Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

SantaMaria

Comunica Roots reúne acadêmicos de vários cursos da UFN

Ocorre hoje, 6 de outubro, durante todo o dia, o Comunica Roots, evento promovido pelos cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda, que visa promover a integração entre diversos cursos e entre mercado e acadêmicos, já

Doe fios de amor

Ações simples do nosso dia a dia como prender, soltar e pentear o cabelo, nem sempre estão presentes na vida de centenas de pessoas portadores de câncer. Nestas horas, as perucas são grandes aliadas para melhorar a

Veja o que funciona no feriado

Confira, abaixo, como vai ser o funcionamento de shoppings, mercados e outros serviços na cidade, no feriado prolongado da Semana Farroupilha. Quinta-feira, dia 20:  SHOPPINGS:  Santa Maria Shopping: Fechado. Royal Plaza Shopping: Lojas: Facultativo, demais serviços

Índice de custo de vida em Santa Maria registra aumento

Calculada pelo Laboratório de Práticas Econômicas (LAPE) do curso de Ciências Econômicas da Universidade Franciscana, a variável do custo de vida em Santa Maria identificou que a alimentação, habitação, saúde e educação ficaram mais caros na

Ocorre hoje, 6 de outubro, durante todo o dia, o Comunica Roots, evento promovido pelos cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda, que visa promover a integração entre diversos cursos e entre mercado e acadêmicos, já que a grande tarefa é produzir uma campanha para um cliente real.

O Comunica desenvolve a criatividade, já que os alunos devem produzir sem qualquer aparato tecnológico e sim com equipamentos analógicos, como cartolinas, canetinhas e afins.

Grupos na abertura do Comunica Roots. Imagem: Luiza Silveira

Algumas das regras constam de, por exemplo: todas as peças propostas na campanha devem possuir pelo menos uma apresentação visual ou sonora; no caso de peças gráficas, estas deverão estar layoutadas através de colagem e/ou ilustração em cartolina; no caso de propostas de peças radiofônicas, cabe a equipe realizar a locução ao vivo ou cantar o jingle criado, mesmo que a capella; o caso de uma proposta de peça audiovisual, a equipe deve encenar teatralmente o roteiro criado, junto a um storyboard em cartolina. Os estudantes podem levar instrumentos musicais para serem usados nas apresentações.

O evento segue até a noite no Cerrito, quando haverá um Luau de encerramento.

A tradicional Feira do Livro de Santa Maria chega a sua 49ª edição de 29 de abril a  14 de maio. Depois de dois anos ocorrendo de modo híbrido, a Feira deste ano será totalmente presencial. São cerca de 40 livreiros e mais de cem lançamentos de livros, sendo que boa parte de escritores locais.

A programação conta com apresentações de peças de teatro, shows musicais e cinema, além dos tradicionais estandes de livros. A patronesse desta edição é a professora, escritora, pesquisadora e ativista Nikelen Witter; e a professora homenageada, Maria Esther Gomes de Souza. Já o escritor homenageado (póstumo), é o médico e compositor Mário Eleú da Silva. No dia 7 de maio haverá a Noite da Patronesse: #LeiaMulheres, com a professora Nikelen acompanhada de Monalisa Dias e o Clube de Leituras Bem-ditas.

A abertura ocorre na sexta às 18h, no Theatro Treze de Maio, com uma homenagem à professora Maria Esther Gomes de Souza. Ela tem seis livros publicados e realiza trabalho de leitura inclusiva e se destaca no trabalho com alunos surdos na Escola Estadual de Educação Especial Dr. Reinaldo Fernando Cóser.

Veja a programação completa na página da Feira do Livro.

Na última sexta-feira, 4, com lotação máxima de leitos de UTI Covid-19, vídeos obtidos das redes sociais mostram centenas de pessoas aglomeradas e sem máscara de proteção facial, na Rua Nossa Senhora do Rosário, causando a revolta de quem mora na região.

Segundo os moradores das proximidades, as aglomerações, som alto e vandalismo têm sido frequentes no local, mas nas últimas noites isso se agravou.

  “Nas últimas quatro noites está sendo muito alarmante, o barulho excessivo, os carros com volume altíssimo, as motos com cano de descarga aberta. É um barulho constante até as 6h da manhã. Se vem a brigada militar ou fiscalização, eles dispersam e voltam”, comenta uma moradora que prefere não se identificar. “Em tempo de pandemia, é muito difícil pensar que haja tanta irresponsabilidade e uma sensação de poder que eles não vão se contaminar, que não vai acontecer nada. Porque a quantidade de pessoas que está se reunindo no local, é muito assustadora”, acrescenta. Outra moradora, que também prefere se manter no anonimato, ressalta o estado que amanhecem as ruas após as aglomerações noturnas. 

