Santa Maria, RS (ver mais >>)

Santa Maria, RS, Brazil

Debate marca Dia Mundial da Síndrome de Down

Campanha em rede social.

O Dia Mundial da Síndrome de Down, comemorado hoje, será marcado por um evento voltado para o debate sobre a inclusão. A Associação Bem Viver em parceria com a Comissão de Saúde e Meio Ambiente do Legislativo realiza, nesta sexta, 22, por volta das 9 h, no Plenário da Câmara de Vereadores de Santa Maria, a mesa redonda “Inclusão e o comportamento das pessoas com Síndrome de Down na escola”, mediada pela psicóloga e Doutora em Psicologia, Luciane Najar Smeha.

O evento contará com representantes das escolas municipais e estaduais e de duas escolas de educação especial. A entrada é franca e os participantes receberão certificado. Segundo a mediadora do debate, Luciane Smeha, a proposta é oportunizar uma discussão para entender como estão os processos de inclusão na cidade e promover informações e troca de experiências a respeito do tema.

Sendo uma das fundadoras da Bem Viver, Luciane fala do papel da associação. ” Há três pontos principais no desenvolvimento de uma criança com Síndrome de Down: o nascimento, a entrada na escola e a sexualidade. Nós acolhemos os pais. A inclusão é um dos períodos, uma etapa que causa muita angústia, pois nem sempre ela transcorre bem”.

 

LEIA TAMBÉM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Campanha em rede social.

O Dia Mundial da Síndrome de Down, comemorado hoje, será marcado por um evento voltado para o debate sobre a inclusão. A Associação Bem Viver em parceria com a Comissão de Saúde e Meio Ambiente do Legislativo realiza, nesta sexta, 22, por volta das 9 h, no Plenário da Câmara de Vereadores de Santa Maria, a mesa redonda “Inclusão e o comportamento das pessoas com Síndrome de Down na escola”, mediada pela psicóloga e Doutora em Psicologia, Luciane Najar Smeha.

O evento contará com representantes das escolas municipais e estaduais e de duas escolas de educação especial. A entrada é franca e os participantes receberão certificado. Segundo a mediadora do debate, Luciane Smeha, a proposta é oportunizar uma discussão para entender como estão os processos de inclusão na cidade e promover informações e troca de experiências a respeito do tema.

Sendo uma das fundadoras da Bem Viver, Luciane fala do papel da associação. ” Há três pontos principais no desenvolvimento de uma criança com Síndrome de Down: o nascimento, a entrada na escola e a sexualidade. Nós acolhemos os pais. A inclusão é um dos períodos, uma etapa que causa muita angústia, pois nem sempre ela transcorre bem”.