por ser bastante generosa com os pobres, tirava sempre do seu dinheiro para oferecer aos menos favorecidos, que sempre batiam à porta da família para a qual ela trabalhava. Zita morreu em 27 de abril de 1271. Devido ao seu exemplo de santidade, o Papa Inocêncio XII a canonizou em 1696 e declarou-a a “Santa das Empregadas Domésticas”.

Com informações da Agência Brasil.

O Dia Mundial da Criatividade foi marcado por várias atividades em Santa Maria e a Universidade Franciscana foi anfitriã de algumas delas.

Professor Gustavo Borba conversou com a comunidade acadêmica sobre Criatividade e Territórios Criativos. Imagem: Vitória Oliveira/LABFEM

Na tarde de sexta-feira (19), o professor Gustavo Borba, palestrante e pesquisador na área do Design Estratégico, com 25 anos de experiência, falou sobre Criatividade e Territórios Criativos, no Salão de Atos do prédio 13 da Universidade Franciscana (UFN). Borba destacou a grande mobilização que presenciou ao chegar na cidade e o engajamento da própria Universidade Franciscana (UFN) com o evento do dia Mundial da Criatividade.

Levando em conta o tema da palestra criatividade, Borba falou sobre inteligência artificial e como toda essa tecnologia vem sendo inovadora na área digital e até mesmo nas escolas e faculdades do mundo: “A inteligência artificial (IA) tem demostrado habilidades impressionantes ao lidar com lógica matemática e resolver problemas complexos”. Além disso, o professor salientou que a IA também ainda enfrenta limitações, especialmente em termos de compreensão contextual e aplicação de conceitos abstratos em novos cenários.

O professor comentou que “as melhores ideias são as que parecem bobas” e destacou a importância de mobilizar o espaço de aula para torná-lo dinâmico, interativo e propício para o aprendizado. Para ele, todas as pessoas são mais criativas quando interagem com desconhecidos, quando andam por ambientes novos. Ao ter um grupo com diferentes ideias, novas perspectivas podem ser elaboradas e novidades podem surgir. O professor frisou que a ambiguidade, a imperfeição e o ‘pensar fora do padrão’ é o que nos diferencia dos robôs e do que pode ser feito em termos de IA.

Para finalizar, Borba disse que “a criatividade é sair do padrão, não ter vergonha de expressar sua opinião, de fazer o diferente, de ter coragem para experimentar o novo. Devemos exercitar a criatividade, como tocar piano, se não praticarmos perderemos a prática e isso é essencial para o processo criativo”.

Ao longo da tarde outras atividades ocorreram no conjunto III da UFN. O projeto Além das Cores, do curso de Design de Moda, apresentou uma releitura de Van Gogh pelos talentos da APAE. Crianças e adolescentes atendidos pela Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Santa Maria (APAE-SM) produziram algumas releituras das pinturas do artista holandês Vicent Van Gogh. Segundo a professora Caroline Colpo “o objetivo do projeto é fazer as pessoas sentirem a experiência de serem artistas com suas próprias pinturas”.

O curso de Arquitetura e Urbanismo, por meio dos professores Adriano Falcão e Marina de Alcântara, apresentou o projeto [com]VIDA, que tem como finalidade o trabalho com a comunidade. De acordo com os professores o objetivo é trabalhar com temas tranversais e atende uma demanda da comunidade dos bairros de Santa Maria.

Os cursos de Engenharia apresentaram o projeto 3D Eng Printing através do professor Luiz Fernando Junior. Ele explicou a importância da impressão 3D para produzir produtos em salas de aula, brindes e, até mesmo fazer uso para beneficiar o meio ambiente. Destacou que, no projeto, “procura-se o conceito de inovar em um ambiente complexo envolvendo a impressão 3D”.

Professor Luiz Fernando Junior explicando sobre a impressão 3D. Foto: Vitória Oliveira/LABFEM

Já o curso de Jornalismo apresentou o projeto Reverbe, que é um programa musical novo sobre música autoral que vai ao ar na UFN TV. Para saber mais do Reverbe, clique aqui.