“Foram três tentativas para dispersar o pessoal, mas não foi o suficiente. De manhã as ruas estavam imundas, parecia época de carnaval”, salienta. 

[youtube_sc url=”https://youtu.be/vzhit-1mJ28″]

O vídeo que mostra a dispersão da última madrugada foi publicado pelo prefeito Jorge Pozzobom (PSDB) nas redes sociais. Ele se posicionou sobre o ocorrido.

 IRRESPONSABILIDADE!

“Meus amigos, estou pedindo de coração, que todos olhem esse vídeo. Aconteceu ontem à noite, no Bairro Rosário. Assistam a irresponsabilidade de algumas pessoas, que acabam prejudicando uma cidade inteira. Santa Maria vive um dos piores momentos da pandemia! Somos cobrados diariamente e estamos sempre dialogando, buscando soluções, fiscalizando e vacinando, mas sem a conscientização de todos fica difícil. Um agradecimento especial, para a nossa força-tarefa da fiscalização, que terminou rapidamente com a aglomeração. Também, agradecemos todos os estabelecimentos que estão nos ajudando, cumprindo os protocolos. Não esqueçam, precisamos de todos nós cuidando de todos nós”, desabafou o prefeito Jorge Pozzobom nas redes sociais. 

Na terça-feira, 1, quatro pacientes morreram à espera de um leito em Santa Maria . Segundo a direção da UPA, a procura de atendimentos cresceu nas últimas duas semanas e nesta sexta, a cidade chegou a 690 vítimas de covid-19. Como afirmou o prefeito, “irresponsabilidade de algumas pessoas, que acabam prejudicando a cidade inteira”. 

COMO DENUNCIAR

Denúncias de descumprimento das medidas podem ser feitas à Guarda Municipal pelos números 153, (55) 99217-8122, 99167-4728 e 99167-8452 ( celulares, somente via WhatsApp).

    Nesta quinta-feira (27), completam 100 meses do incêndio da Boate Kiss. A tragédia causou a morte de 242 pessoas e feriu outras 630, em 27 de janeiro de 2013, em uma boate na cidade de Santa Maria. Por volta do meio-dia, um balão branco para cada vítima foi solto em frente ao local, e familiares lançaram a campanha “100 meses de impunidade”. 

  A Associação dos Familiares de Vítimas e Sobreviventes da Tragédia de Santa Maria (AVTSM) em parceria com o Coletivo Kiss: Que não se repita, transmitiram a homenagem ao vivo nas redes sociais, e destacaram que a ação respeitou as normas de saneamento e de distanciamento, apresentando apenas um número restrito de participantes a fim de evitar aglomerações. Além disso, a comissão organizadora distribuiu máscaras e disponibilizaram álcool gel para os voluntários. 

  A programação segue até o dia 1º de dezembro, data do júri dos quatro réus – os sócios da Boate Kiss e dois integrantes da banda Gurizada Fandangueira – pela tragédia, em Porto Alegre. Durante o ano, serão realizadas diversas intervenções, bate-papos ao vivo com mães, pais, sobreviventes da tragédia e técnicos que irão analisar todos os aspectos envolvendo o incêndio. 

  A Associação também declarou o lançamento de um documentário, no segundo semestre do ano, que reconta a história da maior tragédia do Rio Grande do Sul. A programação é divulgada nas redes sociais da AVTSM.

  “Justiça não é vingança. Ela age sob o princípio da humanidade: respeita os valores fundamentais do ser humano e dá ao culpado o julgamento que ele merece de acordo com a lei”, declara Gabrielle Righi, assessora de comunicação e irmã de Andrielle Righi, vítima da tragédia. “É um direito, uma forma de evitar que outras tragédias se repitam, enquanto a vingança quer apenas que o outro sofra em proporção igual ou maior. A busca por vingança deslegitima a nossa luta. A busca por justiça fortalece e torna nobre a nossa causa. Ela irá contemplar os jovens que morreram e, principalmente, aqueles que ficaram. Até quando iremos esperar? Justiça tardia é injustiça qualificada”, acrescenta a jovem. 

[youtube_sc url=”https://www.youtube.com/watch?v=KBeUOO9H_uY” title=”Boate%20Kiss:%20100%20meses”]

Ações simples do nosso dia a dia como prender, soltar e pentear o cabelo, nem sempre estão presentes na vida de centenas de pessoas portadores de câncer. Nestas horas, as perucas são grandes aliadas para melhorar a autoestima. No Centro de Apoio a Crianças com Câncer (CACC), um grupo de voluntários é responsável por devolver o sorriso de centenas de pessoas.

