Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

fórum

Planejamento estratégico é tema de palestra na UFN

A palestra ” O Gestor e o planejamento estratégico” foi o tema da palestra do diretor administrativo financeiro da CVI- Refrigerantes, Gerso Iung, nesta terça-feira, 11, no 2º Fórum Integrado de Negócios. Segundo Iung, uma pergunta

Relações entre controle de gestão e governança corporativa

O Fórum Integrado de Negócios ocorre de segunda a quarta-feira, 10 e 12 de setembro, no conjunto III da Universidade Franciscana. O objetivo do evento é apresentar um panorama geral das principais pautas relacionadas a carreira

Visual merchandising na abertura do 11º Fórum de Comunicação

Teve início nesta quarta-feira pela manhã, dia 21, no Centro Universitário Franciscano, o 11° Fórum de Comunicação, que, a partir do tema “Santo de casa faz milagre”, traz diversos ex-alunos para compartilhar suas experiências profissionais. As

Unifra traz egressos de Comunicação para 11º Fórum

A poucos dias para o 11º Fórum de Comunicação do Centro Universitário Franciscano (Unifra), os organizadores se preparam para receber os palestrantes. Neste ano, dos 32 convidados, 29 são egressos da Instituição, o que traz aos

10° Fórum de Comunicação Social da UNIFRA divulga convidados

                      Ano 10 Comunicação: o que foi e o que será? é o tema da 10ª edição do Fórum de Comunicação Social da UNIFRA. Dos dias 15 a 17 de agosto de 2012, o Centro Universitário Franciscano

A palestra ” O Gestor e o planejamento estratégico” foi o tema da palestra do diretor administrativo financeiro da CVI- Refrigerantes, Gerso Iung, nesta terça-feira, 11, no 2º Fórum Integrado de Negócios. Segundo Iung, uma pergunta que toda criança já deve ter ouvido pelo uma vez na vida é: ” o que você quer ser quando crescer?”,  e esta foi a temática do vídeo apresentado pelo palestrante.  “À medida que o tempo passa, começamos a ter dúvidas sobre nosso futuro”, conclui ele.

Gerso Iung falou sobre o planejamento estratégico. Foto: Thayane Rodrigues / LABFEM

Iung explicou que, nas áreas de administração, economia e ciências contábeis, o planejamento estratégico é um trabalho de gestão organizacional e requer que se olhe para sua organização de maneira completa. Assim, ao interagir com toda a logística, o gestor será capaz de fortalecer e melhorar a negociação entre empresa e cliente. Ele citou como exemplo a  obra “Seja Foda!”, de Caio Carneiro, que relata que o sucesso das conquistas está na palma de nossas mãos.

O autor relaciona os cinco principais pilares estratégicos com os dedos de uma mão. “O polegar representa a positividade e o otimismo, devemos acreditar em nós mesmos e nos manter sempre na direção de nossos objetivos. O dedo indicador mostra a visão e a direção, é de onde queremos chegar. É mais importante a direção que a velocidade. O dedo médio ou feio é o responsável pela atitude e execução, que ajuda a recarregar as energias. O dedo anelar simula os compromissos e os valores. Por fim o dedo pequeno que simboliza o controle emocional e os detalhes. A emoção agindo nos detalhes. Nós somos 80% emocional e 20% técnico estrutural”, explicou o diretor.

Gerso terminou a noite de palestra com uma reflexão para os futuros profissionais das áreas de administração, economia e ciências contábeis. “Se podemos sonhar (visão de futuro), também podemos tornar nossos sonhos em realidade (controle estratégico)”, conclui.

 

Oficina discute governança corporativa. Foto: Lucas H. Linck/LABFEM

O Fórum Integrado de Negócios ocorre de segunda a quarta-feira, 10 e 12 de setembro, no conjunto III da Universidade Franciscana. O objetivo do evento é apresentar um panorama geral das principais pautas relacionadas a carreira e o profissional de Administração, Economia e Ciências Contábeis.