O curso de Publicidade também participou apresentando sua Web Série A Última Noite

No encerramento do evento teve o desfile do curso de Design de Modas, o Fashion Future, coordenado pelas professoras Paula Dariva e a professora Rubiana Sandri. Paula comentou sobre o exercício da criatividade no curso: “Nós temos disciplinas que trabalham explorando a criatividade dos alunos onde eles podem manipular diversos tipos de materiais, como sucatas e plásticos”.

Curso de Design de Moda apresentou o desfile Fashion Future. Foto: Nelson Bofill/LABFEM

Com colaboração de Thomás Ortiz

O Internacional de Santa Maria participará do Campeonato Gaúcho sub-17 de futebol feminino. Conforme Marcos Vinicius Pedroso, diretor-geral do Alvirrubro, durante o mês de abril o Inter-SM formará parcerias com escolinhas de Santa Maria para a captação de atletas e, ao longo do mês de maio, começarão os treinamentos da equipe. O objetivo do clube é que cerca de 20 meninas participem.

Ideia da equipe de base feminina surgiu através do presidente do Inter-SM Pedro Della Pasqua. Foto: Renata Medina/Inter-SM

Na última quinta-feira, 18, foi definida como será a comissão técnica. Henrique Saraiva, de 31 anos, será o comandante da equipe. Ele é acadêmico de Educação Física na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e será auxiliado por Adriana Nascimento. Na preparação física estará Camila Valduga e Bianca Mujica será a gerente de futebol. Jéssica Trindade será a responsável pela coordenação geral do futebol feminino do clube.

Comissão técnica da equipe sub-17 de futebol feminino do Inter-SM. Foto: Renata Medina/Inter-SM

A realização dos treinos será feito como é com o elenco profissional e sub-17 masculino: em locais alternativos. As partidas serão no Estádio Presidente Vargas. Quanto a investimentos na equipe, Pedroso afirma que isso será feito via captação do clube, com o Pró-Esporte RS e o Proesp. 

Equipe feminina mandará seus jogos no Estádio Presidente Vargas. Foto: Raul Pereira/FotoArena

Após reunião do conselho técnico realizado pela Federação Gaúcha de Futebol (FGF) além da presença do Alvirrubro, o torneio contará outras sete equipes. O formato da competição será com dois grupos de quatro equipes cada. Os dois primeiros de cada chave avançam para as semifinais, com confrontos de ida e volta. Na final também haverá dois jogos com o mando de campo para cada finalista. A competição terá início previsto no dia 22 de junho e vai até dia 10 de agosto. O Inter-SM estará presente no grupo B, ao lado de Grêmio, Juventude (Caxias do Sul) e Vidal Pro (Porto Alegre). Já o grupo A conta com Internacional (Porto Alegre), Flamengo (São Pedro), Juventude Dr. Salomé Goulart e ADERGS (Tapejara).

Na próxima sexta-feira, 19, a Universidade Franciscana (UFN) será uma das anfitriãs do World Criativity Day. Pela manhã haverá uma oficina de voluntariado no ITEC (Ambiente de Inovação), que fica no prédio 8 da UFN, e à tarde participarão diversos cursos e um convidado especial no conjunto III. Várias atividades estão previstas em Santa Maria ao longo dos dias 19, 20 e 21 de abril e é possível conferir mais clicando aqui. No site do evento, pode-se fazer buscar por atividade, formato ou local de realização.

Na UFN, o professor Gustavo Borba, da Unisinos, vai abordar o tema criatividade e territórios criativos, às 13h30, no Salão de Atos do Prédio 13, no conjunto III. Santa-mariense radicado em Porto Alegre, Borba tem 25 anos de experiência no campo da educação e inovação e é palestrante e pesquisador na área do Design Estratégico. No ensino superior, já atuou em espaços de coordenação e direção, além de comissões nacionais como a CONAES. Atualmente é conselheiro da Rede Jesuíta e da Canadian Playful Schools Network – RCEL/CPSN e Decano da Indústria Criativa da Unisinos. 


Na sequência, no hall do prédio 15, também no Conjunto III, os cursos de Arquitetura e Urbanismo, Jornalismo, Design, Design de Moda, Engenharias e Publicidade e Propaganda apresentam uma diversidade de projetos que envolvem o tema da criatividade e inovação. A inscrição para qualquer uma das atividades é gratuita e deve ser feita aqui. As vagas são limitadas e há entrega de certificado de participação.