As perucas são produzidas no Centro de Apoio à Criança com Câncer.

O CACC possui sua própria oficina de perucas e recebe diariamente doações de cabelos, além de campanhas como Cabelos de aços promovida pela corporação feminina da Brigada Militar de Santa Maria. Para a Assistente Social, Marta Lopes, a alta demanda na procura por perucas fez com que o CACC, através de uma oficina, buscasse pessoas voluntárias para trabalhar na confecção dos produtos. Atualmente são seis voluntárias e a oficina acontece todas as segundas de tarde na sede da instituição. No total, o Centro de Apoio atende 140 famílias de diversos municípios do Rio Grande do Sul que vêm até Santa Maria em busca de auxílio médico no tratamento contra o câncer infanto-juvenil. “A doação das perucas é feita para qualquer pessoa que esteja em tratamento contra o câncer no Hospital Universitário de Santa Maria (HUSM)”, conclui Marta. O Hospital Universitário de Santa Maria, HUSM é referência no estado para o tratamento hemato-oncológico.

O CACC

O Centro de Apoio conta com doações para continuar funcionando.

O Centro de Apoio a Crianças com Câncer (CACC) é uma ONG com o objetivo principal de receber crianças e adolescentes de zero até 24 anos portadoras de câncer, com um acompanhante.

Durante a realização do tratamento, os pacientes e acompanhantes recebem gratuitamente alimentação, hospedagem, atividades de recreação e  apoio psicológico. A casa possui capacidade para receber em torno de 40 pessoas, com ala separada para os transplantados, que devem ficar em isolamento até completar o tratamento. A sede também possui um refeitório, cozinha, sala para recreação e espaço externo com pracinha para as crianças. Além disso, há um brechó que auxilia na renda. Por ser uma instituição sem fins lucrativos, o CACC depende de doações tanto de alimentos quanto financeira e que podem ser realizadas na sede da instituição, rua Erly de Almeida Lima, n°365, no bairro Camobi, em Santa Maria. Doações em dinheiro também podem ser realizadas no site do CACC.

Como ser um doador de cabelo:

Para ser doador e colaborar é simples. E o melhor, não importa o tipo de cabelo. Pode ser encaracolado, liso, crespo, loiro, preto, ruivo, grisalho, com ou sem química. E os homens também podem participar.  Antes de fazer a doação é necessário seguir algumas recomendações. A primeira delas é que o cabelo precisa estar lavado e totalmente seco. Outra dica é prender os fios com um elástico antes do corte para ajudar a demarcar o tamanho. Só serão aceitas mechas com comprimento mínimo de 15 cm.

Texto produzido na disciplina de Jornalismo III, no 2º semestre de 2019, e supervisionado pela professora Glaíse Palma.

O UFN Entrevista desta semana relembra o assassinato de duas transexuais, em um único final de semana de setembro deste ano, em Santa Maria. O programa vai abordar questões relacionadas a igualdade de gênero e direitos sociais. Para falar sobre esses assuntos, a RádioWeb UFN recebe a ativista social Marquita Quevedo, nesta quarta-feira, dia 4 de dezembro, a partir das 15h. Você pode acompanhar o Programa pelo link disponível no site da Instituição ou pelo Facebook da RádioWeb UFN. As reprises são veiculadas pelo link  nas sextas (21h30), sábados (16h30), domingos (18h) e segundas-feiras (21h). O UFN Entrevista tem produção e apresentação do acadêmico de Jornalismo Gianmarco de Vargas.

Confira, abaixo, como vai ser o funcionamento de shoppings, mercados e outros serviços na cidade, no feriado prolongado da Semana Farroupilha.

Quinta-feira, dia 20: 

SHOPPINGS: 

Santa Maria Shopping: Fechado.

Royal Plaza Shopping: Lojas: Facultativo, demais serviços a partir das 11h às 22h.

Shopping Monet Plaza : Praça de alimentação das 11h às 18h

Elegância Shopping Center: Apenas restaurante das 11:15h às 15h

Shopping Praça Nova: Lojas facultativo, demais serviços a partir das 11h às 22h.

Shopping Independência: Das 11h às 19h.

Centro Comercial Camobi: Somente restaurantes, das 18:30 às 23:30.

Centro Comercial Dois Irmãos: Das 11:30 às 15:30

Centro Comercial Tancredo Neves: Fechado

SUPERMERCADOS: 

Atacadão: Fechado

Carrefour: Fechado

BIG (Fernando Ferrari e Patronato): Fechado.