A manhã de  hoje, terça-feira, 11,  iniciou com a oficina sobre relações entre controle de gestão e governança corporativa, ministrada pelo professor Luiz Henrique Figueira Marquezan, do departamento de Ciências Contábeis da Universidade Federal de Santa Maria. Marquezan é especialista em Controladoria e Finanças e doutor em Ciências Contábeis pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos(Unisinos), com atuação profissional como consultor nas áreas de Controladoria e Planejamento, 

Segundo ele, “governança corporativa são atividades desenvolvidas dentro de uma empresa, visando atingir seus objetivos e alcançar os resultados desejados. Para que estas ações obtenham sucesso, é necessário que sejam planejadas e controladas. A governança envolve os proprietários da empresa e o conselho de administração, que é um órgão colegiado que apoia a gestão e possui dois principais papéis: o de aconselhar e o de monitorar o que ocorre com a empresa”.

Marquezan realizou uma atividade que explicava em quem podemos confiar. “Pensem  que no lado direito desta folha está as pessoas, empresas e regras sociais que você confia, e do lado direito as coisas que você  desconfia. Vocês acham que a linha divisória está no meio? ou estaria mais para esquerda ou  para a direita? Vocês conseguem denominar as empresas e pessoas que você confia?”.

O professor exibiu um vídeo sobre como as pessoas realizam pequenos atos de corrupções e não se dão conta disso, pensando apenas em como podem beneficiar-se da trapaça  e, ao mesmo tempo, tornar-se uma pessoa correta. “Estamos apenas pensando nos atos de corrupção de governantes ou de pessoas que conhecemos, mas não nos damos conta das pequenas corrupções que realizamos, sendo elas furando a fila de um banco, infringindo as regras de trânsito e outras coisas”, conclui ele.

A coordenadora da oficina e professora do curso de ciências contábeis da Universidade Franciscana, Jaqueline Carla Guse, comenta que a palestra foi muito produtiva, pois abordou conhecimentos que não são possíveis de  serem realizados em sala de aula, mas que os alunos irão vivenciá-los no momento em que saírem para o mercado de trabalho.

 

Divulgação
Divulgação

Estão abertas até segunda-feira, 22, as inscrições  para  8° Interfaces no Fazer Psicológico que começará próxima quarta-feira (24). O  evento é promovido pelo curso de Psicologia da Unifra, com a finalidade fundamental de ampliar a integração entre os acadêmicos do curso de Psicologia do Centro Universitário Franciscano, com os demais acadêmicos e profissionais de outras instituições de ensino e comunidade de Santa Maria e Região.

O tema deste ano propõe discutir a dimensão da violência como um elemento subjetivo e constitutivo do laço social, abordaremos sua dimensão cotidiana, nas relações interpessoais – com ênfase na temática da violência e trânsito – como também, suas relações com a temática de Gênero, do Estado e do laço social, vai tratar a violência como elemento subjetivo e suas formas no cotidiano. Desta forma, em diferentes modalidades, e também ocorrerá discussões desta temática, tendo como pano de fundo, as possibilidades e condições para uma cultura de não violência no contemporâneo.

Organizador do fórum Marcos Pippi  Crédito: Juliano Dutra - Núcleo de fotografia
Organizador do fórum Marcos Pippi
Crédito: Juliano Dutra – Núcleo de fotografia

“A proposta do Fórum é tratar o tema violência para além de suas formações mais óbvias. Pensar  o que a violência é no ponto de vista subjetivo, que ela nos constitui , constitui uma cultura, tem uma incidência. A ideia principal é tentar cercar o tema e tratar todas as cumplicidades que ele estabelece, e isso podemos ver na programação que divide o assunto de várias formas. Na parte da manhã será através de  mini cursos, e como o fórum é aberto a vários cursos, temos também palestrantes que não são só da psicologia, temos professores do curso direito, sociologia entre outros, porque vemos como eles abordam isso”, ressalta Marcos Pippi de Medeiros, professor e organizador do fórum.