Confira a programação dos cursos da UFN na tarde do dia 19 de abril – sexta-feira:

15h Práticas e Projetos do [com]Vida – Adriano Falcão e Marina de Alcântara (Arquitetura e Urbanismo)

15h25 Além das Cores – Caroline Colpo e Gabriel Barbieri (Design)

15h50 3D Eng Printing – Luiz Fernando Rodrigues Junior (Engenharia)

16h15 Reverbe: música autoral, identidade e jornalismo cultural – Neli Mombelli (Jornalismo)

16h40 Mapeando Memórias – Anelis Rolão Flores e Clarissa de O. Pereira  (Arquitetura e Urbanismo)

17h05 Websérie Última Noite – Cristina Hollerbach e Rodrigo Bernardes (Publicidade e Propaganda)

17h30 Fashion Future – Paula Darina e Rubiana Sandri (Design de Moda)

Confira um pouco do que vai rolar na sexta-feira:

Se os dias estão cinzas, a gente coloca uma música para desanuviar. Se tá tudo bem, vai uma boa música para embalar. Ou se está daqueles dias em que não se perde nem se ganha, vai um play para tendenciar. Parafraseando Dorival Caymmi, embora ele falasse especificamente do samba: quem não gosta de ‘música’ bom sujeito não é!

O programa é produzido no Laboratório de Jornalismo Audiovisual do curso de Jornalismo.

O Reverbe é o mais novo programa audiovisual do curso de Jornalismo que mostra a música daqui, feita em Santa Maria e arredores. Queremos reverberar as composições e as vozes que ecoam pelos nossos montes. Artistas talentosos, músicas potentes e de variados estilos. É um programa que nasce cheio de personalidade, com um bate-papo no ritmo dos/as convidados/as sobre inspiração, transpiração, identidade, sentimentos e, claro, muita música.

Você é o nosso/a convidado/a especial para, toda terça-feira, às 19h, acompanhar um novo episódio na UFN TV, pelo canal 15 da NET,  ou no canal do YouTube do LabSeis. E também pode ser visto na TV Câmara, canal aberto 18.2, na sexta-feira, às 21h25min, e sábado, a partir das 19h25.

Paulo Noronha é o convidado de estreia do Reverbe.

O episódio de estreia traz todo o legado de Paulo Noronha, cantor, compositor e guitarrista que carrega consigo o estilo blues-rock e atua há mais de 20 anos no cenário musical santa-mariense. Noronha apresenta o seu mais recente trabalho, o álbum Fôlego, lançado em novembro do ano passado, que tem no setlist as canções Cinema, Conflitos e Fôlego, homônimo do disco, executadas durante o programa. 

Nas palavras de Noronha: “Boa parte do Folêgo foi composto durante a pandemia, e esse álbum não tem como não falar de situações que vão desde o morador de rua ao empresário mais rico. Apenas duas canções foram produzidas e colocadas no álbum enquanto ele estava sendo finalizado, e que não estão conectadas com a pandemia”

Caroline Freitas apresentou o primeiro programa que vai ao ar hoje.

Já segue aí a playlist do Reverbe no Spotify da Rádio Web UFN e se prepare para, a cada novo episódio, adicionar as músicas do programa no seu tocador favorito. 

O Reverbe é produzido pelo Lab Seis, laboratório de produção audiovisual dos cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda da Universidade Franciscana (UFN). A equipe é formada pelos alunos do curso de Jornalismo de diversos semestres: Vitória Oliveira e Caroline Freitas no roteiro e apresentação, na produção Nicolas Krawczyk, Aryane Machado e Luíza Maicá, Ana Clara Mileto e Enzo Martins, que também faz redes sociais, Thomás Ortiz na operação de câmera e, ainda, conta com os técnicos administrativos Alexsandro Pedrollo, na direção de fotografia, e Jonathan de Souza, no switcher e finalização. A  coordenação e direção é da professora Neli Mombelli.

Texto e imagens: Neli Mombelli/ professora curso de Jornalismo e coordenadora LabSeis