Maxxi Atacado: Fechado

Nacional: Fechado

Peruzzo: Fechado. (Todas as lojas)

Rede Super: Fechado. (Todas as lojas)

SERVIÇOS

Bancos: Fechado

Correios: Fechado

Câmara de Vereadores: Fechado

Receita Federal: Fechado

Receita Estadual: Fechado

Justiça Federal: Fechado

Justiça Estadual: Fechado

Comércio: Fechado

RGE Sul: Fechado
Para informar a falta de energia elétrica é preciso enviar um torpedo (SMS) para 28410, informando o código do cliente. O número 0800 707 7272 atende todos os serviços 24h por dia.

Prefeitura: Fechado

Pronto-atendimentos: PA do Patronato, PA Rubem Noal (T. Neves), PA Odontológico, UPA da Casa de Saúde e Samu – 24h abertos

Recolhimento de lixo: Funcionamento normal durante o feriado

ATU: Fechado
A grade de horários pode ser conferida no site.

Procon : Fechado

INSS: Fechado

Corsan: Fechado
*Plantão 24h pelo 0800-646-6444 (manutenção de água e coleta e tratamento de esgoto sanitário)

Sexta-feira, 21: 

Comércio abre normalmente. Serviços bancários também. Para verificar os serviços da prefeitura, acesse o link.

Calculada pelo Laboratório de Práticas Econômicas (LAPE) do curso de Ciências Econômicas da Universidade Franciscana, a variável do custo de vida em Santa Maria identificou que a alimentação, habitação, saúde e educação ficaram mais caros na cidade, enquanto o transporte registrou uma baixa de 1,01%.
O relatório divulgado pela Assessoria de Comunicação da UFN aponta que o grupo habitação teve um aumento nos preços de + 0,10%, principalmente nos preços de produtos de limpeza, como alvejantes e detergentes líquidos.
Já o grupo alimentação teve uma pequena variação com preços menores e maiores, mas manteve o aumento com 0.1% ao mês. De acordo com o relatório, itens como bergamota, uva, feijão, arroz e carnes como picanha, costela, guisado, porco e coxa e sobre coxa de frango tiveram uma redução de preço. No entanto, a alimentação fora do domicilio, tanto o quilo/livre ou lanches, contrabalançou a queda dos produtos de supermercado, assim ocasionando o aumento no grupo.
O grupo saúde e cuidados pessoais apresentou um aumento representativo nos preços em relação ao mês anterior, registrando 0,07% de alta, enquanto o mês de fevereiro teve -0,19% ao mês. Este resultado deve-se em parte ao reajuste anual dos medicamentos aprovado pela ANVISA, na ordem de +2,43% em média.

Variação no índice de custo de vida em Santa Maria no mês de março

Na educação, os preços mantiveram a tendência do período, apresentando uma leve alta de 0,7% ao mês. Esta estabilidade é consequência de um período pós reajustes, sendo que as principais correções de preços do grupo ocorrem em janeiro e fevereiro. Entre os itens que apresentaram alta em março estão a mensalidade do transporte escolar, os preços de lápis e canetas e o preço dos cursos de informática. Por outro lado, o preço dos cursos de idiomas e as taxas de documentos escolares, apresentaram queda de -0,5% no período.
O único grupo que apresentou uma queda nos valores foi o transporte, com 0,14% ao mês. Isso aconteceu devido à redução no preço médio da gasolina. A segundo o relatório, a variação mensal dos combustíveis ocorre devido à mudança na regra de preços estabelecida pelo governo.
O relatório ainda informa que nos três primeiros meses do ano, a variação teve um aumento de 0,49% e nos últimos 12 meses de 2,44% ao mês.

Começa nesta segunda-feira, 22 de maio, o festival Santa Maria Vídeo e Cinema e a programação irá até o dia 25, quinta-feira. Após uma pausa de três anos, o festival, que completa 15 anos em 2017, retoma suas atividades para a exibição de clássicos nacionais, locais e também videoclipes.

A edição desse ano – SMVC 11 1/2  – resgata curtas vencedores das edições do festival – mostras de Santa Maria e Nacional – além de videoclipes, longas metragens, homenagens especiais, premiações e debates. A retrospectiva com base nos destaques presentes nas edições anteriores servirá de preparação para o ano que vem, que será a 12º edição do festival Santa Maria Vídeo e Cinema, no qual algumas mudanças entrarão em vigor. Conforme a organização do evento, a partir dessa edição a proposta será trazer as exibições não com um teor competitivo, mas sim para apostar na discussão acerca das obras exibidas.

No encerramento do festival acontecerá a premiação das produções audiovisuais que serão escolhidas por um júri durante a retrospectiva. O Troféu Vento Norte será entregue para os destaques das mostras nacionais e locais.