A programação prevê, na parte da manhã, mini cursos e à tarde, mesa redonda com palestrantes dos cursos para troca de ideias.  A proposta é a qualificação do ensino e na pesquisa em psicologia, a partir do aprofundamento de discussões fomentadas pela produção teórico-prática de palestrantes, ministrantes de cursos de curta duração, através de espaços de compartilhamento e produção reflexiva com os participantes do evento acerca das temáticas propostas. Inscrições e outras informações no site da Unifra.

Valores:

8º Interfaces no Fazes Psicológico 22/07 a 22/08
Professores Unifra – Interno 90,00
Aluno Unifra – Interno 80,00
Professores/Profissionais – Externo 100,00
Aluno Outras IES – Externo 90,00

 

Valores diários no Fórum:

8º Interfaces no Fazes Psicológico 22/07 a 22/08
Professores Unifra – Interno 90,00
Aluno Unifra – Interno 80,00
Professores/Profissionais – Externo 100,00
Aluno Outras IES – Externo 90,00

 

Minicurso 01: O modo de pensar desesperançado; um grave sintoma da depressão. 22/07 a 22/08 – 8h às 10h30min
Professores Unifra – Interno 40,00
Professores/Profissionais – Externo 50,00
Alunos Unifra – Interno 30,00
Aluno Outras IES – Externo 40,00

 

Minicurso 02: AIKIDO E NÃO VIOLÊNCIA 22/07 a 22/08 das 13h ás 22h – 8h às 10h30min
Aluno Unifra – Interno 30,00
Professor Unifra – Interno 40,00
Professores/Profissionais – Externo 50,00
Aluno Outras IES – Externo 40,00

 

Minicurso 03: Vidas silenciadas pelas violências de Estado: a potência do Testemunho. 22/07 a 22/08 – 8h às 10h30min
Professores Unifra – Interno 40,00
Professores/Profissionais – Externo 50,00
Alunos Unifra – Interno 30,00
Aluno Outras IES – Externo 40,00

 

Minicurso 04: Violência, literalmente. 22/07 a 22/08 – 8h às 10h
Professores Unifra – Interno 40,00
Aluno Unifra – Interno 30,00
Professores/Profissionais – Externo 50,00
Aluno Outras IES – Externo 40,00

 

Minicurso 05: Psicologia e Proteção Social: o que fazemos quando acompanhamos adolescentes e jovens em situação infracional? 22/07 a 22/08 – 8h às 10h
Professores Unifra – Interno 40,00
Aluno Unifra – Interno 30,00
Professores/Profissionais – Externo 50,00
Aluno Outras IES – Externo 40,00

 

Minicurso 06: A mulher que há em mim: os múltiplos olhares sobre as feminilidades na contemporaneidade. 22/07 a 22/08 – 8h às 10h
Professores Unifra – Interno 40,00
Aluno Unifra – Interno 30,00
Professores/Profissionais – Externo 50,00
Aluno Outras IES – Externo 40,00

 

Ainda há tempo para se inscrever no XII Fórum de Estudos Contábeis, que acontece nos dias 9 à 11 se setembro no Centro Universitário Franciscano. O evento visa promover a integração entre os diversos temas da área contábil e a interação dos participantes com um espaço de discussão e troca de experiências. O último dia para a realização da inscrição é domingo, 7 de setembro.

A abertura da solenidade acontece às 18h45min no Salão de Atos do Prédio 13, no Conjunto III da Instituição. Em seguida, ocorre a palestra “As informações e a Gestão dos Supermercados Peruzzo”, com o administrador Lindonor Peruzzo Junior – Diretor do Supermercados Peruzzo – Bagé/RS. Além das palestras do fórum, estão na programação três oficinas: Excel Avançado – Formulários Personalizados e Macros, e-Social e Aspectos Societários e Tributários da Contabilidade da Construção Civil.