Confira a programação:

Segunda, hoje, 22 de maio
Filmes que receberam o Troféu Vento Norte de melhor curta metragem da Mostra Santa Maria e Região nos 15 anos de festival.
Local: auditório da CESMA, às 19 horas.
2002 – 1º SMVC, “Cinzas da História”, de Leonardo Roat.
2003 – 2º SMVC, “A Escola do Mundo”, de Pedro Gomes da Rocha.
2004 – 3º SMVC, “1969”, de Maurício Canterle e Manolo Zanella.
2005 – 4º SMVC, “Ponto de Vista”, de Mariângela Scheffer Cardoso.
2006 – 5º SMVC, “Vítimas em Nós”, de Fabrício Koltermann.
2007 – 6º SMVC, “Herança”, de Carolina Berger.
2008 – 7º SMVC, “A História de Antemar Manuzo”, de Fabrício Koltermann.
2009 – 8º SMVC, “Detalhe”, de Maurício Canterle.
2010 – 9º SMVC, “Veloz”, de Felipe Iop Capeleto e Marcos Borba.
2011 – 10º SMVC, “Homem Arroz”, de Fabrício Koltermann.
2013 – 11º SMVC, “Qu4tro Mistérios do Rosário”, de Marcos Borba.
Terça-feira,23 de maio
Filmes que receberam o Troféu Vento Norte de melhor curta metragem da Mostra Nacional nos 15 anos de festival.
Local: auditório da CESMA, às 19 horas.
2002 – 1º SMVC, “Ocorredor” (SC), de Loly Menezes e Jano Moskors.
2003 – 2º SMVC, “As Belas Rosas Estão Presentes” (RS), de Maurício Saldanha.
2004 – 3º SMVC, “Desirella” (SP), de Carlos Eduardo Nogueira.
2005 – 4º SMVC, “O Menino e a Bagaceira” (PB), de Lucio Vilar.
2006 – 5º SMVC, “Uma História Severina” (DF), de Debora Diniz e Eliane Brum.
2007 – 6º SMVC, “O Jumento Santo e a Cidade que se Acabou Antes de Começar” (PE), de William Paiva e Leonardo Domingues.
2008 – 7º SMVC, “Engano” (RJ), de Cavi Borges.
2009 – 8º SMVC, “O Velho Guerreiro Não Morrerá – Cangaceiro de Lima Barreto – 50 Anos Depois” (RJ), de Paulo Duarte.
2010 – 9º SMVC, “Eletrotorpe” (SP), de Yuri Amaral e Nalu Béco.
2011 – 10º SMVC, “República dos Ratos” (RS), de Beto Mattos.
2013 – 11º SMVC, “Depois da Queda” (MT), de Bruno Bini.
Quarta-feira, 24 de maio
Exibição do documentário de longa metragem “Edmundo”, de Luiz Alberto Cassol, e homenagem ao centenário de vida do artista Edmundo Cardoso.
Local: auditório da CESMA, 15 horas.
Exibição dos filmes que marcaram as 11 edições do festival, vencedores dos prêmios Clayton Coelho de Direitos Humanos e Lanterninha Aurélio, mais videoclipes.
Local: auditório da CESMA, às 19 horas.
Quinta-feira,  25 de maio
Exibição do longa metragem “Superfície da Sombra”, de Paulo Nascimento, com presença de integrantes do elenco.
Entrega dos troféus Vento Norte e coquetel de encerramento.
Local: APUSM, às 19 horas.

[youtube_sc url=”https://www.youtube.com/watch?v=3H_YYrFpRXs”]

Pessoas_Lendo_Comprando_Fotos  Juliano Dutra_
Foto: Juliano Dutra, Arquivo ACS

A Comissão Organizadora da Feira do Livro de Santa Maria divulgou hoje, 10, os requisitos para a inscrição de autores interessados em lançar suas obras na edição da Feira do Livro de 2017. Quem deseja apresentar suas publicações ao público visitante, deve entregar na Biblioteca Pública ou enviar pelo correio o termo de compromisso e a ficha de inscrição que deverá ser solicitada pelo e-mail, bpmhbsm@yahoo.com.br.

O horário de funcionamento da Biblioteca Pública pela parte da manhã é das 8h às 12h e pela tarde das 13h às 17h. O endereço para o envio da documentação necessária é: Av. Presidente Vargas, 1300, CEP: 97015-511. O prazo final para as inscrições é dia 15 de abril de 2017

Mais informações pelo telefone (55) 3218-1396 ou (55) 99171-9970, com Rosângela Recchia.