Para maiores informações, consulte o site do XII Fórum de Estudos Contábeis.

 

Teve início nesta quarta-feira pela manhã, dia 21, no Centro Universitário Franciscano, o 11° Fórum de Comunicação, que, a partir do tema “Santo de casa faz milagre”, traz diversos ex-alunos para compartilhar suas experiências profissionais.

As atividades iniciaram cedo da manhã, às 8h, com a presença de cerca de 150 acadêmicos dos cursos de Publicidade e Propaganda e Jornalismo. Na abertura, a professora Sibila Rocha, coordenadora do curso de Publicidade e Propaganda, aplaudiu a equipe organizadora e agradeceu o empenho de todos os envolvidos e participantes.

A primeira palestra da manhã foi dos irmãos Sadi João Gioda Neto Claudio Roberto Gioda Junior, egressos dos cursos de Publicidade e Propaganda e Arquitetura, respectivamente. Sob o tema “Visual Merchandising: e o encontro de ideias de Arquitetura e Publicidade”, os palestrantes relataram suas experiências em diversos municípios do Rio Grande do Sul, entre os quais Santiago.

Segundo Sadi, é necessário chamar a atenção do consumidor para oportunizar a compra por impulso. “Trabalhamos desde o design da loja até as vitrines, interiores e campanhas publicitárias”, comenta. “Em dois anos fizemos 40 espaços comerciais: fruteiras, ambulatórios, lojas de calçados, boutiques e concessionárias. Pegamos os projetos no osso, ou seja, fizemos tudo”, relata Claudio Gioda.

Como funciona o projeto de uma loja na Gioda – Conceitos e dicas

A empresa cria fachadas, vitrines e interiores comerciais.
O principal conceito é a integração.
Não vendem produtos e sim experiências.
Conhecer o fornecedor.
Saber o máximo sobre o cliente.
Buscar referenciais. Não é copiar tudo, mas trabalhar a partir de fundamentos.
Fazer questionário sobre as necessidades básicas do cliente.
Explicar porque mudamos a ideia do cliente.

A palestra foi dinâmica, mostrando o quanto os egressos sentiram-se em casa no Centro Universitário Franciscano. Através de dicas práticas e de maneira descontraída, Claudio e Sadi conquistaram a atenção dos ouvintes nesta manhã de abertura.

A programação da edição 2013 do Fórum de Comunicação segue durante à tarde com Oficinas de Jornalismo e Publicidade e Propaganda, a partir das 14h e, às 20h, ocorre a palestra “TV, Cultura, Educação e Cidadania”, com a jornalista Maria Helena Da Silva Ruduit da TVE-RS.

Informações completas sobre a programação e inscrições podem ser feitas aqui

A poucos dias para o 11º Fórum de Comunicação do Centro Universitário Franciscano (Unifra), os organizadores se preparam para receber os palestrantes. Neste ano, dos 32 convidados, 29 são egressos da Instituição, o que traz aos docentes, a sensação de orgulho e dever cumprido.

De acordo com um dos organizadores do evento, professor Carlos Alberto Badke, a escolha por ex-alunos como palestrantes se deve ao aniversário de dez anos dos cursos de Jornalismo e de Publicidade e Propaganda. “A ideia é mostrar aos atuais acadêmicos que os nossos alunos estão bem colocados no mercado de trabalho e são excelentes profissionais”, declarou o professor.

Segundo Badke, o critério usado para seleção dos convidados é que estivessem atuantes e seguros no mercado de trabalho. Além disso, ter a disponibilidade de participar do Fórum. “Juntamos a competência à disponibilidade” – diz. O professor declarou conhecer o histórico dos palestrantes e que todos são profissionais distintos e maduros nas áreas de conhecimento a que se disponibilizaram.

As inscrições para o 11º Fórum de Comunicação seguem até o dia 21 deste mês e podem ser feitas no site: unifra/eventos. Um recado da comissão organização para quem não se inscreveu ainda: “Estamos trabalhando muito desde o início do ano para estes três dias. É uma oportunidade única de aprendizagem com profissionais que vêm até vocês. Não deixem de participar!”

Texto: Luisa Neves, Victória Papalia

Foto: Karine Kinzel

Na última noite do 10º Fórum de Comunicação da UNIFRA, a palestra “O ensino do Jornalismo e a legitimidade do diploma”, foi conduzida por Celso Schröder, professor da PUCRS e presidente da Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ). O encontro trouxe o debate a respeito da possível volta do diploma para exercer a profissão e o papel do jornalista e do jornalismo na sociedade.

De acordo com Schröder, um dos principais motivos para a queda do diploma foi o fato de que passou a ser caro pagar um profissional com curso superior. Para ele, a lógica das empresas de comunicação é obscurantista e busca pelos baixos custos na relação ao trabalho, o que causa um enfrentamento com a academia. ”Jornalismo não é a venda de jornal”, afirma o professor.

Outro ponto essencial levantado na palestra foi o da importância do bom jornalismo e do papel do profissional da área. Para Schröder, a academia “é a garantia estatística de um jornalismo mais bem qualificado”. O “jornalismo é uma necessidade social”, comenta o professor ao falar da relevância do trabalho de mediação feito pelo jornalista entre o acontecimento e o público.

A volta do diploma para o exercício da profissão de jornalista foi aprovada no Senado, de onde agora vai para a votação na Câmara dos Deputados. Segundo Schröder, esse processo pode levar em média mais um ano, e para que isso aconteça, “precisamos de um esforço redobrado”. “O diploma não é apenas um pedaço de papel”, argumenta o professor.

                      Ano 10 Comunicação: o que foi e o que será? é o tema da 10ª edição do Fórum de Comunicação Social da UNIFRA. Dos dias 15 a 17 de agosto de 2012, o Centro Universitário Franciscano será mais uma vez cenário para discussões na área de Comunicação Social. Palestras e oficinas fazem parte da programação do Fórum que  tem como público alvo  alunos e professores dos cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda  da região. Em uma década de atuação, o Fórum já trouxe profissionais que se destacam no cenário da comunicação, entre eles o jornalista da TV Globo Caco Barcellos e o publicitário, Sócio Diretor da GlobalComm Comunicação, Alexandre Skowronsky.

Em 2012, aedição comemora o ano 10 dos cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda  da UNIFRA. Entre outros, destacam-se como convidados o presidente da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) Celso Schröder e o presidente do Conselho Deliberativo da Fundação Cultural Piratini, Luiz Artur Ferraretto. Os jovens integrantes do Ponto Eletrônico Vinicius da Silva Perez, Mariana Eloy Messias e Desirée Xavier Marantes prometem apresentar ideias inovadoras na área publicitária. Já o músico Felipe Alvares ministra uma oficina de trilha sonora, enquanto  Renan Falcão aborda o atendimento e persuasão publicitária. Também está confirmada a presença do presidente da Associação Riograndense de Propaganda Fabio Bernardi.

 10° FÓRUM DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DA UNIFRA

DE 15 A 17 DE AGOSTO

CONJUNTO III DA UNIFRA

SILVA JARDIM, 1175

INSCRIÇÕES A PARTIR DE 20 DE JUNHO(PREVISÃO)

E-MAIL: fcomunifra@gmail.com

TELEFONE: 3025.9039

Divulgação: LINC – Laboratório Integrado de Comunicação da UNIFRA (linc.unifra@hotmail.com). Acadêmico Monitor: Thales de Oliveira

Professor responsável: Jornalista Bebeto Badke (MTb 5498)